Sindicatos e Governo reúnem-se para tentar evitar greve na IP

Os sindicatos representativos dos trabalhadores da Infraestruturas de Portugal (IP) reúnem-se esta terça-feira com o Governo para tentar chegar a um acordo que evitaria a greve marcada para quarta-feira.

O encontro terá lugar no Ministério do Planeamento e Infraestruturas. A IP manifestou expectativa de chegar a um acordo com os sindicatos antes da paralisação.

Fonte oficial da IP disse à Lusa, na segunda-feira, que o “processo negocial ainda decorre” e que a expectativa é que “seja atingido um acordo” que permita desconvocar o protesto, que deverá causar “fortes perturbações na circulação” de comboios.

Por seu lado, José Manuel Oliveira, coordenador da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), confirmou a realização de uma reunião hoje no Ministério do Planeamento e Infraestrutura, “no âmbito do processo negocial da IP”.

A CP – Comboios de Portugal já alertou para “fortes perturbações na circulação” devido à greve na IP, face à previsão de “supressões de comboios a nível nacional em todos os serviços”. A empresa alertou ainda para que “não serão disponibilizados transportes alternativos”.

A paralisação contará com serviços mínimos, definidos pelo tribunal arbitral, tendo sido subscrita por 14 organizações sindicais.

Estão abrangidos, nos serviços mínimos, os encaminhamentos para o destino de comboios a circular ao início da greve, os comboios socorro e aqueles que transportem matérias perigosas, jet fuel, carvão e bens perecíveis.

Os trabalhadores exigem que a administração da empresa e o Governo concretizem o acordo coletivo de trabalho e cheguem a acordo sobre um regulamento de carreiras.

Os sindicatos querem “respostas às propostas sindicais tanto da parte da empresa como do Governo” em relação à negociação do acordo coletivo, disse José Manuel Oliveira.

“A empresa e o Governo pretendem fazer uma negociação sem a valorização salarial e profissional dos trabalhadores”, defendeu o dirigente sindical, na segunda-feira, acrescentando que, nesta altura, “há uma grande distância” entre as posições dos sindicatos e da IP para que seja possível um acordo.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, "cura milagrosa" para o cancro pode matar

O jornal britânico The Guardian denuncia o esquema do autoproclamado "Genesis II Church of Health and Healing" - que na verdade não é nem uma igreja nem uma instituição de saúde. Este sábado terá lugar em …

Há uma cidade na Venezuela que é "invisível"

Guanta está lá, embora não seja fácil vê-la. Vistas a partir de El Morro, do outro lado da baía, as suas luzes piscam sob uma nuvem baixa. É uma nuvem diferente das outras, mais espessa, mais …

Há novas regras para subir ao Everest. E é preciso apresentar currículo

O Nepal acaba de anunciar novas regras para escalar o Evereste. Com 8848 metros de altitude, é a montanha mais alta do mundo e verdadeira obsessão para alguns alpinistas, colecionadores de cumes, e cujo número …

"Não há comida, nem dinheiro". Bolsonaro reduz horário do exército

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse esta sexta-feira que todo o país "está sem dinheiro", o que levará o Exército a trabalhar em horário reduzido, acrescentando que há falta de comida para os recrutas. "O Exército …

“Vacinada contra o socialismo”, Zita Seabra troca PSD pelo Iniciativa Liberal

A ex-dirigente comunista Zita Seabra, que até há poucos meses era militante do PSD, deixou os sociais-democratas para os trocar pela recém-criada Iniciativa Liberal. Zita Seabra disse ao Expresso que acredita que “os caminhos para refazer …

O bom gigante que quis voltar agora não quer sair

O Sporting ainda está a preparar o plantel para a época que acaba de arrancar, e a cada vez mais provável permanência de Bruno Fernandes obriga a SAD a vender alguns dos seus ativos. Bas …

"Lá vai o 'experto' dos pneumáticos". Ana Gomes volta a provocar Luís Filipe Vieira

A ex-eurodeputada socialista, Ana Gomes, utilizou um artigo publicado na revista económica norte-americana Forbes para voltar ao tema do financiamento de clubes de futebol. Nas redes sociais, Ana Gomes provocou o "experto dos pneumáticos" com a …

Fenprof acusa Governo de eleitoralismo com antecipação de colocação de docentes

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) acusou o Ministério da Educação de ter mais interesse nas eleições do que nas escolas e nos professores, comentando desta forma a antecipação da divulgação das listas de colocação …

Guimarães vê perigo em pedreiras e fecha estrada. Ministério do Ambiente não

A freguesia de Airão Santa Maria tem uma estrada encerrada entre duas pedreiras desde março. A Câmara Municipal de Guimarães entendeu que estava em causa a segurança da população e mandou cortar o caminho com …

Água do mar está mais fria no Algarve do que no Minho (e já se sabe porquê)

Nas regiões mais a sul do país, em especial na costa ocidental mas mesmo em algumas zonas do Algarve, a água do mar está mais fria do que no norte do país. A culpa, escreve o …