Platini vai demitir-se e dizer adeus ao futebol

Radek Pietruszka / EPA

Michel Platini, presidente da UEFA

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) reduziu para quatro anos a suspensão aplicada a Michel Platini, que se vai demitir da presidência da UEFA. É o fim de jogo para o ex-futebolista, que diz assim adeus ao futebol.

“Michel Platini anuncia que vai demitir-se da presidência da UEFA no próximo congresso do organismo”, refere o comunicado divulgado esta segunda-feira pelo grupo de advogados do antigo jogador francês.

Platini, que chegou a apresentar a candidatura à presidência da FIFA este ano, foi inicialmente condenado a oito anos de suspensão pela Comissão de Ética da FIFA, a 21 de dezembro de 2015, mas a pena foi depois reduzida para seis anos pela Comissão de Recurso.

Em causa está um pagamento de 1,8 milhões de euros feito em Fevereiro de 2011 a Platini pelo então presidente da FIFA, Joseph Blatter, que foi considerado efectuado à margem da Lei.

O ex-futebolista vê agora o Tribunal Arbitral do Desporto confirmar o castigo, embora reduzindo a suspensão para quatro anos, o que é um cenário de “catástrofe”, como dizem próximos de Platini ao jornal francês Le Monde.

“A sua carreira terminou”, afiança uma fonte não identificada pelo diário.

Da sucessão natural a Blatter à demissão da UEFA

A suspensão definitiva de Platini, de 60 anos, encerra o último capítulo de um annus horribilis para o líder da UEFA, tendo o prólogo começado a ser escrito a 27 de maio de 2015, com a detenção de vários altos responsáveis da FIFA em Zurique, a pedido da justiça norte-americana.

Nesta fase, a sua reputação ainda não tinha sido afetada e Platini pediu mesmo a Blatter que não se recandidatasse à presidência da FIFA nas eleições de 29 de maio de 2015, o que o suíço rejeitou, tendo sido eleito para um quinto mandato consecutivo, apenas para anunciar a demissão quatro dias mais tarde.

A 29 de julho, Platini assumiu a candidatura à liderança do organismo que rege o futebol mundial, marcadas para 26 de fevereiro de 2016, mas sofreu o primeiro revés menos de dois meses depois, a 25 de setembro, quando o Ministério Público suíço instaurou um processo criminal a Blatter.

Platini foi ouvido na qualidade de testemunha, mas acabou implicado no processo, pelo recebimento em 2011 de um pagamento por um trabalho de aconselhamento feito para Blatter em 2002, feito “em prejuízo da FIFA”, no valor de dois milhões de francos suíços (perto de 1,8 milhões de euros).

Tal como o suíço, o líder da UEFA foi suspenso provisoriamente por 90 dias a 8 de outubro e a sua candidatura à presidência da FIFA congelada até à conclusão do processo, no qual a câmara de instrução do organismo mundial pedia como pena a irradiação do futebol.

Ainda antes do fim ano, a 21 de dezembro, Platini foi condenado pela Comissão de Ética da FIFA a oito anos de suspensão de toda a atividade ligada ao futebol, por abuso de confiança, conflito de interesses e gestão danosa no caso do pagamento feito por Blatter, suspenso pelo mesmo período.

A pena de Platini, um dos melhores futebolistas franceses de sempre, foi depois reduzida para seis anos pela Comissão de Recurso da FIFA, antes de o TAS a limitar hoje a quatro anos, reconhecendo a “validade” do acordo verbal com Blatter, mas não se manifestando “convencido da sua legitimidade”.

ZAP / Futebol365

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Lá por ter sido um grande futebolista não quer dizer que actualmente não seja um grande ladrão, vigarista. Era bom que outros também ja tivessem abandonado, mas este tipo de gente quando se encontra no poder e a roubar dificilmente quer largar o posto.

RESPONDER

Carrinhas comerciais perdem isenção e voltam a pagar ISV

Os veículos comerciais beneficiam de uma isenção de Imposto Sobre Veículos (ISV), mas vão perdê-la a partir do dia 1 de julho deste ano. Em causa estão, segundo avança o Jornal de Negócios, os automóveis ligeiros …

Médicos querem vacinar já quem teve covid há mais de 6 meses. DGS diz que recuperados “nunca estiveram esquecidos”

A Ordem dos Médicos defende que a vacinação de pessoas que pertencem a grupos prioritários e tiveram covid-19 há mais de seis meses deve avançar o quanto antes e não apenas no final de maio, …

Governo discute hoje "estatuto do artista", mas setor mantém as críticas

O Conselho de Ministros desta quinta-feira será dedicado “de forma transversal” à Cultura, conforme indiciou o primeiro-ministro. Numa altura em que este setor está significativamente fragilizado por efeito da crise pandémica, o Executivo deverá aprovar …

Há três portugueses na calha para substituir Espírito Santo no Wolverhampton

O Wolverhampton prepara uma possível saída de Nuno Espírito Santo e tem três portugueses na calha: Vítor Pereira, Bruno Lage e Rui Faria. Ultimamente tem-se falado muito da possibilidade de Nuno Espírito Santo abandonar o Wolverhampton …

PS, BE e CDS alargam direitos dos independentes. “Não é luz verde, é amarela”

As alterações às leis eleitorais têm aprovação garantida em plenário por maioria absoluta nesta quinta-feira. Independentes podem concorrer à Câmara e Assembleia Municipal com o mesmo nome, símbolo e sigla, mas não a todas as …

Aos 29 anos, "sucessor" de Mourinho estreia-se a vencer e faz história

Ryan Mason, o novo treinador interino do Tottenham, estreou-se a ganhar e tornou-se o treinador mais jovem da história da Premier League. Com a saída de José Mourinho do Tottenham, esta segunda-feira, Ryan Mason assumiu interinamente …

PS-Porto traça perfil de candidato e currículo de Barbosa Ribeiro encaixa como uma luva

O PS traçou o perfil do candidato que quer ver concorrer pelo partido à Câmara Municipal do Porto. O presidente da Comissão Política do PS do Porto, Tiago Barbosa Ribeiro, encaixa na perfeição. Nos últimos tempos, …

Moedas usa o nome de Sócrates para atacar Medina. PS acusa-o de “tirar proveito“ das buscas na CML

Numa altura em que a corrida autárquica se torna cada vez mais feroz, depois de serem conhecidos os motivos das buscas à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas enviou um comunicado às redações em que se …

Enquanto clubes pedem desculpa, Florentino contra-ataca e não desiste da Superliga

O presidente do Real Madrid e da Superliga, Florentino Pérez, manifestou-se na quarta-feira "triste e dececionado" com a suspensão da nova competição europeia de futebol, mas também "surpreendido" com a campanha orquestrada pelo presidente da …

Governo estuda compra de mais vacinas de ARN mensageiro para evitar atrasos

As autoridades de saúde portuguesas estão a estudar a compra de mais vacinas de ARN mensageiro, que até agora não têm revelado efeitos secundários tão graves como a vacina da AstraZeneca e da Johnson & …