O supervulcão de Yellowstone está a deformar a superfície da Terra

Acroterion / Gaendalf / Wikimedia

Opal Pool, no Parque Nacional de Yellowstone, no Wyoming, Estados Unidos. Ao fundo, os picos Twin Buttes

Desde o dia 12 de junho, a caldeira vulcânica do Parque Nacional de Yellowstone, no Wyoming, Estados Unidos, registou mais de 1500 tremores de terra.

O supervulcão do Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos, está a deformar a superfície da Terra. Nos últimos 2 meses, a caldeira vulcânica da conhecida atracção turística norte-americana registou mais de 1500 sismos, e as suas sucessivas réplicas não param de ocorrer.

Um novo relatório do USGS, o Serviço Geológico dos Estados Unidos, dá também conta de significativas deformações registadas nos últimos anos à volta da caldeira do supervulcão de Yellowstone, devido à pressão causada por tremores de terra subterrâneos.

Segundo o relatório em causa, o terreno da bacia do géiser Norris elevou-se cerca de 7 centímetros, enquanto a caldeira de Yellowstone se afundou cerca de 3 centímetros.

Este tipo de actividade é normalmente explicado por mudanças no estado do magma e dos gases subterrâneos, localizados habitualmente a grande profundidade.

“Estas elevações e afundamentos devem-se a aumentos ou diminuições das massas de magma, gases e água por baixo da caldeira, a profundidades entre os 5 os 15 km”, explica o relatório do USGS.

USGS / Facebook

Registo dos movimentos do subsolo na caldeira do supervulcão de Yellowstone nos últimos 2 anos

Os especialistas do Serviço Geológico norte-americano, no entanto, acreditam que não há razões para grande preocupação. “Os padrões actuais de deformação não são superiores aos dos registos históricos que temos”, diz a nota da instituição.

Desde o último conjunto de eventos sísmicos no Parque Nacional de Yellowstone, a 12 de junho, ocorreram já 1562 tremores de terra, detectados a diferentes profundidades – desde a superfície até 14,5 km de profundidade. O sismo de maior magnitude marcou 4.4 na Escala de Richter.

Segundo os geólogos e especialistas em vulcanologia, se o vulcão de Yellowstone acordar e entrar em erupção, toda a América do norte poderia converter-se num enorme cemitério coberto de cinzas, e o “inverno vulcânico” daí resultante afectaria dramaticamente a vida na Terra durante anos.

Para alguns destes especialistas, a questão não é “se” o supervulcão norte-americano vai acordar, é “quando”. Não se assuste, a resposta é “daqui a uns 10.000 ou 100.00 anos”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Vem aí um novo ecoponto (e vai ser castanho)

A partir de janeiro de 2024, todos os Estados-membros da União Europeia vão ser obrigados a ter um quarto contentor para a recolha seletiva do lixo. Desta vez, será castanho e passará a estar nas ilhas …

Federação Portuguesa de Futebol condena jogadores por viciação de resultados

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol condenou dois futebolistas e dois treinadores por manipulação de resultados no âmbito do caso "Jogo Duplo". O Público chama-lhe "uma decisão histórica". No âmbito do caso "Jogo …

Diferendo entre Galp/REN e ERSE pode custar 179 milhões de euros aos consumidores

As empresas de gás da Galp e da REN Portgás voltaram a impugnar as tarifas reguladas publicadas pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) e avançaram com o décimo processo judicial. Caso vençam, os clientes …

Salário mínimo de 700 euros "é perfeitamente razoável", diz líder da CIP

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), António Saraiva, considerou que é "perfeitamente razoável" que o salário mínimo nacional (SMN) alcance os 700 euros durante a próxima legislatura. “Parece-me tão razoável como pode parecer outro …

Descoberto caminho de peregrinos mandado construir por Pôncio Pilatos em Jerusalém

Um caminho em pedra que terá sido usado há cerca de 2000 anos por peregrinos e mandado construir por Pôncio Pilatos foi descoberto perto do Monte do Templo, em Jerusalém, com uma centena de moedas …

Canadá. Trudeau luta por segundo mandato depois de meses de casos polémicos

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, corre o risco de perder a maioria nas legislativas de segunda-feira, tornando-se o primeiro chefe de governo canadiano apoiado por uma maioria parlamentar a falhar a reeleição desde 1935. Para …

Exumação de Francisco Franco já tem data marcada

Os restos mortais do ditador espanhol serão trasladados, esta quinta-feira, da Basílica do Vale dos Caídos, em Madrid, para o cemitério Pardo, nos subúrbios da capital espanhola. Em comunicado, o Governo espanhol adianta que, esta quinta-feira, …

"Sabe a muito pouco." Costa não tem "um Governo de combate"

No habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes disse que o novo Governo de António Costa não é novo, mas antes um "remodelação do anterior". "O primeiro erro político de António Costa" é, para …

A terceira eliminatória da Taça de Portugal deixou a sua "elite" ainda mais reduzida

Sete equipas da I Liga de futebol tombaram na terceira eliminatória da Taça de Portugal. A próxima ronda vai ter mais equipas do Campeonato de Portugal do que da "elite". A terceira eliminatória da Taça de …

Brexit volta a jogar-se no Parlamento. Presidente dos Comuns poderá travar nova votação

O Governo britânico, liderado pelo primeiro-ministro Boris Johnson, vai tentar aprovar o acordo alcançado para o Brexit no Parlamento esta segunda-feira, mas o Presidente da Câmara dos Comuns pode bloquear a nova votação. O sábado passado …