Starbucks vai eliminar palhinhas de plástico até 2020

A Starbucks anunciou nesta segunda-feira que vai eliminar as palhinhas de plástico de todos os seus estabelecimentos num prazo de dois anos, passando para papel, tornando-se a maior empresa de bebidas e restauração a fazê-lo.

A decisão da Starbucks é conhecida quando se intensificam os apelos para as empresas e as autarquias reduzirem o desperdício.

Apesar de as populares palhinhas representarem uma pequena percentagem da poluição que acaba nos oceanos, tornaram-se o centro das atenções porque a sua eliminação é vista como uma decisão fácil de reduzir o lixo.

“Há vários destes itens de uso único que as pessoas estão a aperceber-se que não precisam deles” afirmou Denise Hardesty, uma cientista da Organização de Investigação Industrial e Científica da Commonwealth, baseada na Austrália, que estuda a poluição do plástico.

Uma semana depois de a cidade onde tem a sede, Seattle, ter banido as palhinhas de beber em plástico e outros utensílios feitos neste material, a Starbucks declarou no domingo que em 2020 vai usar palhinhas feitas de material biodegradável, como papel. A empresa já oferece palhinhas alternativas em Seattle.

Outras cidades, como Fort Myers Beach, no Estado da Florida, já baniram as palhinhas de plástico, e propostas similares estão sob consideração em Nova Iorque e San Francisco.

A pressão para banir as palhinhas de plástico aumentou depois de um vídeo de 2015, que se tornou viral, mostrar a salvação de uma tartaruga, exibindo, de forma gráfica, a remoção de palhinhas do seu nariz. Mas a questão do desperdício está a subir na agenda das administrações das empresas.

Em fevereiro, a Dunkin Donuts informou que iria eliminar o poliestireno dos seus copos até 2020. A McDonald’s, por seu lado, adiantou que vai mudar para as palhinhas de papel no Reino Unido e Irlanda no próximo ano e testar alternativas às de plástico em algumas localizações nos EUA.

As palhinhas de plástico para beber representam apenas 4% do lixo de plástico, em termos de número de peças, e muito menos, se a variável for o peso. Estas palhinhas acrescentam cerca de duas mil toneladas das cerca de nove milhões de lixo plástico que acabam nas águas do mundo todos os anos.

Não obstante, o grupo ambientalista 5 Gyres destacou que as cinco principais fontes de uso único de plástico são sacos plástico, garrafas de água, embalagens de transporte de comida, recipientes de transporte de líquidos e as mencionadas palhinhas.
Outros itens de plástico também têm sido controlados nos últimos anos.

Várias autarquias proibiram o uso de sacos plásticos ou impuseram custos ao seu uso. Garrafas de água reutilizáveis também ganharam popularidade como forma de reduzir o uso de garrafas de água de plástico, com vários pontos de abastecimento de água a florescerem nos sítios escolares e outros.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Isto é mais ou menos “tapar o sol com uma peneira”. Se pensarmos bem é fácil de ver que estas grandes empresas transnacionais são das grandes responsáveis pela poluição do nosso Planeta; agora querem ficar “bem na foto” pois sabem que as novas gerações (potenciais clientes) têm um pensamento mais ecológico e “verde”. No entanto, qualquer medida que ajude á redução de plásticos e derivados, mesmo lançada de forma interesseira, é sempre bem vinda.

RESPONDER

Facebook está a criar (com sucesso) tecnologia capaz de ler mentes

Há cerca de dois anos, o Facebook começou a desenvolver uma tecnologia capaz de ler as mentes das pessoas. Agora, a empresa apresentou com sucesso os primeiros resultados da sua investigação. O Facebook quer disponibilizar uma …

Descobertas oito novas fontes de Explosões Rápidas de Rádio vindas do Espaço

As Explosões Rápidas de Rádio (Fast Radio Bursts, FRBs) são dos enigmas mais intrigantes da astronomia moderna. Estes sinais de rádio, por norma, duram milésimos até desaparecer, mas alguns repetem-se de forma irregular. Desde a descoberta …

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …