Destemida e aventureira. Com apenas 18 anos, Simone Segouin ajudou França a derrotar os nazis

Facebook

Simone Segouin

Quando tinha apenas 18 anos, Simone Segouin juntou-se à Resistência Francesa para capturar as tropas nazis, sabotar os planos alemães e lutar contra o fascismo no seu país.

Apesar de ter abandonado a escola bastante cedo, como parte da Resistência Francesa, a jovem recebeu uma educação diferente das outras meninas da sua idade. Segouin aprendeu a empunhar metralhadoras, descarrilar comboios, e mais tarde matou e capturou nazis, acabando por libertar a sua cidade natal.

Apesar de os livros de história estarem carregados de informações sobre a Segunda Guerra Mundial e os avanços nazis na Europa, os feitos de Segouin e dos seus camaradas não foram oficialmente registados.



Se não fosse a edição de setembro de 1944 da revista LIFE, nenhuma das suas contribuições para o esforço de guerra teria sido lembrada, escreve o ATI.

A imagem da francesa a empunhar uma metralhadora dos alemães correu mundo graças a George Stevens, produtor de Hollywood na época alistado no exército americano.

Simone Segouin, ou melhor, Nicole Minet

Nascida a 3 de outubro de 1925, em Thivars, França, Segouin cresceu nos arredores de Chartres, a cerca de 80 quilómetros de Paris. A jovem foi criada em grande parte pelo pai, um condecorado veterano da Primeira Guerra Mundial.

Com a ascensão do fascismo na Europa e uma economia volátil, Segouin foi educada para se proteger a si aos seus três irmãos.

Quando Adolf Hitler assumiu o poder em 1933, Segouin tinha oito anos. Contudo, quando a Alemanha invadiu França, a família da jovem viu-se obrigada a abandonar a cidade onde viviam e acabou por abandonar a escola para sempre.

Em 1943, aos 17 anos, Segouin conheceu o tenente Roland Boursier, um ex-engenheiro que recrutava jovens para se juntarem à Resistência Francesa contra Hitler.

Rapidamente Segouin comprometeu-se a ajudar Boursier. O responsável ensinou-a a operar uma sub metralhadora alemã, Schmeisser MP-40, e atribui-lhe uma entidade falsa, passando a chamar-se Nicole Minet.

Contribuições históricas

Com o nome Nicole Minet, a jovem conseguiu lutar contra os alemães sem pôr em risco a sua família. Os novos documentos diziam que era de Dunquerque, que tinha acabado de ser bombardeada, tornando difícil de os verificar.

Com um novo nome de guerra e treino com armas no seu currículo, o trabalho de Segouin contra os nazis estava pronto a iniciar-se.

A sua primeira tarefa foi roubar a bicicleta de um administrador alemão. As bicicletas eram a forma mais comum de as pessoas se locomoverem na França ocupada pelos nazis, já que estes reivindicaram todos os carros e os transportes públicos foram praticamente encerrados. Com uma bicicleta, Segouin podia viajar livremente.

O novo veículo também lhe permitiu entregar com eficiência mensagens de esconderijos, que o grupo estabeleceu na cidade. A própria casa de Segouin tornou-se um centro para discutir as operações.

Nesta altura, o seu trabalho e dedicação começaram a ser notados, mas ainda havia muito a fazer.

Durante um acampamento à beira de uma estrada, em 14 de julho de 1944, a jovem e dois dos seus camaradas avistaram dois soldados nazistas que se aproximaram em bicicletas. Segouin e os companheiros não hesitaram e acabaram por matar os invasores. A sua coragem e sangue frio acabaram por marcar a sua participação na guerra.

Posteriormente, Segouin recebeu a Croix de Guerre, uma homenagem francesa, pela sua ajuda na libertação de Paris, dois dias após a libertação de Chartres.

Os últimos anos de Segouin foram menos perigosos, embora o seu serviço nunca tenha cessado.

