Três homens tentaram serrar as pernas de triatleta sul-africano

Mhlengi Gwala foi agredido por três homens que lhe tentaram serrar as pernas. O tiatleta sul-africano está hospitalizado e aguarda cirurgia.

Gwala foi atacado por três homens que, com um serrote, tentaram cortar-lhe as duas pernas – as mesmas que usa para correr, nadar e pedalar, já que é triatleta.

Depois do ataque, Mhlengi Gwala conseguiu pedir ajuda. Esteve em risco de amputação, mas, de acordo com Sandile Shange, um dos atletas que costuma treinar com Mhlengi Gwala, o jovem de 27 anos que dentro de um mês ia participar nos campeonatos nacionais da África do Sul, está estável e sem correr perigo de vida.

No ataque, nada foi roubado: nem o telemóvel, nem a carteira, nem a bicicleta que estava a usar para praticar para o triatlo.

Começaram por lhe serrar a perna direita e só pararam quando chegaram ao osso e não conseguiram continuar e foi então que começaram a serrar a perna esquerda do atleta. O ataque foi interrompido quando os atacantes avistaram alguém e fugiram, conta a BBC.

Depois disso, o atleta arrastou-se até à estrada onde pediu ajuda. Apesar da violência do ataque, a serra não atingiu nenhuma artéria principal e os cirurgiões estão confiantes de que podem salvar a perna direita, que foi serrada até ao osso.

Não existe ainda uma explicação para o ataque de que o atleta foi alvo, mas um roubo não parede ter sido o motivo: Gwala ofereceu o telemóvel, a carteira e a bicicleta aos assaltantes, mas estes recusaram.

Henri Schoeman, tratleta que ganhou a medalha de bronze para a África do Sul nas Olimpíadas de Rio de Janeiro, em 2016, usou o Twitter para fala sobre o ataque que descreveu como “absolutamente nojento” e questionou sobre a segurança das estradas na África do Sul.

Mhlengi Gwala tinha superado os as vícios de drogas e álcool no passado e tinha vindo a representar o seu país em competições internacionais, como em Chicago, em 2015, e na Holanda, no ano passado.

O vice-ministro sul-africano do Desporto Gert Oosthuizen, classificou o ataque de “totalmente inaceitável” e disse que a polícia está a investigar o caso como tentativa de homicídio.

Entretanto, foi anunciada uma iniciativa de crowdfunding na página do Ironman África do Sul, através da plataforma “BackABuddy”, intitulada “Vamos trazer Mhlengi de volta à sua bicicleta” e que pretende recolher verbas para os tratamentos médicos e recuperação total do triatleta. Do valor definido como meta – 750 000.00 rands – já foram angariados 488 916.36 rands e dezenas de pessoas têm deixado comentários de apoio a Mhlengi Gwala.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A África do Sul tornou-se num país inabitável.
    E a imprensa tem andado muito calada acerca dos planos do governo para uma reforma agrária que envolve expropriações de agricultores brancos SEM indemnizações!

RESPONDER

Sporting 2-1 Santa Clara | Super-Coates volta a ser herói

Arrancado a ferros… à campeão? O Sporting esteve a poucos segundos de registar o terceiro empate em casa, perante um Santa Clara que não foi em nada inferior aos “leões” e até conseguiu ser superior em …

Os gatos demonstram ser menos leais do que os cães (mas pode haver uma razão)

Ainda existe um estereótipo sobre a diferença entre cães e gatos. Normalmente as pessoas associam os cães a animais amorosos e leais, enquanto os gatos são tidos como distantes e indiferentes. Um novo estudo pode …

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …