Solução para Novo Banco pode não passar por um OE retificativo, diz João Leão

António Pedro Santos / Lusa

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, disse que a alternativa à anulação da transferência de 476 milhões de euros para o Novo Banco não tem “necessariamente que passar” por um orçamento retificativo em 2021.

“Se houver, por intervenção dos tribunais, uma decisão de que Portugal tem de cumprir o contrato, no quadro do orçamento do ano 2021, Portugal encontrará a capacidade para executar, sem necessariamente ter que passar por um retificativo”, disse esta quinta-feira aos jornalistas João Leão.

O governante português, que falava ladeado pelo ministro francês da Economia, Finanças e da Recuperação, Bruno Le Maire, após uma reunião entre ambos, acrescentou ainda que “na altura certa” será tomada “a solução adequada”, sem detalhar hipóteses concretas.

“Nós tranquilizámos as entidades europeias de que vamos conseguir fazer com que o Estado português honre os compromissos e o contrato que assinou, e desta forma conseguimos evitar que se crie instabilidade”, disse João Leão.

Segundo o ministro, “tudo será resolvido no próximo ano e Portugal honrará os seus compromissos e os contratos que assinou”.

Já acerca do Orçamento do Estado para 2021, João Leão considerou satisfatório caso o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, não envie fiscalização de todo o documento ao Tribunal Constitucional.

“Coisa diferente é se entendemos que aquela norma concreta [relativa ao Novo Banco] suscita questões de constitucionalidade. São questões diferentes, mas achamos que o orçamento, como um todo, não deve ser enviado, nesta fase, para o Constitucional”.

“É importante termos o orçamento a funcionar no início do ano para nos dar os instrumentos necessários para combater a crise económica”, concluiu.

Transferência para o Novo Banco

O plenário do parlamento confirmou na semana passada a votação na especialidade da proposta orçamental do BE que anula a transferência de 476 milhões de euros do Fundo de Resolução para o Novo Banco.

Numa votação confusa e que teve de ser repetida, depois de avocada e debatida no plenário, PSD, PCP, PEV, Chega e a deputada não inscrita Joacine Katar Moreira juntaram os seus votos ao BE para viabilizar esta alteração, apesar dos votos contra de PS, Iniciativa Liberal e da deputada não inscrita Cristina Rodrigues, e da abstenção do CDS-PP e do PAN.

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, já tinha admitido, em declarações à Rádio Renascença e à RTP, que o Governo pode recorrer ao Tribunal Constitucional para analisar a proposta. No parlamento, João Leão disse ainda que a proposta de anular a transferência para o Novo Banco “viola a Lei de Enquadramento Orçamental, que obriga o Estado a orçamentar os compromissos assumidos”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não metam este assunto nos tribunais. Quem pôs o nb em tribunal em 2016 por causa do saneamento, ainda estão a espera da decisão da 1ª instância. As coisas em tribunal demoram muito a serem resolvidas.

RESPONDER

Pela primeira vez, um restaurante vegan ganha uma estrela Michelin em França

Um restaurante de comida totalmente vegan em França foi o primeiro do país a receber a desejada estrela Michelin. Localiza-se perto de Bordéus. A concessão da estrela ao ONA (Origine Non-Animale) é mais uma evidência de …

Onze mineiros resgatados com vida de uma mina de ouro na China

Onze mineiros presos há duas semanas dentro de uma mina de ouro na China, devido a uma explosão, foram hoje trazidos em segurança para a superfície, informou a televisão estatal chinesa. No dia 10 de janeiro, …

Multimilionário oferece 1 milhão em prémios por evidências de vida após a morte

Um empresário de Las Vegas, nos Estados Unidos, está a oferecer um milhão de dólares em prémios em troca de evidências de que existe vida após a morte. O investidor imobiliário e empresário espacial Robert Bigelow, …

Marcelo reeleito com 55% a 62% dos votos. Ana Gomes em segundo lugar

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito para um segundo mandato como Presidente da República, após vencer as eleições deste domingo com 55% a 62% dos votos.  Segundo as primeiras projeções, Ana Gomes deverá ficar em …

Itália vai processar Pfizer e AstraZeneca devido a atrasos nas vacinas. UE pede "transparência"

A Itália vai processar a Pfizer Inc e a AstraZeneca devido aos atrasos na entrega das vacinas contra a covid-19 e para garantir os fornecimentos – não para obter compensações, disse neste domingo o ministro …

Declínio cognitivo relacionado com a idade pode ser reversível

Cientistas conseguiram reverter em ratos o declínio cognitivo causado pelo envelhecimento. O objetivo dos investigadores é que as farmacêuticas baseiem-se neste estudo para criar um composto que possa ser administrado em humanos. As células específicas do …

Afluência às urnas é menor (mas há mais votantes). Abstenção deverá ficar entre os 56 e 60%

A afluência às urnas às 16:00 nas presidenciais de hoje em Portugal, 35,4%, é a segunda mais baixa desde as eleições de 2006, ano em que este número passou a ser divulgado pela administração eleitoral. Esta …

Reino Unido já vacinou quase 6 milhões. Alemanha aumenta controlo nas fronteiras

O Reino Unido já administrou a primeira das duas doses da vacina contra o novo coronavírus em cerca de seis milhões de pessoas, quando o número de mortes no país devido à pandemia está perto …

Polícia desmantela rede de tráfico internacional de armas (e descobre santuário dedicado a Hitler)

Em dezembro, as autoridades espanholas conseguiram desmantelar uma rede ilegal de armas que operava em toda a Europa, e acabou por capturar os traficantes. O que a polícia não esperava era encontrar um armazém cheio …

Diminuição da esperança média de vida é "consequência inevitável" da pandemia

A esperança média de vida em Portugal vai necessariamente diminuir em consequência da pandemia de covid-19, defendeu um especialista, explicando que isso decorre do efeito combinado da morte de idosos, mas também de jovens em …