Starbucks vai eliminar palhinhas de plástico até 2020

A Starbucks anunciou nesta segunda-feira que vai eliminar as palhinhas de plástico de todos os seus estabelecimentos num prazo de dois anos, passando para papel, tornando-se a maior empresa de bebidas e restauração a fazê-lo.

A decisão da Starbucks é conhecida quando se intensificam os apelos para as empresas e as autarquias reduzirem o desperdício.

Apesar de as populares palhinhas representarem uma pequena percentagem da poluição que acaba nos oceanos, tornaram-se o centro das atenções porque a sua eliminação é vista como uma decisão fácil de reduzir o lixo.

“Há vários destes itens de uso único que as pessoas estão a aperceber-se que não precisam deles” afirmou Denise Hardesty, uma cientista da Organização de Investigação Industrial e Científica da Commonwealth, baseada na Austrália, que estuda a poluição do plástico.

Uma semana depois de a cidade onde tem a sede, Seattle, ter banido as palhinhas de beber em plástico e outros utensílios feitos neste material, a Starbucks declarou no domingo que em 2020 vai usar palhinhas feitas de material biodegradável, como papel. A empresa já oferece palhinhas alternativas em Seattle.

Outras cidades, como Fort Myers Beach, no Estado da Florida, já baniram as palhinhas de plástico, e propostas similares estão sob consideração em Nova Iorque e San Francisco.

A pressão para banir as palhinhas de plástico aumentou depois de um vídeo de 2015, que se tornou viral, mostrar a salvação de uma tartaruga, exibindo, de forma gráfica, a remoção de palhinhas do seu nariz. Mas a questão do desperdício está a subir na agenda das administrações das empresas.

Em fevereiro, a Dunkin Donuts informou que iria eliminar o poliestireno dos seus copos até 2020. A McDonald’s, por seu lado, adiantou que vai mudar para as palhinhas de papel no Reino Unido e Irlanda no próximo ano e testar alternativas às de plástico em algumas localizações nos EUA.

As palhinhas de plástico para beber representam apenas 4% do lixo de plástico, em termos de número de peças, e muito menos, se a variável for o peso. Estas palhinhas acrescentam cerca de duas mil toneladas das cerca de nove milhões de lixo plástico que acabam nas águas do mundo todos os anos.

Não obstante, o grupo ambientalista 5 Gyres destacou que as cinco principais fontes de uso único de plástico são sacos plástico, garrafas de água, embalagens de transporte de comida, recipientes de transporte de líquidos e as mencionadas palhinhas.
Outros itens de plástico também têm sido controlados nos últimos anos.

Várias autarquias proibiram o uso de sacos plásticos ou impuseram custos ao seu uso. Garrafas de água reutilizáveis também ganharam popularidade como forma de reduzir o uso de garrafas de água de plástico, com vários pontos de abastecimento de água a florescerem nos sítios escolares e outros.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Isto é mais ou menos “tapar o sol com uma peneira”. Se pensarmos bem é fácil de ver que estas grandes empresas transnacionais são das grandes responsáveis pela poluição do nosso Planeta; agora querem ficar “bem na foto” pois sabem que as novas gerações (potenciais clientes) têm um pensamento mais ecológico e “verde”. No entanto, qualquer medida que ajude á redução de plásticos e derivados, mesmo lançada de forma interesseira, é sempre bem vinda.

RESPONDER

Mortes causadas por agentes da polícia crescem 4,3% com Bolsonaro no poder

Agentes da polícia no Brasil causaram a morte de pelo menos 2.886 pessoas nos primeiros seis meses deste ano, mais 4,3% que os 2.766 registados no mesmo período do ano passado. Segundo um levantamento divulgado na …

Duarte Cordeiro, Alexandra Leitão e Ricardo Serrão Santos. Costa e Marcelo reunidos para falar sobre novo governo

O primeiro-ministro indigitado está esta tarde reunido com o Presidente da República, na habitual reunião semanal, que foi antecipada e que servirá para António Costa entregar a composição do novo governo a Marcelo Rebelo de …

FMI. Portugal vai crescer acima da zona euro em 2019 e 2020

Com a revisão em alta de 0,2 pontos percentuais para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, o FMI posiciona as suas previsões alinhadas com as do Governo, mas mantêm-se menos otimista para 2020 do …

Ex-diretora e delatora do caso Cambridge Analytica vai à Web Summit

Brittany Kaiser, ex-diretora e denunciante do caso Cambridge Analytica, vai participar nas conferências da Web Summit, que se realiza entre 4 e 7 de novembro, no Parque das Nações, em Lisboa. A estrela do documentário “Nada …

Comprar casa à distancia de um clique. Nova app já é uma das mais descarregadas

Uma nova aplicação para smartphone permite a procura, compra ou venda de imóveis de uma forma mais prática, facilitando o agendamento de visita às casas. A Century21 anunciou recentemente o lançamento de uma nova aplicação para …

Prédio de sete andares desaba no Brasil. Há um morto e várias vítimas nos destroços

Um edifício residencial de sete andares desabou, esta terça-feira de manhã, em Fortaleza, capital do estado do Ceará, no nordeste do Brasil, provocando pelo menos um morto e vários feridos, segundo os bombeiros. Segundo fonte dos …

Já chegaram 138 mil votos dos emigrantes portugueses (mas nenhum da África do Sul)

Já chegaram 138 mil envelopes com votos dos emigrantes portugueses espalhados pelo mundo. Foram enviadas 1.464.709 cartas com um boletim de voto para 186 países nos primeiros dias de setembro. Porém, destes 138 mil boletins, nenhum …

"Portugal tem margem" para ter défice em caso de crise

O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, diz que Portugal pode deixar o défice subir em caso de crise, mas avisa que é preciso cuidado para que a despesa não se torne permanente. Numa entrevista …

Rui Rio continua "em ponderação" e não anunciará qualquer decisão na quarta-feira

A Comissão Política Nacional do PSD vai reunir-se na próxima quarta-feira, mas o presidente do partido não falará ainda publicamente sobre o seu futuro político e continua “em ponderação”, disse à Lusa fonte oficial social-democrata. Segundo …

Ministério nega "situação anómala" de alunos ainda sem professores

Milhares de alunos continuam sem professores um mês depois de as aulas terem começado e o Ministério da Educação diz não ter sido informado de qualquer “situação anómala ou de uma falta sistémica de docentes”. Ainda …