Telecomunicações. Pôr fim a um contrato de fidelização pode ficar mais barato

A Autoridade Nacional de Comunicações quer mudar as regras das fidelizações nos contratos com as operadores de telecomunicações. O regulador pretende que baixem os custos para os clientes.

Esta é uma das propostas que a Anacom entregou ao Governo e à Assembleia da República para alterar a Lei das Comunicações Eletrónicas. A Anacom não pretende acabar com os prazos de fidelização, mas quer alterar o modo como as compensações são calculadas.

A proposta do regulador é que os encargos passem a ter um limite máximo definido em função de uma percentagem das mensalidades que faltam para o fim do período de fidelização, de acordo com o Público.

Desta forma, se o cliente quiser terminar o contrato na primeira metade do período de fidelização, paga uma compensação equivalente a 20% das mensalidade que faltam até ao final do contrato. Caso queira suspender o contrato na segunda metade do período de fidelização, o montante a pagar seria de 10%.

Na quarta-feira, na comissão parlamentar de Economia, o presidente do Conselho de Administração da Anacom, João Cadete de Matos, salientou que esta é uma proposta equilibrada que visa tornar claras as regras associadas aos contratos e garantir que as compensações “não atinjam valores incomportáveis”.

As operadoras de telecomunicações já reagiram a esta proposta. Ameaçam subir os preços das mensalidades e das adesões a novos contratos se o Parlamento aprovar as alterações à Lei das Comunicações Eletrónicas.

Para as empresas, que se queixam de não terem sido ouvidas pelo regulador, o que aí vem tem “consequências muito graves”. Segundo a posição divulgada pela Apritel, “pôr fim à fidelização levará, inevitavelmente, ao aumento dos custos de ativação e instalação a suportar pelos clientes no momento inicial da adesão ao serviço, ao aumento das mensalidades e à diminuição da quantidade de produtos e de descontos oferecidos”.

Segundo a associação, “contrariamente ao que se pretende”, a mudança “conduzirá a menos mobilidade dos clientes”.

“Sem a possibilidade de alguma estabilidade contratual, o setor não vai conseguir ter preços compatíveis com o poder de compra em Portugal”,afirmou a secretária-geral da Apritel, Daniela Antão.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Google impediu acidentalmente a venda de uma antiguidade roubada

No início deste mês, uma tentativa de contrabandear uma antiga pedra esculpida foi frustrada por uma simples busca no Google. O funcionário da alfândega em Heathrow achou que a alegação era suspeita. O contrabandista escreveu num …

Exposição de Joana Vasconcelos em Bilbau foi a 13.ª mais vista no mundo em 2018

A mostra de Joana Vasconcelos, atualmente patente no Museu de Serralves, foi vista em Bilbao por cerca de 649 mil pessoas - uma média de 5.600 por dia. A exposição I'm Your Mirror, de Joana Vasconcelos, …

O melhor professor do mundo é queniano e doa 80% do seu salário

Peter Tabichi é queniano, tem 36 anos e doa 80% do salário para desenvolver a sua comunidade local, numa remota vila no Quénia. Este domingo foi eleito, no Dubai, o melhor professor do mundo. Em Pwani, …

Pentágono autoriza mil milhões de dólares para construção de muro de Trump

O secretário da Defesa interino norte-americano, Patrick Shanahan, anunciou na segunda-feira o desbloqueio de mil milhões de dólares para a construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Shanahan “autorizou o …

Advogados de Rui Pinto recorrem da prisão preventiva

Os advogados de Rui Pinto, colaborador do "Football Leaks", confirmaram esta segunda-feira que vão recorrer da medida de prisão preventiva aplicada sexta-feira ao seu cliente pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. A decisão de recorrer …

Se a corrida continuar a três, McLaren ameaça deixar a Fórmula 1

A McLaren, a segunda equipa mais antiga da Fórmula 1, ameaça desistir da modalidade caso os regulamentos elaborados para 2021 não a tornem numa competição justa. A visão da Fórmula 1, a modalidade de automobilismo mais …

México quer que rei da Espanha peça perdão pela conquista colonial

Obrador diz que esta é a única forma possível de obter a reconciliação plena entre os países. O pedido foi feito por carta. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, anunciou ter enviado uma carta ao …

"O Vieira pediu-me para dar uma coça a Francisco J. Marques"

Vítor Catão, diretor desportivo do S. Pedro da Cova, afirmou que o Benfica, através do seu presidente Luís Filipe Vieira, lhe deu 200 mil euros para colocar uma "lapa" no carro de Pinto da Costa, …

"Governo saudita deu a ordem" para matar Khashoggi

Em entrevista ao El Mundo, a namorada do jornalista saudita Jamal Khashoggi afirma que a ordem que determinou a sua morte foi dada pelo Governo da Arábia Saudita. Em entrevista ao diário espanhol El Mundo, a …

Já há água, eletricidade e estradas abertas na cidade da Beira

Começam a ver-se pequenos avanços na Beira, em Moçambique, que inicia o lento caminho da reconstrução, após a passagem do ciclone Idai, que matou pelo menos 446 pessoas e destruiu cerca de 90% dos edifícios …