A jovem nunca casou com o grande amor dos tempos da resistência, Roland Boursier, mas tiveram seis filhos. Graças a figuras femininas como esta, o general De Gaulle não hesitou em dar o voto às francesas assim que a Segunda Guerra Mundial terminou.

Em 2016, Segouin também foi reconhecida pela organização de caridade britânica Soldiering On. Na época, a francesa vivia num asilo de idosos e aceitou a homenagem, relembrando a libertação de Paris.

No ano passado, o jornal britânico Daily Mail descobriu Simone com a viver em Courville-sur-Eure, onde deram o seu o nome a uma rua.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Um boneco do Super-Homem a voar

Indianos declaram "guerra" ao Super-Homem e à Mulher-Maravilha

Injustice, o último filme de animação da DC Comics, deixou alguns indianos muito perto de um ataque de fúria. Cenas em que o Super-Homem e a Mulher-Maravilha surgem a lutar contra militares indianos e a …

Alec Baldwin

Hollywood em choque. Alec Baldwin recebeu arma carregada, mas disseram-lhe que estava "fria"

A morte da directora de fotografia Halyna Hutchins, depois de ter sido atingida pelo actor Alec Baldwin durante as filmagens de "Rust", deixou o mundo de cinema de Hollywood abalado. E ninguém percebe como é …

Provedor da Santa Casa sob suspeita. Renda com desconto, gastos e bolsa investigados

A Polícia Judiciária (PJ) apreendeu documentos e computadores ao provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), Edmundo Martinho, e à professora Maria da Luz Cabral. Em causa estarão suspeitas relacionadas com despesas, uma …

O empresário John Textor

FC Porto tenta desviar John Textor. Empresário só quer o Benfica

John Textor foi abordado várias vezes nos últimos meses por intermediários alegadamente com ligações ao FC Porto, que procuravam levar o empresário a investir na SAD azul e branca. Mas o empresário assegura que, em …

Biden adia publicação de arquivos sobre assassinato de John F. Kennedy

A Casa Branca informou esta sexta-feira que irá adiar a publicação de documentos confidenciais relacionados com o assassinato do presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy. O atual presidente norte-americano, Joe Biden, afirmou em comunicado que …

Dirigente da Al-Qaida abatido na Síria em ataque com drone

O exército norte-americano anunciou esta sexta-feira ter abatido um dirigente do grupo extremista Al-Qaida, num ataque com 'drone' na Síria. "Um ataque aéreo norte-americano realizado esta sexta-feira no noroeste da Síria matou o dirigente da Al-Qaida …

"Venezuelização" do país. Governo arrasado pelos descontos para os combustíveis no IVAucher

O anúncio do Governo de um desconto de 10 cêntimos por litro de combustível abastecido, através do programa IVAucher, está a ser duramente criticado por muitos portugueses. E há até quem fala na "venezuelização" do …

covid, Lisboa

Plano da DGS avança os três cenários que podem levar a novo confinamento

A Direcção-Geral da Saúde publicou o plano de combate à pandemia para este Outono / Inverno com base em três cenários. O surgimento de uma nova variante com características que permitam a evasão do vírus …

A tábua babilónica que se descobriu ter a representação de um fantasma.

Tábua babilónica tem a mais antiga figura de um fantasma (e explica como livrar-se dele)

Foi oficialmente descoberta a representação mais antiga de um fantasma numa tábua de argila babilónica com 3.500 anos, que estava guardada no Museu Britânico, em Londres. A ilustração estava no museu desde o século XIX, mas …

Eleições ou continuar a governar se o OE chumbar? "Estou preparado para tudo".

O primeiro-ministro disse esta sexta-feira estar preparado para continuar a governar, mesmo que o Orçamento para 2022 chumbe, mas adiantou que respeitará se o Presidente da República tiver um entendimento diverso e convocar eleições antecipadas. Esta …