Tardígrado é o primeiro organismo multicelular a ser entrelaçado quanticamente

3

Tardígrado é o primeiro organismo multicelular a ser entrelaçado quanticamente e a sobreviver. Os cientistas esperam agora fazer o mesmo com outras formas de vida.

Os tardígrados, popularmente conhecidos como ursos de água, são talvez uma das criaturas mais misteriosas do Universo. Aos poucos, vamos conhecendo mais sobre estes seres extremófilos, capazes de sobreviver em situações extremas, no vácuo do espaço e em temperaturas abaixo de zero. É mesmo considerado o animal mais resistente do mundo.

Agora, estas criaturas somam mais um feito ao seu palmarés, tornando-se o primeiro organismo multicelular a ser entrelaçado quanticamente. Um tardígrado foi entrelaçado quanticamente com um qubit supercondutor — e viveu para contar a história.

O entrelaçamento quântico é um fenómeno da mecânica quântica que permite que dois ou mais objetos estejam de alguma forma tão ligados que um objeto não possa ser corretamente descrito sem que a sua contraparte seja mencionada — mesmo que os objetos possam estar espacialmente separados por milhões de anos-luz.

Caracterizado por Albert Einstein como “ação fantasmagórica à distância”, o entrelaçamento quântico não respeita algumas das leis fundamentais da física.

A New Scientist explica que uma equipa de investigadores colocou um tardígrado em hibernação num qubit supercondutor. Depois, baixou a pressão e a temperatura para um vácuo quase perfeito e perto de zero absoluto, reduzindo qualquer influência externa.

Quando mediram a frequência natural na qual a combinação tardígrado-qubit vibrava, o resultado só fazia sentido se os dois objetos estivessem num estado de entrelaçamento quântico, o que significa que suas propriedades quânticas estavam ligadas.

Por fim, os investigadores conseguiram despressurizar e aquecer o tardígrado de volta ao seu estado natural.

“Esta experiência mostra — porque está muito frio e durante muito tempo — que [o tardígrado] é realmente ametabólico. Não há química a acontecer”, disse o coautor Tomasz Paterek.

Embora o tardígrado certamente estivesse vivo antes e depois da experiência, um ponto de discórdia é se estaria vivo durante o entrelaçamento quântico e exatamente como é que ele foi emaranhado.

Esta não é a primeira vez que um tardígrado é sujeito a entrelaçamento quântico, mas é a primeira vez que um sobrevive. Agora, os cientistas esperam tentar isto com outras formas de vida.

Os resultados do estudo foram publicados no portal online arXiv.

  ZAP //

3 Comments

  1. Tendo em conta “baixou a pressão e a temperatura para um vácuo quase perfeito e perto de zero absoluto” e “os investigadores conseguiram despressurizar e aquecer o tardígrado”, não será repressurizar?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE