/

630 mil telemóveis vendidos em 3 meses. Dobráveis aumentaram 300%

(dr) Samsung

Telemóvel Galaxy Z Flip4 5G

Números de consultora mostram que, comparando com o segundo trimestre do ano passado, receitas aumentaram 35%.

A guerra na Ucrânia criou ou agravou crise e estagnação em diversos sectores mas, em Portugal, o mercado de telemóveis não parou.

Números da consultora IDC Europe, citados pelo Diário de Notícias, mostram que as receitas aumentaram 35% entre Abril e Junho deste ano, comparando com o segundo trimestre do ano passado.

Em três meses foram vendidos 630 mil telemóveis, correspondentes a uma facturação de cerca de 230 milhões de euros. As receitas subiram 35% e o número de telemóveis vendidos aumentou 12%.

O preço dos telemóveis subiu. Em média, cada telemóvel custa agora mais 20% (média de 365 euros), mas isso não travou as centenas de milhares de vendas.

Samsung, Xiaomi e Apple são as marcas predilectas em Portugal, no momento da compra de um telemóvel novo. Juntas, mandam no mercado: 85,4% das transacções.

A Samsung liderou em Portugal com quase 250 mil unidades vendidas, seguida por Xiaomi (194 mil) e Apple (94 mil). No entanto, como os telemóveis da Apple são mais caros no geral, a maior receita (74 milhões de euros) foi para a “empresa da maçã”.

A Samsung também lidera no sector dos telemóveis dobráveis, no mercado global. Neste sector, com praticamente 10 milhões vendidos no ano passado em diversos países, houve um crescimento de quase 300% relativamente a 2020.

O preço é que continua a não ser para a maioria dos clientes: 1150 euros pela versão base do novo modelo Galaxy Z Flip4, por exemplo.

Xiaomi e Huawei deverão apresentar alternativas fortes mas, para já, vendendo apenas na China e na Índia.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.