Segurança Social transferiu 788 mil euros por engano. Conta de desempregado bloqueada

Mário Cruz / Lusa

A Segurança Social enganou-se e transferiu 788 mil euros para a conta de um beneficiário de subsídio de desemprego. A transferência fez disparar alerta no sistema bancário, dando origem a processo por abuso de confiança e branqueamento de capitais.

O dinheiro foi transferido para a conta do mesmo a título de subsídio de desemprego, escreve esta segunda-feira o Correio da Manhã.

O beneficiário alertou a Segurança Social e o BCP (banco de que é cliente) nos primeiros dias após o sucedido. Contudo, teve de esperar várias semanas para que o processo se começasse a desenvolver.

Segundo o Correio da Manhã, o processo deverá estar relacionado com o alerta desencadeado no banco por suspeita de branqueamento de capitais, um alerta comum quando se movimenta valores muito elevados.

Tanto o Instituto de Segurança Social, como o Millennium/BCP recusaram-se a prestar quaisquer esclarecimentos.

O processo está em segredo de justiça e o dinheiro em questão está bloqueado, não podendo, por isso, ser devolvido à Segurança Social. O beneficiário está ainda impedido de fazer operações através da aplicação bancária.

José Abraão, da Federação dos Sindicatos da Administração Pública, disse ao CM que a falta de pessoal e o teletrabalho – devido à pandemia – podem explicar o erro dos serviços da Segurança Social.

O dirigente frisa que milhares de operações são feitas mensalmente, no pagamento das prestações, recordando a pressão a que os serviços da Segurança Social têm estado sujeitos, nomeadamente na área dos apoios sociais.

ZAP //

 

PARTILHAR

21 COMENTÁRIOS

  1. Se fosse um Salgado ou um Vara a receberem isso, o banco nem um pio dava.

    Agora como é um desgraçado de um desempregado já denunciam a transferência.

    E viva Portugal.

  2. Uma transferência bancária é definitiva.
    O fortunado basta propor um calendário para a devolução: por exemplo um euro por mês 🙂

    • Exatamente. Para o cliente comum é definitiva. Para outros tipos de “clientes” Se fossemos nós, cidadãos comuns, a mandar fazer um cancelamento por engano no valor da transferência ou por qualquer outro motivo simples, o BCP’s mandavam-nos bugiar. Ou seja, que resolvêssemos nós o assunto um com o outro. E andamos nós a comemorar em abril uma revolução que ainda está por fazer. Até agora, o 25 de abril foi, um golpe de estado militar, principalmente motivado por questões salariais, carreira e afins, imediatamente aproveitado pelos movimentos politicos partidários internacionais e de seus representantes nacionais em prol de interesses poder político, pessoais ou de ocasião ou de todos estes. Como diria o outro: vivemos n”isto que é uma espécie de democracia”. Pior é que já estamos acomodados.

  3. Uma transferência bancária nunca é definitiva, pois pode ser anulada pelo ordenador. Somente o que é estranho é o beneficiário apesar de ter aviso a Segurança Social e o BCP ainda tenha a conta bloqueado e ainda ter de prestar declarações na PJ. O próprio BCP sabia a proveniência da Transferência e tb poderia ter avisado a Segurança Social. Conclusão: ser HONESTO inda passa por ser criminoso! “Bendito” país das bananas!

  4. Essa da transferência não ser definitiva tem muito que se lhe diga. Depende bem do destinatário. Ora tente lá você que o banco lhe devolva uma cobrança feita pela NOS ou pela EDP e verá se eles devolvem alguma coisa. Uma vez fora da sua conta para alguma entidade com poder e você nunca mais vê o dinheiro se eles não quiserem.

      • Se não se importa e estiver de acordo com o que afirmou, transfira algum dinheiro para a minha conta (não importa o valor, pode ser a ninharia que quiser.
        (eu mando-lhe o IBAN)
        E depois de estar creditado na minha conta, tente reverter a situação.
        Prometo-lhe que se não conseguir resolver com o seu banco eu devolvo-lhe o que depositou.
        Nota: o meu banco até é o do grupo BCP.
        Cumprimentos

        • Parece que não terá lido a última frase “Qualquer operação pode se revertida com maior ou menor dificuldade”. Em última instância pode recorrer aos tribunais e aí quem não devolveu provavelmente arcará com as custas de todo o processo. Obviamente que nunca seria necessário chegar a esse ponto.

        • pode sim ser devolvido, o unico problema que temos é ser o valor tão pequeno não compensar, já que temos que pagar mais ou menos 70 euros para nos ser devolvido, digo isso porque me aconteceu esse problema

  5. Realmente a Segurança Social é um deslumbrante exemplo de incompetência!!!
    Agora a desculpa é do teletrabalho, pandemia, covid e o que demais se lembrem para se desculparem.
    Fica a pergunta:
    – Antes da pandemia, teletrabalho, covid, e demais desculpas, a incompetência e os sucessivos erros eram devido a quê mesmo?

    • Devido ao facto de grande parte dos trabalhadores da Segurança Social estarem lá por serem do PS…há muitos anos que isso acontece

      • Se não se ofender direi que o seu comentário é de um simplório.
        É que o poder é sempre corrosivo e muda a esmagadora das pessoas e é por isso que as “boas palavras” veem quase sempre de oposição, porque não está no poder. Todos os partidos são semelhantes quando estão no exercício do poder. Veja a história do poder autárquico, os escândalos e a má gestão dos dinheiros públicos são quase sempre aplicados ou esbanjados em negócios, obras ou apoios muito duvidosos. E estão ou estiveram lá todos ou quase todas as cores representadas. Há excepções? Há ou deve haver, mas sempre excepções e não tem a ver com a cor partidária (ou dos “independentes”) terá certamente a ver com a pessoa em si mesma que foi eleita, certamente por engano de quem lhe “permitiu” chegar ao “mando”.

