As sementes do dente-de-leão são ótimos objetos voadores (e a Ciência descobriu porquê)

Uma equipa de cientistas estudou a ligação entre o número de cerdas em sementes de dente-de-leão e a capacidade dessas sementes viajarem longas distâncias de maneira estável.

As sementes de dente-de-leão conseguem viajar vários quilómetros antes de pousar e essa habilidade torna-as particularmente eficientes. No ano passado, cientistas da Universidade de Edimburgo propuseram-se a analisar mais de perto estas sementes.

A equipa descobriu que, à medida que as sementes flutuam no ar, um anel estável e separado de fluido circulante – chamado anel vórtice – forma-se sobre o pappus das sementes (a coleção em forma de disco de cerdas brancas que funciona como uma espécie de para-quedas), mantendo as sementes lá no alto.

Recentemente, cientistas da École polytechnique fédérale de Lausanne (EPFL), na Suíça, em parceria com cientistas da Universidade de Pisa, na Itália, e da Universidade de Twente, na Holanda, levaram esta investigação ainda mais longe.

De acordo com o Tech Explorist, os cientistas criaram um modelo matemático capaz de simular a dinâmica de fluxo ao redor do pappus à medida que o dente-de-leão se move pelo ar, imitando o anel de vórtice. Através da análise de como as sementes resistem a pequenas turbulências, a equipa conseguiu descobrir que o número de cerdas assume um papel significativo.

O principal autor do artigo científico, Giuseppe Ledda, afirmou que as cerdas têm um papel crucial na estabilidade do voo. “O nosso modelo calculou que o número máximo de cerdas para um voo estável ronda em torno de 100 e, surpreendentemente, é o número de cerdas que as sementes de dente-de-leão contém naturalmente.

Para que um objeto consiga voar a longas distâncias são precisos dois fatores: a trajetória precisa de ser a mais estável possível e o seu arrasto (a força que o ar exerce sobre o objeto na direção oposta do movimento) tem que ser significativa.

Ledda explicou que ter cerca de 100 cerdas otimiza ambos os fatores: se fossem mais, o anel de vórtice seria demasiado grande e criaria arrasto, mas geraria simultaneamente um voo muito instável; se fossem menos, o anel de vórtice seria muito pequeno, o que criaria boa estabilidade, mas não o suficiente.

Este processo de modelagem dos mecanismos que ocorrem na natureza forma a base de um campo conhecido como biomimética. Simone Camarri, outra investigadora que participou no estudo, afirmou que esta investigação poderia ir mais além, nomeadamente analisar de que forma a porosidade de um objeto afeta a sua propulsão e a sua estabilidade.

Estas descobertas podem ter aplicações úteis em objetos projetados para funcionar como um pára-quedas. Os resultados foram publicados no início do mês de julho na Physical Review Letters.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Auditorias aos estádios da I Liga devido a casos de racismo começam amanhã

As auditorias aos estádios onde se realizam jogos da I Liga de futebol, motivadas pelos recentes atos de violência e racismo, vão decorrer até março, diz o Ministério da Administração Interna. As auditorias à segurança dos …

Liverpool já tem tantas vitórias como o invencível Arsenal de Wenger

O Liverpool operou esta segunda-feira a reviravolta sobre o West Ham (3-2) e evitou a primeira derrota na Liga inglesa de futebol, repondo a vantagem de 22 pontos para o Manchester City, no jogo que …

Lenine Cunha campeão de triplo e pentatlo em atletismo adaptado

O atleta paralímpico português Lenine Cunha sagrou-se, esta terça-feira, campeão mundial de triplo-salto e pentatlo, em Torun, na Polónia. Ana Filipe venceu a prova de triplo-salto no feminino. Lenine Cunha venceu a medalha de ouro, esta …

Kroos: Não foi fácil "adaptar-nos à falta de 40 ou 50 golos" de Ronaldo

Toni Kroos assumiu que foi difícil para o Real Madrid superar a saída de Cristiano Ronaldo. O alemão realçou a falta dos 40 ou 50 golos marcados pelo português fizeram-se sentir. Em entrevista ao The Athletic, …

Companhias aéreas querem conclusão das "obras urgentes" no aeroporto de Lisboa

A associação das companhias aéreas em Portugal (RENA) pediu ao Governo e à concessionária do aeroporto de Lisboa (ANA) a conclusão imediata "das obras urgentes" na infraestrutura, para além do "desenvolvimento do novo aeroporto" no …

Um em cada três venezuelanos não tem acesso aos alimentos para uma vida saudável

Um em cada três venezuelanos não tem acesso a todos os alimentos necessários para ter uma nutrição saudável, segundo um estudo realizado pelo Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas, divulgado na segunda-feira. De acordo com o …

Barcelona está de olho em Plata (enquanto Sporting o tenta segurar)

Gonzalo Plata tem impressionado ao serviço do Sporting e, por isso, os 'leões' querem comprar a outra metade do passe do jogador. O Barcelona está de olho no jogador. O Sporting está a fazer de tudo …

Angola. Dívidas a construtoras portuguesas alarmam FMI

O Fundo Monetário Internacional (FMI) está preocupado com a dívida de Angola a fornecedores externos, nomeadamente empresas portuguesas do setor da construção. O processo de regularização de dívidas do Estado angolano às construtoras portuguesas está a …

Alex Telles é o defesa mais goleador na Europa

Alex Telles leva oito golos no campeonato e assume-se como o defesa mais goleador na Europa. O brasileiro é também o melhor marcador do FC Porto na liga. Com o golo apontado ao Portimonense na última …

Zero acusa Estado de ter permitido deposição ilegal de amianto em aterros

A associação ambientalista Zero acusa a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) de ter permitido deposições ilegais de resíduos de amianto em aterros sem licença para o efeito durante mais de 10 anos e pede ao …