Suspeito de terrorismo ouvido em tribunal (com o juiz a recusar ver os seus vídeos por não ter Internet)

José Sena Goulão / Lusa

O juiz Carlos Alexandre

O arguido Rómulo Costa, um dos oito portugueses acusados por financiamento ao terrorismo e recrutamento, adesão e apoio ao Estado Islâmico, foi interrogado, esta sexta-feira, na fase de instrução do processo que vai decorrer no tribunal de Monsanto. Uma audiência marcada pela recusa do juiz Carlos Alexandre de ver vídeos do YouTube apresentados pela sua defesa, alegando que não tinha Internet.

O advogado Lopes Guerreiro, que representa Rómulo Costa, pretendia provar que o seu cliente é produtor musical, pelo que gostava de ter mostrado os seus vídeos no YouTube ao juiz da fase de instrução. Mas Carlos Alexandre recusou abrir os vídeos “alegando que o Tribunal de Monsanto não tem serviço de Internet“, segundo o Correio da Manhã.

Rómulo Costa, de 40 anos, está acusado de três crimes de terrorismo, juntamente com outros sete portugueses da chamada “célula de Leyton”, sendo todos suspeitos de terem financiado e recrutado jovens, em Londres, para se juntarem ao Estado Islâmico na Síria.

Rómulo foi o único dos oito arguidos a estar presente em tribunal para a fase de instrução e alegou que não tem nada de terrorista e que é apenas um “cidadão comum”, como reporta o Expresso.

O advogado de Rómulo “apresentou recibos de ordenado do arguido como professor de informática numa Universidade de Londres” e cedeu uma “pen com ficheiros de YouTube com músicas, capas de álbuns e videoclipes produzidos por Rómulo, conhecido no meio musical como Romy Fansony”, além de apresentar “um áudio com um programa de rádio em que o português participou na capital londrina”, refere o semanário.

Rómulo Costa pediu a abertura de instrução, uma fase processual facultativa, e encontra-se detido preventivamente no Estabelecimento prisional de Monsanto, em Lisboa.

A investigação deste caso relacionado com financiamento e recrutamento de pessoas para o Daesh [designação em árabe do grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico] começou em Janeiro de 2013, depois de as autoridades britânicas terem comunicado a Portugal o envolvimento de dois portugueses no rapto dos jornalistas John Cantlie e Jeroen Oerlemens, na fronteira turco-síria.

Meses depois as autoridades britânicas detiveram os dois cidadãos portugueses.

Para o Ministério Público, o grupo, “imbuído do fervor jihadista, é uma ameaça real contra a segurança pública e a paz social de qualquer Estado” para onde se desloque, “sendo reconhecido internacionalmente que os combatentes daquelas organizações terroristas mataram e torturaram vítimas de forma indiscriminada, não só no conflito da Síria e do Iraque, mas como nos ataques terroristas em que participam em todo o mundo”.

É também referido que os factos investigados “além da relevância pela sua extrema gravidade, são inéditos em Portugal“.

Dois dos arguidos acusados, entre os quais Rómulo Costa, foram encontrados e interrogados em Portugal em 2019.

“Os restantes, cujo interrogatório não foi possível realizar, encontram-se em paradeiro incerto, havendo apenas a informação que um deles se encontra preso na Síria“, refere o despacho do Ministério Público (MP).

Para o MP, os arguidos aliciaram, convenceram, encaminharam e recrutaram jovens, a quem deram apoio financeiro e logístico para a sua deslocação para a Síria, através da compra de bilhetes de aviação, bens e serviços, pensões e alimentação para que estes integrassem “organizações terroristas fundamentalistas islâmicas de matriz jihadista e por elas combatessem no conflito armado” do país.

Os restantes arguidos são Nero Saraiva, Edgar Costa, Celso Costa (irmão de Rómulo Costa), Fábio Poças, Sandro Marques e Sadjo Ture.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Temeu-se uma explosão em Paris. Mas foi "apenas" um caça a quebrar a barreira do som

Um avião militar que ultrapassou a barreira do som provocou esta quarta-feira o receio de que tivesse ocorrido uma explosão em Paris, já que o barulho foi ouvido em grande parte da capital francesa e …

Maduro propõe neutralizar sanções norte-americanas com Lei Antibloqueio

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, entregou na terça-feira um projeto de Lei Antibloqueio à Assembleia Constituinte (AC, composta unicamente por simpatizantes do regime) para neutralizar os efeitos das sanções impostas pelos Estados Unidos (EUA) …

Subsídio aos pobres na pandemia "não pode ser para sempre"

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse esta terça-feira que os subsídios destinados aos mais pobres pelo Congresso no âmbito da luta contra a pandemia de covid-19 “infelizmente para os demagogos e comunistas, não pode …

Reembolso do IVA do turismo e restauração pode demorar um ano se vier no IRS

A partir de 2021 os contribuintes poderão receber parte do valor do IVA de consumos no setor do turismo e restauração, medida anunciada pelo Governo na segunda-feira e que, antecipou a Deloitte, pode ser concretizada …

Novo lay-off passa a ser acessível para empresas com perdas entre 25% e 40%

As empresas com quebras de faturação homólogas entre 25% e 40% vão poder recorrer ao apoio à retoma progressiva, instrumento que passa também permitir a redução até 100% do horário quando a quebra de faturação …

Associação das Forças Armadas considera diretiva para comunicação inclusiva uma "provocação"

O presidente do Conselho Nacional da Associação de Oficiais das Forças Armadas (AOFA) afirmou que a nova diretiva do Governo que implementa uma comunicação inclusiva em todos os documentos oficiais é uma provocação aos militares …

60 milhões de infetados na Índia? Casos podem ser 10 vezes mais do que os números oficiais

Mais de 60 milhões de pessoas na Índia podem ter sido infetadas com o novo coronavírus, dez vezes mais que os números oficiais, anunciaram esta terça-feira autoridades médicas responsáveis pela pandemia, citando um estudo nacional …

Mais dois projetos do Chega "chumbados" na comissão de Assuntos Constitucionais

A comissão de Assuntos Constitucionais concluiu esta quarta-feira pela inconstitucionalidade de duas iniciativas do Chega, um projeto de lei para limitar o número de ministros e uma resolução a propor um referendo para reduzir o …

Mourinho, Dier, Lineker: "Os jogadores deixaram de fazer aquilo no relvado?"

Mais do que a vitória sobre o Chelsea, o jogo do Tottenham na Taça da Liga vai ser recordado durante muito tempo por outro motivo... E Mourinho criticou as datas dos jogos. O Tottenham levou a …

"Erro grosseiro". Câmara de Lisboa assume responsabilidade pelo acidente no metro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que o desabamento que ocorreu terça-feira no túnel do metro na Praça de Espanha decorreu de um "erro grosseiro" numa obra da autarquia, assegurando …