“Só mais 5 minutos” de televisão é muito pior do que falta de aviso

Pixel y Dixel / Flickr

-

Um novo estudo norte-americano descobriu que as crianças reagem melhor quando a televisão ou o tablet são desligados sem qualquer aviso prévio.

Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington entrevistou 28 famílias com crianças entre um e cinco anos para recolher dados sobre os hábitos dos jovens relativamente à TV – e outros ecrãs.

No decorrer do estudo foi pedido aos participantes que descrevessem como foi a interacção das crianças com dispositivos multimédia, como a TV ou tablets, durante duas semanas.

Entre outros detalhes, o estudo recolheu dados sobre quanto tempo as crianças utilizavam os aparelhos e se ficavam tristes quando se lhes pedia que os desligassem.

Os investigadores descobriram que as crianças ficaram muito mais tristes, e com mais frequência, quando os pais as avisavam, antes de desligar, de que o tempo de TV ou do jogo estava a acabar, do que quando eram desligados sem aviso prévio.

“Nós pensávamos que dar às crianças um aviso um pouco antes, para ajustar as suas expectativas, iria ajudar as coisas a correrem melhor, mas isso, na verdade, deixou-as bem pior”, explica um dos autores do estudo, Alexis Hiniker, ao jornal americano “New York Times“.

(PD/CC0) PDP / pixabat

-

Ao desligar os dispositivos sem aviso prévio, os pais podem ser melhor sucedidos a enganar as crianças

A investigadora Julie Kentz, co-autora do estudo, acredita que em vez de facilitar a transição da criança, o aviso acaba por prepará-las para lutar contra a perda imposta do tempo de entretenimento.

Segundo Hiniker, os programas ou jogos que mostram uma pré-visualização dos próximos episódios ou antecipam o que vai acontecer a seguir  tornam mais difícil para a criança afastar-se do ecrã.

Ao desligar os dispositivos sem aviso prévio, os pais podem ser melhor sucedidos a enganar as crianças – e atirar a culpa para cima da tecnologia, alegando que a bateria acabou, ou que a internet deixou de funcionar, por exemplo.

De acordo com o estudo, uma outra táctica que ajudou as crianças a não ficarem tristes foi a de agendar na sua rotina diária, como se fosse um compromisso, o tempo para jogar, ver TV ou usar tablets.

E quando o aparelho é desligado sempre num momento específico – quando o almoço está pronto, por exemplo – as crianças não argumentavam nem ficavam tão chateadas.

De qualquer forma, o importante é mesmo conseguir afastar de vez em quando as crianças dos seus ecrãs – não só faz bem à vista, como até lhes dá mais vontade de fazer o TPC.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Há creches, ATL e colégios privados a cobrar valores indevidos na quarentena

Há creches, ATL e colégios privados a cobrarem valores indevidos referentes a alimentação, transporte e atividades extracurriculares. O alerta foi dado pela Associação de Defesa do Consumidor (Deco). De acordo com a jurista da Deco, Carolina …

Pedro Proença acredita que "vai ser possível jogar na presente temporada"

O Presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) admitiu, esta terça-feira, a possibilidade de realizar jogos à porta fechada e ainda esta temporada. Em entrevista à rádio TSF, Pedro Proença disse acreditar que ainda "vai …

Centeno deixa aviso à Zona Euro. Futuro da UE depende da resposta que der à pandemia

Mário Centeno escreveu aos ministros das Finanças da Zona Euro para os alertar que o futuro da União Europeia depende da forma como conseguir lidar com a crise económica devida à pandemia de Covid-19. Uma …

Governo quer desempregados e trabalhadores em lay-off a reforçar lares e hospitais

O Governo criou uma medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais e de Saúde com o objetivo de apoiar as entidades do setor social e solidário. De acordo com o ECO, o Governo …

Recibos verdes podem pedir apoio a partir desta quarta-feira. Será pago ainda este mês

O apoio por quebra de atividade destina-se a trabalhadores independentes que nos últimos 12 meses tenham tido obrigação contributiva em pelo menos 3 meses consecutivos. O formulário para os trabalhadores independentes pedirem apoio por redução de …

"Este mês é perigosíssimo!" Costa avisa que "não podem ir à terra e ao Algarve" na Páscoa

"As pessoas não podem ir à terra!" O alerta é de António Costa que avisa que este mês de Abril "é perigosíssimo" por causa da Páscoa, admitindo "apertar mais um bocadinho" as medidas. O primeiro-ministro …

13% dos casos de covid-19 em Portugal são profissionais de saúde. Há 10 médicos nos cuidados intensivos

Um em cada oito infetados com o novo coronavírus em Portugal é profissional de saúde. O número de médicos, enfermeiros, auxiliares e outros trabalhadores de hospitais e centros de saúde que estão contagiados não pára …

Curva em Itália parece estar a aplanar. Confirmado primeiro caso num campo de refugiados grego

A Itália registou mais 4.053 casos positivos e mais 837 mortes em 24 horas, valores semelhantes aos de segunda-feira e que sugerem que a curva da covid-19 parede estar a estabilizar. De acordo com o Observador, …

Há mais de 8 mil infetados e 187 mortes por covid-19 em Portugal

Há mais 27 mortes em relação a terça-feira, aumentando o número total de óbitos para 87. O número de casos confirmados em Portugal já ascende as 8 mil pessoas. O boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da …

Há falhas no sistema que regista casos de covid-19. A "esmagadora maioria" não vai ser contabilizada

O sistema que regista os casos de covid-19 em Portugal é "um pesadelo burocrático", denunciam os infecciologistas. A "esmagadora maioria" dos casos vai acabar por não ser notificada, acrescentam. O problema tornou-se público quando a Direção-Geral …