Starbucks vai eliminar palhinhas de plástico até 2020

A Starbucks anunciou nesta segunda-feira que vai eliminar as palhinhas de plástico de todos os seus estabelecimentos num prazo de dois anos, passando para papel, tornando-se a maior empresa de bebidas e restauração a fazê-lo.

A decisão da Starbucks é conhecida quando se intensificam os apelos para as empresas e as autarquias reduzirem o desperdício.

Apesar de as populares palhinhas representarem uma pequena percentagem da poluição que acaba nos oceanos, tornaram-se o centro das atenções porque a sua eliminação é vista como uma decisão fácil de reduzir o lixo.

“Há vários destes itens de uso único que as pessoas estão a aperceber-se que não precisam deles” afirmou Denise Hardesty, uma cientista da Organização de Investigação Industrial e Científica da Commonwealth, baseada na Austrália, que estuda a poluição do plástico.

Uma semana depois de a cidade onde tem a sede, Seattle, ter banido as palhinhas de beber em plástico e outros utensílios feitos neste material, a Starbucks declarou no domingo que em 2020 vai usar palhinhas feitas de material biodegradável, como papel. A empresa já oferece palhinhas alternativas em Seattle.

Outras cidades, como Fort Myers Beach, no Estado da Florida, já baniram as palhinhas de plástico, e propostas similares estão sob consideração em Nova Iorque e San Francisco.

A pressão para banir as palhinhas de plástico aumentou depois de um vídeo de 2015, que se tornou viral, mostrar a salvação de uma tartaruga, exibindo, de forma gráfica, a remoção de palhinhas do seu nariz. Mas a questão do desperdício está a subir na agenda das administrações das empresas.

Em fevereiro, a Dunkin Donuts informou que iria eliminar o poliestireno dos seus copos até 2020. A McDonald’s, por seu lado, adiantou que vai mudar para as palhinhas de papel no Reino Unido e Irlanda no próximo ano e testar alternativas às de plástico em algumas localizações nos EUA.

As palhinhas de plástico para beber representam apenas 4% do lixo de plástico, em termos de número de peças, e muito menos, se a variável for o peso. Estas palhinhas acrescentam cerca de duas mil toneladas das cerca de nove milhões de lixo plástico que acabam nas águas do mundo todos os anos.

Não obstante, o grupo ambientalista 5 Gyres destacou que as cinco principais fontes de uso único de plástico são sacos plástico, garrafas de água, embalagens de transporte de comida, recipientes de transporte de líquidos e as mencionadas palhinhas.
Outros itens de plástico também têm sido controlados nos últimos anos.

Várias autarquias proibiram o uso de sacos plásticos ou impuseram custos ao seu uso. Garrafas de água reutilizáveis também ganharam popularidade como forma de reduzir o uso de garrafas de água de plástico, com vários pontos de abastecimento de água a florescerem nos sítios escolares e outros.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Isto é mais ou menos “tapar o sol com uma peneira”. Se pensarmos bem é fácil de ver que estas grandes empresas transnacionais são das grandes responsáveis pela poluição do nosso Planeta; agora querem ficar “bem na foto” pois sabem que as novas gerações (potenciais clientes) têm um pensamento mais ecológico e “verde”. No entanto, qualquer medida que ajude á redução de plásticos e derivados, mesmo lançada de forma interesseira, é sempre bem vinda.

RESPONDER

A água é comum nos mundos extraterrestres (mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava)

A presença de água em exoplanetas é comum, mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Para chegar a …

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …

Costa e Centeno discutiram no Conselho Europeu (e foi Centeno quem ganhou)

António Costa e Mário Centeno envolveram-se numa "discussão directa" em pleno Conselho Europeu que deixou os restantes membros do Eurogrupo perplexos. Em causa esteve o primeiro orçamento da Zona Euro, com o primeiro-ministro de Portugal …

Sondagens. Livre cai a pique, Montenegro lidera corrida ao PSD

O PS lidera as intenções de voto com 37,1% e um avanço de 10,2 pontos percentuais sobre o PSD numa sondagem em que o Livre surge com metade da votação alcançada nas legislativas em outubro. Num …

ONU chama a atenção para consumo de tramadol (erradamente considerado menos letal que fentanil)

A crise derivada do consumo excessivo de opóides e as mortes daí decorrentes já levaram empresas norte-americanas que os produzem a receber milhares de ações judiciais. Contudo, a Organização das Nações Unidas (ONU) chama a …

Mais de 50 jornalistas subscrevem abaixo-assinado em defesa de Maria Flor Pedroso

Mais de 50 jornalistas, entre os quais Adelino Gomes, Henrique Monteiro, Anabela Neves e Francisco Sena Santos, subscreveram esta sexta-feira um abaixo-assinado em defesa da jornalista Maria Flor Pedroso, diretora de informação da RTP. "Confrontados com …

O maior sítio arqueológico submerso do mundo é no México (e está a surpreender os especialistas)

Uma equipa de especialistas está a explorar há cerca de quatro anos o Grande Aquífero Maia, localizado no México, e tem feito descobertas surpreendentes que vão desde numerosos sítios arqueológicos a vestígios de homens primitivos.  Durante …