Taxistas contra a Uber bloqueiam aeroporto de Lisboa

Uma manifestação espontânea de taxistas contra a Uber parou o aeroporto da Portela, em Lisboa, na tarde desta quarta-feira, impedindo qualquer transporte de passageiros.

A manifestação terá começado porque um dos taxistas denunciou um carro da Uber à Polícia de Segurança Pública (PSP), pedindo que identificassem o veículo.

“O polícia, em vez de identificar o carro, identificou e multou o taxista” por ter bloqueado o carro do motorista da Uber, explicou Carlos Ramos, presidente da Federação Portuguesa de Táxis (FPT).

Contactada pelo Observador, fonte da PSP não confirmou que tivesse havido algum “incidente de relevo”, afirmando apenas que houve “alguma necessidade de ordenar o trânsito” porque um grupo de taxistas começou a concentrar-se na zona das chegadas, bloqueando o acesso dos passageiros.

O presidente da FPT disse ao Observador que os taxistas estão revoltados. “Já devíamos ter uma resposta do Governo e não vamos sair daqui enquanto não houver uma resposta satisfatória daquilo que o Governo vai fazer face a este assunto”, alertou o responsável, acrescentando que a manifestação terá começado por volta das 14h40 e que envolve cerca de 600 carros.

Fonte oficial da ANA confirmou ao Económico que “há um número elevado de táxis estacionados junto às chegadas que não estão a receber passageiros”. No entanto, a acção de protesto “não está a condicionar a circulação de e para o aeroporto de Lisboa”.

Eduardo Cacais, da FPT, referiu ao Notícias ao Minuto que os presidentes da FPT e da Associação Nacional dos Transportes Rodoviários em automóveis Ligeiros (ANTRAL) estão reunidos com a administração da ANA – Aeroportos de Lisboa para discutir o assunto e para “os sensibilizar”. A Federação Portuguesa do Táxi diz já ter recebido também um contacto da secretaria de Estado do Ambiente.

Em abril do ano passado, a ANTRAL interpôs uma providência cautelar contra a Uber que foi aceite pelo Tribunal da Comarca de Lisboa.

A Uber foi intimada a encerrar a app usada para transporte de passageiros, mas manteve os serviços UberX e Uber Black ativos alegando que a providência foi dirigida à entidade jurídica errada: a Uber Technologies, nos EUA, em vez da sede da Uber na Holanda, à qual responde a delegação portuguesa.

A ANTRAL acusa a Uber de “continuar a trabalhar da mesma forma” que trabalhava antes da decisão do tribunal e considera a Uber como concorrência ilegal, alegando que põe em risco o público em geral, não paga impostos e “funciona de forma opaca”.

No entanto, a empresa defende que cumpre “inteiramente a legislação em vigor” e assegura que funciona com “parceiros licenciados” que pagam impostos.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Senhores taxistas porque não criar a UberTAXI , não lutem contra a Uber mas antes juntem-se a eles certo. Só para lembrar que já anda por ai a UberMOTO.

RESPONDER

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …

Morales quis dialogar. Presidente interina da Bolívia mandou-o calar-se

O ex-Presidente Evo Morales ofereceu-se para regressar à Bolívia para "ajudar a pacificar o país, não para ser candidato", mas Jeanine Añez, que assumiu a presidência interina do país, respondeu que Morales não pode participar …