Três homens tentaram serrar as pernas de triatleta sul-africano

Mhlengi Gwala foi agredido por três homens que lhe tentaram serrar as pernas. O tiatleta sul-africano está hospitalizado e aguarda cirurgia.

Gwala foi atacado por três homens que, com um serrote, tentaram cortar-lhe as duas pernas – as mesmas que usa para correr, nadar e pedalar, já que é triatleta.

Depois do ataque, Mhlengi Gwala conseguiu pedir ajuda. Esteve em risco de amputação, mas, de acordo com Sandile Shange, um dos atletas que costuma treinar com Mhlengi Gwala, o jovem de 27 anos que dentro de um mês ia participar nos campeonatos nacionais da África do Sul, está estável e sem correr perigo de vida.



No ataque, nada foi roubado: nem o telemóvel, nem a carteira, nem a bicicleta que estava a usar para praticar para o triatlo.

Começaram por lhe serrar a perna direita e só pararam quando chegaram ao osso e não conseguiram continuar e foi então que começaram a serrar a perna esquerda do atleta. O ataque foi interrompido quando os atacantes avistaram alguém e fugiram, conta a BBC.

Depois disso, o atleta arrastou-se até à estrada onde pediu ajuda. Apesar da violência do ataque, a serra não atingiu nenhuma artéria principal e os cirurgiões estão confiantes de que podem salvar a perna direita, que foi serrada até ao osso.

Não existe ainda uma explicação para o ataque de que o atleta foi alvo, mas um roubo não parede ter sido o motivo: Gwala ofereceu o telemóvel, a carteira e a bicicleta aos assaltantes, mas estes recusaram.

Henri Schoeman, tratleta que ganhou a medalha de bronze para a África do Sul nas Olimpíadas de Rio de Janeiro, em 2016, usou o Twitter para fala sobre o ataque que descreveu como “absolutamente nojento” e questionou sobre a segurança das estradas na África do Sul.

Mhlengi Gwala tinha superado os as vícios de drogas e álcool no passado e tinha vindo a representar o seu país em competições internacionais, como em Chicago, em 2015, e na Holanda, no ano passado.

O vice-ministro sul-africano do Desporto Gert Oosthuizen, classificou o ataque de “totalmente inaceitável” e disse que a polícia está a investigar o caso como tentativa de homicídio.

Entretanto, foi anunciada uma iniciativa de crowdfunding na página do Ironman África do Sul, através da plataforma “BackABuddy”, intitulada “Vamos trazer Mhlengi de volta à sua bicicleta” e que pretende recolher verbas para os tratamentos médicos e recuperação total do triatleta. Do valor definido como meta – 750 000.00 rands – já foram angariados 488 916.36 rands e dezenas de pessoas têm deixado comentários de apoio a Mhlengi Gwala.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A África do Sul tornou-se num país inabitável.
    E a imprensa tem andado muito calada acerca dos planos do governo para uma reforma agrária que envolve expropriações de agricultores brancos SEM indemnizações!

RESPONDER

Buraco na camada de ozono ultrapassa o tamanho da Antártida

A dimensão do buraco na camada de ozono no hemisfério sul ultrapassou o tamanho da Antártida, continente com cerca de 14 milhões de quilómetros quadrados, anunciou hoje o serviço europeu Copernicus, de monitorização da atmosfera. “O …

Políticos e especialistas querem legalizar canábis (com impostos para prevenir o consumo)

Um grupo de 65 personalidades, entre especialistas médicos e ex-ministros, apela à legalização da canábis, considerando que é a melhor forma de prevenir o consumo desta droga, nomeadamente através dos impostos aplicados ao sector. Esta carta …

Mais 1062 casos e seis mortes por covid-19. Internamentos continuam em queda

Há actualmente 497 doentes internados, menos 30 pessoas do que no último balanço. Mais seis pessoas morreram de covid-19 nas últimas 24 horas. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortes e mais 1062 casos …

Crescimento sustentado da economia dá margem ao Governo nas negociações para OE

Governo tem a seu favor uma evolução positiva das receitas fiscais, o que lhe deverá permitir metas mais ambiciosas de redução do défice ou, em alternativa, assumir mais medidas com impacto negativo no orçamento. O crescimento …

Portugal contratou mais professores, mas salários baixaram

Em ano de pandemia, um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) mostra as diferenças que existem nas carreiras dos professores na Europa e em Portugal. O reforço do número de professores no …

Afinal, a crise no transporte marítimo mundial não vai estragar o Natal - pelo menos em Portugal

O transporte de mercadorias está a desacelerar na Ásia e o aumento dos custos está a causar uma onda preocupação na distribuição. Porém, o problema não se deverá fazer sentir na época de Natal. A falta …

Líder do Estado Islâmico no Grande Saara morto por forças francesas

O Presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou esta madrugada que o líder do grupo terrorista "Estado Islâmico no Grande Saara" (EIGS), Adnan Abu Walid Sahraoui, foi "neutralizado" por forças militares francesas. "Trata-se de um novo grande sucesso …

Portugal vai ser o país europeu com mais escalões de IRS

Com o desdobramento do terceiro e do sexto escalão de IRS, Portugal será, a par do Luxemburgo, o país europeu com mais níveis na tabela de taxas de imposto. As mexidas nos escalões de IRS já …

Fisco enviou 50 mil notificações de IUC indevidas e vai anulá-las

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou o envio de cerca de 50 mil notificações indevidas para pagamento do IUC, que serão anuladas. A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou o envio de cerca de 50 …

A dança das cadeiras de Boris está a ser interpretada como uma preparação das próximas eleições

A remodelação governamental que Boris Johnson levou a cabo esta quarta-feira está a ser lida como uma preparação para as próximas eleições, ainda que o calendário político não exija uma ida às urnas antes de …