Gulit, Seedorf e van Dijk. Suriname é a maior fábrica de talentos da seleção holandesa

KNVB Media

Virgil Van Dijk

Ruud Gullit, Clarence Seedorf ou Virgil van Dijk são três dos muitos jogadores que poderiam ter optado por representar a seleção do Suriname. A realidade pode estar agora a mudar.

Suriname está longe de ser uma seleção competitiva no panorama do futebol mundial. O pequeno país localizado na costa nordeste da América do Sul tem uma população de apenas 580 mil habitantes. O seu único título foi conquistado no Campeonato de Nações da CFU em 1977, uma competição apenas disputada por seleções das Caraíbas.

A Holanda tem um forte contingente de 300 mil surinameses, mais de metade da população do país sul-americano. Naturalmente, muitos acabam por escolher representar a ‘laranja mecânica’, mas nem todos têm o talento para jogar por uma seleção tão prestigiosa. Seria de pensar que, face a isto, optassem por jogar pelo Suriname – mas esse não é o caso.

O Suriname desencoraja a dupla cidadania e os jogadores surinameses-holandeses que adquiriram um passaporte holandês são impedidos de representar a seleção sul-americana.

É pouco provável que conheça algum jogador que represente a seleção do Suriname, já que é maioritariamente recheada de jogadores do campeonato nacional amador. Em contrapartida, é certo que conhece uma série de jogadores nascidos lá ou de ascendência surinamesa.

Ruud Gullit, Frank Rijkaard, Edgar Davids, Clarence Seedorf, Patrick Kluivert, Aron Winter e Jimmy Floyd Hasselbaink são alguns jogadores retirados que poderiam ter representado a seleção do Suriname. Todos eles representaram a seleção holandesa.

Mesmo na atualidade, a quantidade de jogadores que poderiam representar a seleção do Suriname é longa e cheia de qualidade.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by COPA90 | Football | Soccer ⚽️ (@copa90) on

Michel Vorm (Tottenham), Virgil van Dijk (Liverpool), Jeffrey Bruma (Wolfsburgo), Stefano Denswill (Bolonha), Sergiño Dest (Barcelona), Jaïro Riedewald (Crystal Palace), Denzel Dumfries (PSV), Sean Klaiber (Ajax), Giorgino Wijnaldum (Liverpool), Ryan Gravenberch (Ajax), Xavi Simons (PSG), Calvin Stengs (AZ Alkmaar), Javairó Dilrosun (Hertha), Donyell Malen (PSV), Quincy Promes (Ajax), Steven Bergwijn (Tottenham), Justin Kluivert (RB Leipzig) e Ryan Babel (Galatasaray) são algumas das estrelas que poderíamos ver a representar o Suriname.

Jogadores como Wijnaldum, Lens e Promes já doaram fundos, chuteiras e outros recursos para ajudar o país a crescer no palco do futebol.

As regras de cidadania são o maior obstáculo para este pequeno país, mas pode haver uma luz ao fundo do túnel, realça o COPA90. Em outubro, um acordo foi fechado com o Governo de forma a alterar a interpretação da lei de cidadania, permitindo que jogadores com raízes surinamesas jogassem pela seleção nacional.

Isto permitiu que jogadores como Nigel Hasselbaink, sobrinho do antigo avançado do Boavista e do Campomaiorense, Jimmy Floyd, pudesse representar a seleção do Suriname. Pela primeira vez desde 1985, a seleção qualificou-se para a CONCACAF Gold Cup.

Daniel Costa DC, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Índia está a tornar quase impossível a vacinação dos sem-abrigo

A Índia está a dificultar o processo de vacinação dos sem-abrigo, uma vez que o programa requer um número de telemóvel e uma morada residencial. Muitas pessoas não têm nem um, nem outro.  Na Índia, quase …

Violência contra as mulheres é "uma pandemia", alerta ONU

Uma década após a criação da Convenção de Istambul, o marco dos tratados de direitos humanos para acabar com a violência de género, as mulheres enfrentam um ataque global aos seus direitos e segurança, alertaram …

Já se sabe qual a ocasião mais perdida do ano devido à pandemia (e há uma campanha para compensar)

Tomar um café com um amigo ou um familiar é o momento mais perdido do último ano devido à pandemia de covid-19. Nos últimos 12 meses, e em todas as cidades europeias, estima-se ter havido …

Reino Unido quer reconhecer animais como seres com sentimentos

O Governo britânico anunciou um amplo plano de defesa dos animais que inclui medidas como o reconhecimento dos animais como seres com sentimentos, a proibição da exportação de animais vivos e da importação de troféus …

PAN rejeita "via verde" para o Governo (e admite travar próximo Orçamento "se necessário")

O PAN não pretende oferecer “uma via verde para o Governo fazer o que bem entender” e admite mesmo travar o Orçamento de Estado "se for necessário". As palavras são da presidente do Grupo Parlamentar do …

Bloco quer administração da RTP nomeada pela Assembleia da República

O Bloco de Esquerda fez várias propostas à revisão do contrato de concessão do serviço público de rádio e televisão. Do lado dos trabalhadores da RTP, a proposta foi arrasada. O Governo colocou em consulta pública, …

Decisão da insolvência da Groundforce pode demorar dois meses. Salários de maio em risco

Os salários de maio de 2400 trabalhadores da Groundforce devem ser pagos dentro de duas semanas, mas é grande a probabilidade de que isso não aconteça, à semelhança do que ocorreu em fevereiro, elevando as …

Pedro Nuno Santos garante que investimento público em redes de nova geração vai avançar

Pedro Nuno Santos garantiu, na quinta-feira, que o “investimento público” em redes de comunicações eletrónicas “vai avançar”, de forma a levar conectividade às regiões do país onde as redes das operadoras privadas não chegam. O ministro …

PPP hospitalares geraram poupanças para o Estado

O Tribunal de Contas publicou um relatório em que sustenta não ter dúvidas sobre as vantagens que as parcerias público-privadas (PPP) na saúde trouxeram ao Estado, ao longo da última década. Os hospitais em parceria público-privada …

Banco de Fomento está a integrar trabalhadores do antigo BPN

O Banco Português de Fomento está a recrutar colaboradores do antigo BPN para desempenhar funções técnicas, numa altura em que a Parvalorem, onde estão integrados, solicitou ao Executivo o estatuto de empresa em reestruturação. Segundo apurou …