        • Bem se vê que não conhece a Segurança Social…
          O PSD muda as cúpulas dirigentes da SS quando entra no governo mas, no passado, o PS foi muito mais longe. Até lhe dizia os nomes dos responsáveis por esse megafeito que foi inundar a Segurança Social de jobs. Um, até já nem está entre nós. Mas o outro, ainda aí anda.

  6. Respondendo à sua pergunta, era devido a outras razões que agora acumularam com esta. E, pelos vistos, agora parecem haver mais casos. É fazer as contas. Já as fez?

  7. Mais uma vez a desculpa será que a culpa é do sistema, jamais da incompetência! Fizeram asneira e ainda por cima o pobre beneficiário tem a conta bloqueada à espera que o erro seja corrigido! Função pública parasitária!

    • Assino por baixo. Porque carga de água o desgraçado do homem tem a conta bloqueada!, e também, porquê esta burocracia sobre a devolução! Não sabem de onde veio a transferência?, se está provado que foi erro, porque não é feita a devolução para o senhor ter acesso á sua conta.
      Há coisas que não tem explicação!

      • A explicação é que temos uma função pública arrogante, mal-educada e incompetente, no mínimo corrigiam o erro o mais rápido possível e pediam desculpa à pessoa pelo incómodo. Acontece muitas vezes que o erro é o contribuinte pagar por engano deles, a pessoa reclama, mas de nada vale sem estar obrigado a pagar de avanço sem nada dever, ainda não há muitos dias um conhecido meu que trabalha numa cooperativa agrícola relatou-me um caso idêntico e acabou por ser ressarcido apenas de parte do que esteve obrigado a pagar à segurança social sem nada dever. Tudo isto é no mínimo revoltante e não há governo digno desse nome que ponha cobro a tudo isto!

  8. A avaliar pelas criticas acima, Portugal tem o futuro garantido com tanta gente que nunca se engana, nunca erra e prima pela eficiência no seu trabalho e na sociedade em geral; Eu também sou assim e fico muito orgulhoso por ver que não sou só eu que “Nunca me engano e raramente tenho dúvidas”.
    Abençoado povinho…

    • Enganar é uma coisa, prepotência e falta de respeito pelo próximo quando ainda mais este está a ser vítima, é outra! Isto é falta de formação profissional e de um Estado arrogante e, em simultâneo, desleixado!

RESPONDER

Portugueses esperam quase até aos 40 para comprar casa

Um barómetro que avalia a preferência dos consumidores na hora de comprar um imóvel indica que a maioria dos portugueses só liquida o crédito à habitação após a reforma. O indicador destaca ainda que os portugueses …

Moedas fecha lista para a Câmara de Lisboa

O candidato à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, já fechou a equipa que o vai acompanhar nas próximas autárquicas. O anúncio de que a lista de Carlos Moedas para a Câmara de Lisboa está fechada será …

Abaixo-assinado apelida Bolsonaro de genocida após 550.000 mortes no Brasil

Dezenas de personalidades e organizações da sociedade civil portuguesa subscreveram um abaixo-assinado de solidariedade internacional para com o Brasil, no qual apelidam o Presidente, Jair Bolsonaro, de "genocida" após mais de 550.000 mortes devido à …

Jovens com 18 ou mais anos já podem agendar a vacina contra a covid-19

O autoagendamento da vacina contra a covid-19 para pessoas com 18 ou mais anos ficou disponível, esta quarta-feira, no portal da Direção-Geral da Saúde (DGS). "O auto-agendamento para os utentes com idade igual ou superior a …

Juiz Carlos Alexandre aceita proposta de pagamento de caução de Joe Berardo

O juiz Carlos Alexandre aceitou, esta quarta-feira, a proposta e a forma de pagamento da caução de cinco milhões de euros apresentada pelo empresário madeirense no processo da Caixa Geral de Depósitos. A decisão favorável do …

Mais 13 mortes e 3452 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, esta quarta-feira, mais 13 mortes e 3452 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3452 novos …

MPT junta-se a PDR e pedem que Nós, Cidadãos! seja banido das autárquicas pelo TC

O MPT juntou-se ao PDR e ambos pedem que o Nós, Cidadãos! seja impedido de "apresentar candidaturas" às eleições autárquicas de setembro. Em junho, o PDR deu entrada com um pedido no Tribunal Constitucional (TC) para …

Relatório revela envolvimento da Igreja Católica em 100 casos de pedofilia na Polónia

Uma comissão estatal que analisou as denúncias de crimes de pedofilia registadas na Polónia entre 2017 e 2020 denunciou na terça-feira que quase um terço dos casos estudados, num total superior a 300 processos, envolvem …

Polícias voltam aos protestos por causa do subsídio de risco em dia de nova reunião com o Governo

Elementos da PSP e da GNR voltam esta quarta-feira aos protestos por causa do subsídio de risco, uma concentração que vai decorrer enquanto os sindicatos e associações socioprofissionais estão reunidos no Ministério da Administração Interna …

Vieira continua em domiciliária. MP vai pedir reforço de garantias de caução

O Ministério Público (MP) vai pedir reforço de garantias de caução por entender que o uso das ações da SAD do Benfica não é a forma apropriada. O Correio da Manhã avança, esta manhã, que o …