Arbitragem, relvado e azar. Sérgio Conceição explica deslize com o Belenenses

José Coelho / Lusa

Sérgio Conceição

Desde a arbitragem ao relvado e de o azar à falta de discernimento, Sérgio Conceição explicou o empate contra o emblema de Belém. A equipa de arbitragem foi a principal visada.

O FC Porto não foi além de um empate na visita ao Jamor, ante o Belenenses. Com esta escorregadela, os ‘dragões’ somaram o segundo empate no campeonato e viram o Benfica fugir na liderança, agora com mais quatro pontos. Por seu lado, a formação lisboeta passou a contabilizar 15 pontos e ocupa 12º posto da tabela classificativa.

Depois do jogo dos portistas, Sérgio Conceição mostrou-se irritado com a equipa de arbitragem, culpando-a pelo desfecho do jogo.

“Entrámos bem, tivemos situações. Eles a primeira vez que vão à baliza fazem golo, com mão no meio-campo. Se existe VAR, é para se utilizar“, disse o treinador ‘azul e branco’, citado pelo jornal A BOLA.

“Depois fizemos um golo e aí o VAR apareceu. Depois fizemos golo e com um relvado melhor podíamos ir para o intervalo em vantagem”, acrescentou, deixando críticas ao relvado do Jamor, que não se apresentava nas melhores condições.

As estatísticas acabam por demonstrar uma certa superioridades do FC Porto, mas, na realidade, a partida acabou por se revelar muito mais equilibrada. Ambas as equipas tiveram oportunidades de chegar ao golo, acabando por se revelar ineficazes à frente da baliza. No entanto, Conceição tem uma opinião diferente.

No segundo tempo não me lembro de um remate deles. Atirámos ao poste, tivemos várias oportunidades, mas também precisávamos de mais discernimento. Com o Belenenses lá atrás, com perdas de tempo constante, ficou mais difícil. Os jogadores estão frustrados, jogámos até aos 95 [minutos] mas deviam ter sido 100″, atirou.

As críticas à arbitragem continuaram durante toda a conferência de imprensa após a partida. Questionado sobre a luta pelo título, o treinador portista defende que não é uma corrida a dois e, ironicamente, inclui a equipa de arbitragem na disputa.

“Corrida a dois? Acrescento as equipas históricas candidatas ao título e as equipas de arbitragem. Foi o ano passado e agora este ano com este senhor“, disse, referindo-se ao árbitro do encontro, João Pinheiro. “Assim fica mais difícil, mas não atrapalha nada. Temos de ganhar os jogos todos que faltam”, salientou.

No final da partida, Sérgio Conceição dirigiu-se a João Pinheiro, trocando algumas palavras com o juiz da partida. Aos jornalistas, o timoneiro dos ‘dragões’ recusou-se comentar sobre o que foi dito: “Ficou entre mim e ele”.

O jornalista Fernando Guerra, em declarações esta manhã à SIC Notícias, acusou o FC Porto de se queixar da arbitragem quando as coisas não estão a correr bem. “É uma estratégia de pressão“, explicou.

“Nós hoje lemos os jornais e os especialistas o que é que dizem? Arbitragem exemplar, nota máxima para o árbitro. Então o que é que se passou? Não se passou nada. Não teve nada a ver com os árbitros. Teve a ver com a exibição pouco conseguida do Porto“, disse.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

    • Interessante ver as declarações antes em que fazia pouco do Lage por pedir um relvado novo no estadio da Luz, com declarações que o relvado não era problema, que tinham de trazer os 3 pontos, etc…

      Agora, afinal o relvado teve impacto, o golo do belenenses foi por culpa do VAR, etc …
      A falta de coerência e a inocência estratégica para convencer os adeptos de uma suposta falta que o VAR deixou passar, mostra um claro desespero e uma falta de respeito pelo futebol e os seus adeptos.
      Pedem mão no inicio da jogada, mas em primeiro lugar, não é considerado mão porque o jogador não altera os a area do corpo, o remate é feito muito perto do jogador e se não fosse a mão a bola embateria claramente no peito. Em segundo lugar, o inicio da jogada é quando o Belenenses recupera a bola, depois deste lance a bola ainda fica em poder do Porto, o corte acontece no lance a seguir.

