O último (e mais avançado) submarino dos nazis foi encontrado na Dinamarca

(dv) Armada Argentina / EFE / EPA

Um raro submarino, que terá sido usado numa misteriosa operação de fuga de nazis de alto escalão, foi descoberto perto da Dinamarca.

Os restos de um raro submarino alemão, muito avançado para a tecnologia marítima daquele tempo, foram encontrados na área de Skagerrak, perto da costa da Dinamarca, como resultado do trabalho do Museu de Guerra Naval da Jutlândia para mapear, e eventualmente retirar, destroços marítimos no mar do Norte, reporta a TV2.

O submarino alemão U-3523 foi afundado por um bombardeiro britânico B-24 Liberator a 6 de maio de 1945, o dia em que as Forças Aliadas libertaram a Dinamarca da ocupação nazi. Todos os 58 tripulantes morreram.

“Este era um submarino muito especial. Foi o submarino mais avançado que os alemães construíram durante a Segunda Guerra Mundial. Elra muito moderno e estava muito à frente do seu tempo”, disse Gert Normann Andersen, curador do museu da Jutlândia.

Segundo o diretor, apenas dois dos 118 submarinos que foram encomendados pelo comando nazi entraram em serviço.

Atualmente existe apenas um exemplar preservado dessa classe de submarinos, que está em exposição no Museu Marítimo Alemão em Bremerhaven, na Alemanha, que foi uma das principais bases alemãs de submarinos durante a Segunda Guerra Mundial e que continua a ser um dos principais portos comerciais do país.

De acordo com Andersen, o submarino já tinha sido utilizado como navio de treino em Wilhelmshaven, outra importante base naval nazi, mas acredita-se que também tivesse sido usado numa missão secreta impedida pelo bombardeiro britânico.

O desaparecimento do U-3523 tem estado envolto em rumores sobre alguns dos principais personagens nazi que tentavam escapar para a América do Sul com fortunas que consistiam em ouro e preciosas obras de arte. Esses rumores continuam a circular ainda hoje por falta de provas conclusivas.

Apesar do U-3523 lançar alguma luz sobre esse enigma da fuga nazi, o Museu de Guerra Naval não tem planos para retirar o submarino que atualmente repousa em segurança a uma profundidade de 123 metros.

“Ninguém tem permissão para recuperar o submarino. Por isso, deveriam ser as próprias autoridades alemãs a dizer que gostariam que fosse recuperado e examinado“, afirma o curador.

O U-3523 diesel-elétrico foi encomendado em novembro de 1943, concluído em dezembro de 1944 e entrou em serviço em janeiro de 1945. Ttinha uma velocidade máxima à superfície de 30 quilómetros por hora e podia operar com motores silenciosos devido a técnicas inovadoras de engenharia. Com uma tripulação de cinco oficiais e cerca de 50 praças, poderia viajar de até 28.000 quilómetros.

Produzido prematuramente e com defeitos significativos, a série continha algumas soluções revolucionárias, sendo o primeiro submarino a operar sobretudo submerso. Apesar de nunca ter sido usado em combate real devido a falhas, o submarino podia passar vários dias submerso.

O Museu da Jutlândia está em processo de realizar uma grande varredura do fundo do mar à pocura de naufrágios no mar do Norte. Até agora, foram encontrados 450 destroços, dos quais 12 submarinos, três britânicos e nove alemães.

ZAP // Euronews / Sputnik

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

A pessoa mais velha do mundo morreu aos 117 anos

A mulher mais velha do mundo morreu este sábado à noite, no Sul do Japão, com 117 anos de idade. De acordo com a Associated Press (AP), Nabi Tajima, aquela que era considerada a pessoa mais …

Correntes oceânicas intensas podem ser criadas por insetos ridiculamente pequenos

Uma investigação recente concluiu que pequenos organismos marinhos podem desempenhar um papel significativo nas correntes oceânicas. Cientistas demonstraram agora que algumas das menores criaturas do oceano podem ter um impacto descomunal nas ondas do oceano, com …

Antibiótico para a artrite manchou os olhos de um norte-americano de azul

Um norte-americanos, de 70 anos, viu os seus olhos ficarem completamente manchados de azul, graças a um antibiótico para a artrite inflamatória. Olhos azuis são muito comuns, mas a parte branca dos nossos olhos - a …

Atrizes de "Smallville" envolvidas em seita de tráfico sexual. "Chloe" detida

Allison Mack, conhecida pelo seu papel na série televisiva "Smallville", foi detida e acusada de tráfico sexual pela sua alegada ligação à seita Nxivm. Allison Mack, de 35 anos, atriz da série "Smallville", deverá comparecer em …

Naturopata tratou criança de 4 anos com saliva de cão raivoso

Uma naturopata canadiana tratou um criança hiperativa de 4 anos com saliva de um cão raivoso. O anúncio surpreendeu a comunidade médica internacional, que reagiu de forma negativa. Uma naturopata canadiana assumiu no seu blogue pessoal …

Ilha troca de país a cada seis meses

No meio do rio Bidasoa, entre França e Espanha, há uma ilha que vai alternando de nacionalidade de seis em seis meses. A ilha mede apenas 38 metros de largura e 215 de comprimento, medidas que lhe …

Cientistas criam implante vaginal que promete proteger as mulheres do VIH

O novo dispositivo desenvolvido por cientistas na Universidade de Waterloo, no Canadá, faz com que o número de células do VIH que se fixam no trato genital feminino diminua. Já há um implante que protege as …

Mais de 20 mortos em protestos na Nicarágua

Mais de duas de dezenas de pessoas, entre as quais um jornalista, morreram durante os protestos na Nicarágua contra a reforma da segurança social do Governo de Daniel Ortega. A Associated Press (AP) relata que num …

Não há evidências que provem que os animais conseguem prever terremotos

Uma nova revisão estatística conclui que a evidência de que os animais conseguem prever terramotos é bastante insubstancial. Se acha que os animais presentem quando um terramoto está a chegar, desengane-se: está amplamente implícito que os …

Falsa BBC anuncia guerra nuclear e deixa o mundo alarmado

Uma conta de YouTube publicou um vídeo em que o suposto jornalista da BBC anunciava uma guerra nuclear entre a Rússia e a NATO. Nos últimos dias, foi publicado um vídeo no YouTube que simulava o …