Sensores em lentes de contacto podem vir a analisar sangue e detetar doenças

As lentes de contacto poderão, no futuro, ter sensores que permitem fazer análises ao sangue, detetar doenças e fazer testes de consumo de drogas, concluiu uma experiência apresentada esta terça-feira nos EUA.

“Estes biossensores não vão levar os laboratórios de análises à falência mas creio que podemos fazer muitos diagnósticos com informação que pode ser extraída das lágrimas”, afirmou um dos investigadores, Gregory S. Herman.

O controlo permanente dos níveis de glucose no sangue, em vez das picadas para extrair uma gota de sangue a que os diabéticos estão habituados, ajuda a reduzir os problemas provocados por aquela doença.

A maior parte dos dispositivos usados atualmente para isso depende da colocação de elétrodos em vários locais do corpo debaixo da pele, o que pode ser doloroso e provoca irritações cutâneas ou infeções.

Herman indicou que o sistema de biossensores nas lentes de contacto pode eliminar muitos destes problemas, para além de ser invisível.

Em teoria, mais de 2.500 sensores, cada um dedicado a uma função diferente, podem ser embutidos num milímetro quadrado de uma lente de contacto. Quando o sistema estiver afinado, poderão transmitir leituras para telemóveis ou outros dispositivos que usam tecnologia sem fios.

Gregory Herman indicou que os sensores já foram usados em cateteres para medir os níveis de ácido úrico e que poderá demorar mais de um ano para completar um protótipo que possa ser testado em animais.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …