Soldados da Guerra Civil dos EUA pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias

muohio_digital_collections / Flickr

Fotografia de um grupo de generais da Guerra Civil dos EUA

Investigadores encontraram evidências que indicam que soldados da Guerra Civil norte-americana pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias.

Escavações em Camp Nelson, no Kentucky, revelaram restos de um estúdio de fotografia com 150 anos, o primeiro encontrado neste local emblemático da Guerra Civil norte-americana. Entre os muitos objetos encontrados estavam vários frascos de vidro partidos que continham tinta de cabelo, revela a revista Newsweek.

Inicialmente, os investigadores da Universidade da Transilvânia pensaram que os recipientes tinham sido usados para armazenar medicamentos. Porém, quando a equipa começou a juntar os pedaços de vidro, notou nomes de marcas como Bear’s Oil, Christadoro e Dr. Jaynes.

“Encontrámos muitos frascos. É algo que não se encontra noutros lugares. É interessante porque sugere que estas pessoas tratavam do cabelo antes de tirarem fotografias. Podiam estar a escurecer o cabelo para ficarem melhor nas fotos”, declarou Stephen McBride, um dos responsáveis da escavação, ao jornal Lexington Herald-Leader.

O investigador considera que uma das razões por detrás disto seria para corrigir uma peculiaridade das fotografias antigas e a preto e branco. Naquela altura, uma pessoa que tivesse cabelos claros ou loiros iria parecer que tinha cabelos brancos ou grisalhos.

“As descobertas fotográficas da Guerra Civil ainda se encontram muito ativas atualmente. E agora temos uma descoberta arqueológica de um estúdio de fotografia da Guerra Civil. Pelo que sei, isso nunca aconteceu antes”, afirma ao mesmo jornal Bob Zeller, diretor do Centro de Fotografia da Guerra Civil.

De acordo com a revista, a Guerra Civil foi o primeiro conflito no território dos Estados Unidos a ser fotografado. Ao longo da guerra — que durou entre 1861 e 1865 — a procura pela fotografia aumentou.

McBride conta que era comum os novos inscritos no Exército tirarem um retrato antes de serem enviados para o conflito.

“Ser soldado tinha e tem um status especial associado à masculinidade, bravura e honra. Os retratos eram importantes para estes homens para ilustrar o seu estatuto naquele momento, mas também para a posteridade uma vez que poderiam ser feridos ou mortos”.

Porém, tirar fotografias naquela época não era tarefa fácil. “A fotografia na era da Guerra Civil era uma prática incrivelmente técnica e perigosa. Envolvia muitos produtos químicos tóxicos. Era preciso saber o que se estava a fazer”, acrescenta o investigador.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Que giro e eu a pensar que pintar o cabelo é coisa do sec. XX
    Adoro saber estas particularidades da História. Seria otimo se o Zap fizesse um novo tema : ” Curiosidades da História” . Acho que ,tal como eu,mtas pessoas achariam isso interessante. Fica a sugestão

RESPONDER

A genética ajuda a determinar o quão afetuosas são as mulheres (mas não os homens)

A genética desempenha um papel importante no nível de afetividade das mulheres, mas o mesmo não acontece entre os homens, concluiu uma nova investigação científica levada a cabo com gémeos. Na nova investigação, recentemente publicada …

Prémio para profissionais do SNS é "uma esmola". "Mais valia terem estado quietos"

Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros, diz que a proposta que prevê prémios e mais férias para os profissionais de saúde é uma "afronta" para enfermeiros. Para a bastonária da Ordem dos Enfermeiros, a …

Tempo de espera para entrega de cartão de cidadão pode chegar a cinco meses

Para fazer o levantamento do cartão de cidadão é preciso fazer marcação e há balcões que só têm disponibilidade para entregar o documento no final do ano. De acordo com a edição desta quinta-feira do …

Físicos explicam por que as mudanças do campo magnético da Terra são mais fracas no Pacífico

Uma nova investigação levada a cabo por físicos da Universidade de Alberta, no Canadá, apresenta uma explicação para o facto de as mudanças no campo magnético da Terra serem mais fracas na região do Pacífico. …

Chovem diamantes no interior de Neptuno e Urano (e já se sabe porquê)

Podem estar a chover diamantes dentro dos corações de Neptuno e Urano. Agora, os cientistas descobriram novas evidências experimentais que mostram como é que isso poderia ser possível. Neptuno e Urano são os planetas mais mal …

Descobertas duas super-Terras na zona habitável de uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar

Uma equipa internacional de cientistas encontrou duas super-Terras a orbitar uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar. Conduzida pela Universidade de Göttingen, na Alemanha, a equipa de especialistas localizou um sistema formado por pelo …

Sporting 2-1 Gil Vicente | Leão de Plata só sabe vencer

O Sporting cumpriu na recepção ao Gil Vicente, no fecho da 29ª jornada da Liga NOS, e venceu por 2-1, num jogo que pareceu sempre controlado, mas que terminou com emoção. Os “leões” dominaram por completo …

Leões marinhos decapitados estão a dar à costa no Canadá (e ninguém sabe porquê)

Os corpos decapitados de pelo menos cinco leões-marinhos encontrados nas costas de Vancouver, no Canadá, nos últimos meses sugerem que pode haver um serial killer de mamíferos marinhos à solta. O LiveScience relata que pelo menos …

Este japonês é a única pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja

Um homem japonês tornou-se a primeira pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja depois de concluir um curso de pós-graduação que envolvia a aprendizagem de artes marciais básicas e escalada de montanhas. De …

Cátio Baldé acusado de comprar vistos para jogadores do Benfica

Cátio Baldé está a ser acusado de corrupção passiva por ter pagado a um funcionário da embaixada portuguesa em Bissau para conseguir vistos para jogadores do Benfica. O empresário admite o crime, mas nega o …