Destemida e aventureira. Com apenas 18 anos, Simone Segouin ajudou França a derrotar os nazis

Facebook

Simone Segouin

Quando tinha apenas 18 anos, Simone Segouin juntou-se à Resistência Francesa para capturar as tropas nazis, sabotar os planos alemães e lutar contra o fascismo no seu país.

Apesar de ter abandonado a escola bastante cedo, como parte da Resistência Francesa, a jovem recebeu uma educação diferente das outras meninas da sua idade. Segouin aprendeu a empunhar metralhadoras, descarrilar comboios, e mais tarde matou e capturou nazis, acabando por libertar a sua cidade natal.

Apesar de os livros de história estarem carregados de informações sobre a Segunda Guerra Mundial e os avanços nazis na Europa, os feitos de Segouin e dos seus camaradas não foram oficialmente registados.

Se não fosse a edição de setembro de 1944 da revista LIFE, nenhuma das suas contribuições para o esforço de guerra teria sido lembrada, escreve o ATI.

A imagem da francesa a empunhar uma metralhadora dos alemães correu mundo graças a George Stevens, produtor de Hollywood na época alistado no exército americano.

Simone Segouin, ou melhor, Nicole Minet

Nascida a 3 de outubro de 1925, em Thivars, França, Segouin cresceu nos arredores de Chartres, a cerca de 80 quilómetros de Paris. A jovem foi criada em grande parte pelo pai, um condecorado veterano da Primeira Guerra Mundial.

Com a ascensão do fascismo na Europa e uma economia volátil, Segouin foi educada para se proteger a si aos seus três irmãos.

Quando Adolf Hitler assumiu o poder em 1933, Segouin tinha oito anos. Contudo, quando a Alemanha invadiu França, a família da jovem viu-se obrigada a abandonar a cidade onde viviam e acabou por abandonar a escola para sempre.

Em 1943, aos 17 anos, Segouin conheceu o tenente Roland Boursier, um ex-engenheiro que recrutava jovens para se juntarem à Resistência Francesa contra Hitler.

Rapidamente Segouin comprometeu-se a ajudar Boursier. O responsável ensinou-a a operar uma sub metralhadora alemã, Schmeisser MP-40, e atribui-lhe uma entidade falsa, passando a chamar-se Nicole Minet.

Contribuições históricas

Com o nome Nicole Minet, a jovem conseguiu lutar contra os alemães sem pôr em risco a sua família. Os novos documentos diziam que era de Dunquerque, que tinha acabado de ser bombardeada, tornando difícil de os verificar.

Com um novo nome de guerra e treino com armas no seu currículo, o trabalho de Segouin contra os nazis estava pronto a iniciar-se.

A sua primeira tarefa foi roubar a bicicleta de um administrador alemão. As bicicletas eram a forma mais comum de as pessoas se locomoverem na França ocupada pelos nazis, já que estes reivindicaram todos os carros e os transportes públicos foram praticamente encerrados. Com uma bicicleta, Segouin podia viajar livremente.

O novo veículo também lhe permitiu entregar com eficiência mensagens de esconderijos, que o grupo estabeleceu na cidade. A própria casa de Segouin tornou-se um centro para discutir as operações.

Nesta altura, o seu trabalho e dedicação começaram a ser notados, mas ainda havia muito a fazer.

Durante um acampamento à beira de uma estrada, em 14 de julho de 1944, a jovem e dois dos seus camaradas avistaram dois soldados nazistas que se aproximaram em bicicletas. Segouin e os companheiros não hesitaram e acabaram por matar os invasores. A sua coragem e sangue frio acabaram por marcar a sua participação na guerra.

Posteriormente, Segouin recebeu a Croix de Guerre, uma homenagem francesa, pela sua ajuda na libertação de Paris, dois dias após a libertação de Chartres.

Os últimos anos de Segouin foram menos perigosos, embora o seu serviço nunca tenha cessado.

A jovem nunca casou com o grande amor dos tempos da resistência, Roland Boursier, mas tiveram seis filhos. Graças a figuras femininas como esta, o general De Gaulle não hesitou em dar o voto às francesas assim que a Segunda Guerra Mundial terminou.

Em 2016, Segouin também foi reconhecida pela organização de caridade britânica Soldiering On. Na época, a francesa vivia num asilo de idosos e aceitou a homenagem, relembrando a libertação de Paris.

No ano passado, o jornal britânico Daily Mail descobriu Simone com a viver em Courville-sur-Eure, onde deram o seu o nome a uma rua.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ainda não há planos para vacinar voluntários com AstraZeneca e Johnson & Johnson (nem dados sobre combinação de vacinas)

A vacinação de voluntários com menos de 60 ou 50 anos que aceitem receber as vacinas da AstraZeneca ou da Johnson & Johnson ainda não tem planos ou datas para arrancar. A Comissão de vacinação …

Celebrar ou cancelar Napoleão? 200.º aniversário da morte do imperador desperta debate em França

No 200.º aniversário da morte de Napoleão Bonaparte, o presidente francês Emmanuel Macron optou por fazer o que os seus antecessores evitaram. Ao escolher colocar uma coroa de flores esta quarta-feira no túmulo de Napoleão sob …

Costa começa a namorar a esquerda. Negociações do Orçamento arrancam em julho

O Governo está a preparar-se para arrancar com as reuniões preliminares de negociação do Orçamento do Estado para 2022. O Público avança, esta quinta-feira, que os encontros formais vão ser realizados com os partidos de esquerda …

O orgulho, os milhões da Champions e (talvez) um título estão em jogo neste Clássico

O FC Porto não desiste da corrida pelo título, mas o segundo lugar é a principal luta deste Clássico. A posição dá lugar acesso direto à Liga dos Campeões. Benfica e FC Porto defrontam-se hoje na …

"Crise de saúde global". Biden apoia levantamento das patentes das vacinas (e UE segue o exemplo)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, apoiou a proposta da Organização Mundial do Comércio (OMC) para renunciar às proteções de propriedade intelectual para as vacinas contra a covid-19. "Esta é uma crise de saúde global …

-

Confrontos entre polícia e adeptos em Alvalade. PSP avança com participação ao MP

A chegada da equipa do Sporting ao estádio de Alvalade ficou marcada por confrontos entre vários adeptos e a polícia. A PSP já anunciou que vai fazer uma participação ao Ministério Público. Depois da vitória por …

Centeno pressiona Costa: 6 mil milhões de medidas temporárias devem ser revertidos

Esta quinta-feira, o governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, avisou que "não podemos querer manter no futuro medidas que foram criadas para serem temporárias". As medidas cíclicas e temporárias adotadas no ano passado para responder …

Apoio ao aumento do salário mínimo "vale 84,5 euros por posto de trabalho"

O ministro da Economia explicou que o apoio ao aumento do salário mínimo, que só vai acontecer em 2021 e que custará cerca de 60 milhões de euros ao Estado, corresponde a 84,5 euros por …

Estádio Sp. Braga

Afinal, o Sporting de Braga é mais antigo do que se pensava

Uma investigação de dois sócios do Sporting de Braga descobriu documentos que os levam a concluir que o clube, a comemorar este ano o seu centenário, foi fundado em 1919 e não em 1921. A polémica …

"Espetáculo deplorável". Imigrantes realojados no Zmar de madrugada com forte efetivo policial

Cerca de 50 imigrantes que trabalham na agricultura em Odemira foram realojados durante a noite no complexo turístico Zmar e na Pousada da Juventude de Almograve, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil. Segundo o …