  1. Para acabar com as polémicas eu colocava o macaco a arbitrar o Porto e o Catão a arbitrar o Benfica em todos os jogos.
    Mesmo assim ainda tenho dúvidas que fosse tudo a gosto deste senhor.

  2. Toda a gente critica o Porto mas eu acho que têm razão, o Benfica tem estado a ser beneficiado, aliás os 4 golos no Bessa deviam ter sido anulados, ninguém se lembra mas houve uma jogada em que a bola tocou na mão do jogador do Benfica à cerca de 1 mês atrás . Parece-me ser mais que razão para anular golos para o resto da época.

    • E olhe que o caro Carlos tem toda a razão. Se bem se lembrar, remontando um pouco mais atrás à famigerada mão de Vata, tudo o que se passou desde esse momento deveria ficar sem efeito. E eu sou Portista e nem sou fanático. Um fanático iria buscar um qualquer lance do Humberto Coelho a dar pau em algum avançado.

RESPONDER

OMS considera cada vez mais improvável segunda grande vaga

A diretora do departamento de Saúde Pública da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje que é "cada vez mais" improvável uma segunda grande vaga do novo coronavírus, mas aconselhou muita prudência. Em entrevista à rádio …

Açores reabrem creches e jardins de infância. Aulas de 11.º e 12.º também em São Miguel

As respostas sociais, encerradas devido à pandemia, reabrem esta segunda-feira no Pico, Faial, Terceira e São Jorge, e na ilha de São Miguel são retomadas as aulas dos 11.º e 12.º anos para alunos inscritos …

"Há muita gente a passar fome" no sector das Artes (alguns artistas receberam 50 euros de apoio)

Não vai haver condições para abrir muitas salas de espectáculos a 1 de Junho, como está permitido, alerta-se no sector das Artes, onde há "há muita gente a passar fome". Alguns artistas só conseguiram receber …

Cancelamento de consultas leva a quebra de vacinação contra a pneumonia

O cancelamento ou adiamento de milhares de consultas levou a uma quebra na vacinação contra a pneumonia. É preciso "voltar a dar confiança às pessoas para que regressem aos estabelecimentos de saúde", apela o Mova. De …

Há 11.636 casos activos de covid-19 em Portugal (e duas crianças nos Cuidados Intensivos)

Portugal regista esta segunda-feira 1.330 mortes relacionadas com a covid-19, mais 14 do que no domingo, e 30.788 infectados, mais 165, segundo o boletim da Direcção-Geral da Saúde (DGS). Há duas crianças internadas nos Cuidados …

"O que se passa com enfermeiros e lay-off é uma vergonha." Marques Mendes também fala dos "4 contratos" do Novo Banco

António Costa e Rui Rio "não têm a coragem de dizer a verdade" no âmbito da polémica do Novo Banco, critica o comentador Luís Marques Mendes, considerando que ambos procuram sacudir água do pacote. Na …

"Nenhuma era apenas um número". NYT dedica toda a primeira página a mil vítimas da pandemia

Mil nomes de pessoas numa primeira página. O jornal norte-americano The New York Times dedicou a primeira página da edição deste domingo a mil vítimas mortais da pandemia de covid-19, para assinalar a iminente passagem …

A economia é a vítima colateral da estratégia singular da Suécia

A Suécia deixou nas mãos dos cidadãos a responsabilidade pela sua saúde e a abordagem relaxada do país em relação à pandemia de covid-19 trouxe resultados negativos. O Governo sueco não impôs um confinamento à população …

Polícia de Hong Kong detém 180 manifestantes. E elogia lei da segurança nacional

A polícia de Hong Kong elogiou a lei da segurança nacional chinesa, horas depois de ter detido pelo menos 180 manifestantes que protestaram, este domingo, contra a legislação anunciada por Pequim. O comissário da polícia, Tang Ping-keung, …

Pinto da Costa recandidata-se a "pensar nas dificuldades do presente"

Pinto da Costa admitiu, este domingo, no lançamento do site oficial da recandidatura à presidência do FC Porto, que vai a eleições "a pensar nas dificuldades tremendas do presente". No site oficial da sua candidatura, Pinto …