Telessaúde usada em 87% dos hospitais mas inteligência artificial não chega a metade

Mais de 80% dos hospitais do SNS recorrem à telessaúde, sendo o telerrastreio e a teleconsulta os mais frequentes, mas os projetos de inteligência artificial ainda não chegaram a metade dos hospitais.

Mais de 80% dos hospitais do SNS recorrem à telessaúde, sendo o telerrastreio e a teleconsulta os mais frequentes, mas os projetos de inteligência artificial ainda não chegaram a metade das instituições de saúde em Portugal.

Os dados constam do Barómetro sobre telessaúde e inteligência artificial no sistema de saúde e vão ser hoje apresentados numa conferência em Lisboa.

Ao todo, cerca de 75% das instituições de saúde já têm implementados projetos de telessaúde, o que inclui os cuidados de saúde primários. No universo dos hospitais do SNS são 87% as unidades que já aplicam estas ferramentas de saúde, consideradas pela Organização Mundial da Saúde como fundamentais para melhorar o acesso aos cuidados.

Mais de metade dos hospitais usam o rastreio à distância, nomeadamente na área da dermatologia, e também mais de 50% têm teleconsultas, segundo os dados a que a agência Lusa teve acesso.

Com menor expressão nos hospitais do SNS, surgem as áreas da teletriagem e da telerreabilitação, que serve para acompanhar e dar recomendações a doentes que estão em casa.

Para 96% das instituições inquiridas a telessaúde tem um papel “muito importante” na monitorização de doentes crónicos e para 75% permite reduzir as readmissões hospitalares.

Apesar da importância que é atribuída, seis em cada 10 instituições considera que a infraestrutura tecnológica (como acesso à internet ou largura de banda) é a principal barreira no desenvolvimento da telessaúde.

“Claramente a maior barreira é a infraestrutura tecnológica. Muitas vezes, nos hospitais, mesmo internamente, ainda hoje os terminais [computadores] usados pelos profissionais de saúde têm muitas limitações”, comentou à Lusa Alexandre Lourenço, presidente da Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares (APAH), uma das instituições envolvidas no Barómetro.

A infraestrutura tecnológica é também um dos motivos encarados como barreira à adoção de projetos de inteligência artificial, a par da falta de “cientistas de dados”. Segue-se a ausência de recursos financeiros.

No que respeita à inteligência artificial, apenas 47% das instituições têm projetos em implementação ou em fase piloto. Transcrição por voz, agendamento de atividades clínicas e interpretação ou extração de informação dos processos clínicos são as áreas com mais projetos em curso.

“É uma área que tem ainda uma grande limitação, até porque depende da qualidade dos dados que existem”, afirmou Alexandre Lourenço.

O presidente da APAH acrescenta ainda que as tecnologias da inteligência artificial têm custos acrescidos e que os hospitais hoje, “dadas as restrições financeiras, não têm disponibilidade para investir”.

Para que Portugal tenha “um avanço mais consistente” é preciso ter “uma percentagem garantida dos orçamentos do SNS dedicados a estas áreas”, sugere Alexandre Lourenço, frisando que são questões essenciais para melhorar o acesso dos doentes.

O representante dos administradores hospitalares considera que o sistema de saúde português “não se adaptou da forma como seria desejável” a estas questões tecnológicas, ao contrário do que sucedeu em áreas como o retalho ou o setor bancário, por exemplo.

O Barómetro sobre telessaúde e inteligência artificial no sistema de saúde é uma iniciativa da Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares, da Escola Nacional de Saúde Pública, dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde e da empresa de tecnologia e consultoria Glintt.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Liga espanhola não regressa antes de 28 de maio

O presidente da Liga espanhola, Javier Tebas, disse que o futebol naquele país não regressa antes de 28 de maio, no melhor dos casos, com os campeonatos europeus a discutirem opções para completar a temporada …

Terceiro estado de emergência? "É preciso em abril preparar um maio, maduro maio"

O Presidente da Assembleia da República já deixou antever que o Parlamento irá ter de debater, na próxima semana, uma segunda renovação do estado de emergência. Em declarações ao semanário Expresso, Eduardo Ferro Rodrigues cita uma música do …

Mourinho e jogadores do Tottenham apanhados a quebrar regras de isolamento

O técnico português José Mourinho e três jogadores do Tottenham foram apanhados a quebrar as regras de isolamento social decretadas no Reino Unido, segundo avança o diário britânico The Guardian. De acordo com fotografias e vídeos …

Infetados que furem quarentena podem arriscar prisão preventiva

Em Portugal, o crime de propagação de doença tem uma moldura penal que pode ir até oito anos de prisão, admitindo ainda medidas de coação privativas da liberdade, como é o caso da prisão preventiva. Assim, …

Conquistadores espanhóis usaram técnicas indígenas para construir as suas armas

Um novo estudo concluiu que os invasores espanhóis foram obrigados a aprender com os indígenas da Mesoamérica sobre a produção de cobre. Descobertas arqueológicas em El Manchón, no México, apoiam a ideia de que invasores espanhóis, desesperados …

Açambarcamento de medicamentos por Portugal? "É um total absurdo", diz Infarmed

O Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reagiu à acusação feita por uma organização belga, que dizia que Portugal está a fazer um armazenamento excessivo de medicamentos essenciais para o tratamento …

Descoberto âmbar com 40 milhões de anos com duas moscas a acasalar

Há 40 milhões de anos, no supercontinente Gonduana, duas moscas que se encontravam a acasalar viram-se, inesperadamente, numa situação complicada. De alguma forma, este par de moscas de pernas longas (Dolichopodidae) ficou preso na seiva pegajosa …

40 marinheiros do porta-aviões Charles de Gaulle com sintomas de covid-19

Quarenta marinheiros do porta-aviões francês Charles de Gaulle apresentaram recentemente "sintomas compatíveis" com os da infeção pelo novo coronavírus e estão sob "observação médica reforçada", anunciou o Ministério da Defesa. "A partir de hoje, uma equipa …

Medidas para as prisões, apoios às empresas, suspensão de tarifas. Parlamento discute mais de 100 iniciativas

Medidas excecionais para prisões e banca, mais apoios às empresas ou à cultura ou a suspensão de propinas e das tarifas de gás e luz são alguns dos temas que vão passar esta quarta-feira pelo …

Trump tem "interesse financeiro" em farmacêutica que produz hidroxicloroquina (a sua "cura" para a Covid-19)

Donald Trump falou da hidroxicloroquina como uma potencial "cura milagrosa" para a Covid-19, apesar das recomendações contrárias de especialistas e da falta de estudos científicos válidos que confirmem os benefícios da substância. O The New …