Taxistas contra a Uber bloqueiam aeroporto de Lisboa

Uma manifestação espontânea de taxistas contra a Uber parou o aeroporto da Portela, em Lisboa, na tarde desta quarta-feira, impedindo qualquer transporte de passageiros.

A manifestação terá começado porque um dos taxistas denunciou um carro da Uber à Polícia de Segurança Pública (PSP), pedindo que identificassem o veículo.

“O polícia, em vez de identificar o carro, identificou e multou o taxista” por ter bloqueado o carro do motorista da Uber, explicou Carlos Ramos, presidente da Federação Portuguesa de Táxis (FPT).

Contactada pelo Observador, fonte da PSP não confirmou que tivesse havido algum “incidente de relevo”, afirmando apenas que houve “alguma necessidade de ordenar o trânsito” porque um grupo de taxistas começou a concentrar-se na zona das chegadas, bloqueando o acesso dos passageiros.

O presidente da FPT disse ao Observador que os taxistas estão revoltados. “Já devíamos ter uma resposta do Governo e não vamos sair daqui enquanto não houver uma resposta satisfatória daquilo que o Governo vai fazer face a este assunto”, alertou o responsável, acrescentando que a manifestação terá começado por volta das 14h40 e que envolve cerca de 600 carros.

Fonte oficial da ANA confirmou ao Económico que “há um número elevado de táxis estacionados junto às chegadas que não estão a receber passageiros”. No entanto, a acção de protesto “não está a condicionar a circulação de e para o aeroporto de Lisboa”.

Eduardo Cacais, da FPT, referiu ao Notícias ao Minuto que os presidentes da FPT e da Associação Nacional dos Transportes Rodoviários em automóveis Ligeiros (ANTRAL) estão reunidos com a administração da ANA – Aeroportos de Lisboa para discutir o assunto e para “os sensibilizar”. A Federação Portuguesa do Táxi diz já ter recebido também um contacto da secretaria de Estado do Ambiente.

Em abril do ano passado, a ANTRAL interpôs uma providência cautelar contra a Uber que foi aceite pelo Tribunal da Comarca de Lisboa.

A Uber foi intimada a encerrar a app usada para transporte de passageiros, mas manteve os serviços UberX e Uber Black ativos alegando que a providência foi dirigida à entidade jurídica errada: a Uber Technologies, nos EUA, em vez da sede da Uber na Holanda, à qual responde a delegação portuguesa.

A ANTRAL acusa a Uber de “continuar a trabalhar da mesma forma” que trabalhava antes da decisão do tribunal e considera a Uber como concorrência ilegal, alegando que põe em risco o público em geral, não paga impostos e “funciona de forma opaca”.

No entanto, a empresa defende que cumpre “inteiramente a legislação em vigor” e assegura que funciona com “parceiros licenciados” que pagam impostos.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Senhores taxistas porque não criar a UberTAXI , não lutem contra a Uber mas antes juntem-se a eles certo. Só para lembrar que já anda por ai a UberMOTO.

RESPONDER

Entre Rui Rio e Luís Montenegro, há quem vote no regresso de Passos Coelho

O presidente do PSD, Rui Rio, e o antigo líder parlamentar Luís Montenegro voltam hoje a disputar eleições directas, numa inédita segunda volta em que podem votar 40.604 militantes com as quotas em dia. Nos …

Vírus detetado na China pode já ter infetado mais de mil pessoas

O número de pessoas infetadas com um vírus que matou duas pessoas na China ultrapassa provavelmente o milhar de casos e é muito superior àquele avançado pelas autoridades locais, segundo investigadores britânicos. Num artigo publicado, esta …

Joacine Katar Moreira não vai renunciar ao cargo de deputada

O IX Congresso para eleger os novos órgãos do Livre começa, este sábado, em Lisboa. A única deputada do partido na Assembleia da República já disse que não vai renunciar ao cargo. À chegada ao IX …

Cabeceamentos no futebol podem ser proibidos ou limitados. O problema é o risco de demência

A Federação escocesa de futebol prepara-se para proibir os cabeceamentos nos escalões com menores de 12 anos.  Em Inglaterra, fala-se em limitar este gesto futebolístico que foi associado a doenças neuro-degenerativas em vários estudos científicos. …

Fenómeno cerebral desvenda enigma sobre as casas do Neolítico

O comportamento humano está influenciado por aspetos inconscientes. Um deles é um fenómeno da perceção conhecido entre psicólogos como a negligência espacial cerebral. Este fenómeno refere-se à observação de que as pessoas saudáveis preferem o seu …

Justiça do Mónaco investiga José Eduardo dos Santos e Isabel dos Santos

As autoridades do Mónaco estarão a investigar a empresária angolana, assim como o seu pai e o seu marido, pelo crime de branqueamento de capitais. De acordo com o semanário Expresso, as autoridades judiciais do Mónaco …

Depressão Glória atinge Portugal continental com vento forte

A depressão Glória está a caminho. Segundo o Instituto Português do Mar e Atmosfera, no domingo, esperam-se rajadas de vento que podem atingir os 110 quilómetros por hora nas terras altas. A depressão Glória vai passar …

Governo não renova PPP do Hospital de Loures

O Estado não vai renovar a atual parceria público-privada (PPP) do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que é gerido pelo grupo Luz Saúde, anunciou a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo …

Cientistas podem ter descoberto por que Beethoven ficou surdo

Ludwig van Beethoven começou a notar dificuldades de audição em 1798, com 28 anos. Com 44 ou 45, estava totalmente surdo. Aos 56 anos, o músico morreu e, até hoje, ainda não se sabe …

Tochas em Alvalade. Liga pede reunião de urgência ao MAI

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) solicitou, esta sexta-feira, uma reunião de urgência ao ministro da Administração Interna, na sequência dos incidentes no encontro entre Sporting e Benfica. "A Liga Portugal lamenta profundamente …