Justiça decide que “noiva do Daesh” pode voltar ao Reino Unido para contestar perda de nacionalidade

(dr) BBC News

Shamima Begum, a jovem britânica que fugiu para a Síria para se juntar ao Daesh

A justiça britânica decidiu, esta quinta-feira, que a britânica pode voltar ao Reino Unido para contestar a decisão que lhe retirou a nacionalidade. O Ministério do Interior já anunciou que vai recorrer.

O Tribunal de Recurso britânico decidiu, esta quinta-feira, que Shamima Begum deve ser autorizada a regressar ao Reino Unido para contestar a decisão do Ministério do Interior, que lhe retirou a nacionalidade britânica, avança o jornal The Guardian.

A jovem, agora com 20 anos, foi uma das três raparigas britânicas que, em 2015, fugiram para a Síria para se juntarem a um grupo do Daesh. Foi encontrada, quatro anos depois, grávida, num campo de refugiados no mesmo país. Os dois primeiros filhos morreram.

Confrontado com o desejo da jovem, de origem bengali, em voltar ao seu país, o Governo britânico invocou questões de segurança nacional. Ben Wallace, na altura ministro da Segurança, afirmou que não iria “pôr em perigo a vida dos britânicos para ir buscar terroristas ou ex-terroristas de um estado falhado”. Agora, a Justiça britânica intercedeu por Shamima.

“A imparcialidade e a justiça devem, tendo em conta os factos deste caso, ultrapassar as preocupações com a segurança nacional, para que seja autorizada a apresentação de um recurso”, disseram os juízes, citados pela BBC.

Os magistrados consideraram ainda que se a jovem for, de facto, um risco para a segurança do país “poderá ser presa e acusada” quando chegar ao Reino Unido, ficando detida até ao seu julgamento.

O Ministério do Interior já reagiu à decisão do tribunal, tendo considerado que foi “muito dececionante”, e que vai pedir autorização para recorrer.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Uma vergonha permitir que possa sequer por um pé na Europa. Terroristas não têm direitos, abdicaram deles quando decidiram pelo terrorismo.
    Já agora… “bangladeshi”? Que raio de palavra é esta? Se é de Bengala é bengalesa.

  2. A Justiça Britânica (a ser verdade), vem de autorizar esta anormal a por os pés em território Britânico, talvez seja para homenagear as vitimas esfaqueadas e assassinadas de outras formas em Inglaterra por estes assassinos aos quais se juntaram Estas e Outras cúmplices. Por outro lado se for para a prender e condenar, então sim deixem-a regressar, os calabouços da torre de Londres ainda devem servir para tais criaturas !

  3. Se a Justiça inglesa os tiver no sítio, não deixa entrar no país uma gaja que sabia que ia ajudar a matar inocentes cujos futuros ”maridos” degolaram e estriparam pessoas que não tinham nada a ver. Gostava que lhe fizessem o que ela ou os ‘maridos’ fizeram e, nem um passo para entrar no Reino Unido. Deixem-na estar na Síria ou no diabo que a carregue. Tão valentes quando saem e tão cobardes e pedinchões quando chegam. Rua!

RESPONDER

Mais cinco mortes e 899 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta sexta-feira, mais cinco mortes e 899 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quinta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

Governo de Bolsonaro bate recorde de aprovação durante a pandemia

A aprovação do Governo brasileiro, presidido por Jair Bolsonaro, subiu para 40%, a maior percentagem desde o início do seu mandato, iniciado em janeiro de 2019, segundo uma sondagem do Instituto Ibope divulgada na quinta-feira. A …

Número de casos baixa nos EUA. Na Bélgica, deixa de ser obrigatório usar máscara na rua

A pandemia tem assolado toda a população mundial, mas há países que têm sofrido mais com o aumento de número de infetados e com mortes. Apesar de serem um dos países mais afetados, os EUA …

Seis enfermeiros infetados e cirurgias canceladas no hospital de Beja

O hospital de Beja detetou esta quinta-feira seis enfermeiros do bloco operatório infetados com Covid-19 e cancelou algumas cirurgias programadas por questões de segurança, disse à agência Lusa a presidente da Unidade Local de Saúde …

Reformas na função pública subiram para 43% (e um quinto são professores)

Mais de 6.500 trabalhadores das administrações públicas aposentaram-se na primeira metade deste ano, o que representa um crescimento de 43% face ao mesmo período de 2019. A maioria das saídas deriva de áreas como a …

“Arma de diagnóstico”. Teste que distingue covid-19 de outras infeções respiratórias chega a Portugal

A Unilabs vai disponibilizar um teste que permite “diferenciar o novo coronavírus de outros tipos de infeções respiratórias sazonais”, auxiliando os clínicos a realizarem diagnósticos mais precisos. “A ideia era tentarmos ter uma ferramenta de diagnóstico …

Jovem de 23 anos morre baleada em ação da PSP. Polícias vão alegar legítima defesa

Uma jovem de 23 anos morreu, na madrugada de quinta-feira, na sequência de ferimentos causados por uma arma de fogo, após uma intervenção policial em São João da Madeira. A mulher, de 23 anos, morreu na …

PS recua nas petições e propõe 7.500 assinaturas para ultrapassar veto de Marcelo

O PS vai avançar com uma proposta de alteração que coloca nos 7.500 o número de assinaturas necessário para que uma petição seja discutida na Assembleia da República.  O objetivo do PS é contornar o veto …

Rui Rangel endividava-se, teve execuções fiscais e contas penhoradas

Rui Rangel teve vários processos de execução fiscal por falta de pagamentos de impostos e até contas penhoradas. Era o seu alegado testa-de-ferro que o ajudava a regularizar os pagamentos. Era comum o ex-juiz Rui Rangel …

Todos os dias, 500 famílias pedem à EDP para pagarem a luz em prestações

Desde o início da pandemia até ao fim de agosto, 500 famílias pediram diariamente ajuda à EDP para pagarem a fatura da luz em prestações. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia …