Linha de Fundo: Seleção com muitos nós

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Seleção portuguesa com uma vitória cinzenta e um empate polémico. Números e frases da semana. Os 216 jogos disputados na Liga e o que falta jogar, visto da Linha de Fundo.

Nação em fúria

  • Sérvia (Aleksandar Mitrovic 46′, Filip Kostic 60′) 2 – 2 Portugal (Diogo Jota 11′, 36′)

Depois de uma primeira parte sorridente, com Portugal a chegar ao intervalo com dois golos de vantagem, tudo de alterou na segunda metade.

A equipa lusa esteve excelente nos primeiros 45 minutos. Plano de jogo posto em prática, ascendente sobre o adversário e o primeiro golo a surgir bem cedo. Diogo Jota, uma das seis novidades apresentadas por Fernando Santos, marcou de cabeça, depois de um bom lance desenhado pelos jogadores portugueses.

Portugal controlava o jogo, esteve bem na exploração dos corredores laterais e a jogar entrelinhas. Mostrando mais capacidade, arte e engenho, Portugal voltou a festejar em Belgrado. Bernardo Silva recebeu a bola de Bruno Fernandes e libertou Cédric para um cruzamento bem medido para novo cabeceamento de Jota. Vantagem merecida, numa primeira parte bem conseguida, boa eficácia ofensiva e rigor defensivo.

No regresso ao jogo a Sérvia mexeu e resultou em cheio. Radonjic entrou para lugar de Vlahovic. O extremo do Marselha demorou poucos tempo a provar que a aposta seria acertada quando cruzou para Aleksandar Mitrović reduzir e fazer o 39.º golo pela sua seleção, especial para o avançado do Fulham que se tornou no maior goleador da história da Sérvia.

A equipa portuguesa acusou o golo, os sérvios cresceram no jogo e conseguiram chegar à igualdade. Mérito sérvio, com o resultado a castigar a apatia portuguesa. Um caso de bipolaridade.

Já no tempo extra (90+5′) a surgir o lance que marca o jogo. Cruzamento largo de Nuno Mendes e Cristiano Ronaldo aproveita a saída em falso do guarda-redes sérvio para rematar para golo. Só que não valeu! A bola passou claramente a linha de golo antes do corte do defesa da Sérvia. Nem o árbitro Danny Makkelie nem o seu auxiliar viram o que foi evidente. Um erro colossal.

Sem VAR nesta fase de qualificação, Portugal ficou sem o golo e sem a vitória. Ronaldo protestou e viu o cartão amarelo. Ficou irritado, voltou as costas ao jogo e a caminho do balneário atirou a braçadeira para o chão. Atitude reprovável do capitão, depois de uma decisão polémica da equipa de arbitragem.

Pouco esplendor de Portugal

  • Portugal (Maksim Medvedev, 36′ p.b.) 1 – 0 Azerbaijão

A maratona rumo ao Campeonato do Mundo Qatar 2022 começou em ritmo lento, num jogo nada inspirado e sem grandes motivos de entusiasmo.

Logo de entrada, Portugal instalou-se no meio campo adversário e foi à procura do primeiro golo do jogo. A equipa do Azerbaijão limitava-se a defender o volume ofensivo da formação portuguesa, com as linhas muito recuadas e juntas.

A formação portuguesa revelou sérias dificuldades em encontrar um final feliz para as várias tentativas de ataque.

O golo acabou por surgiu através de uma infelicidade da equipa adversária. O guarda-redes do Azerbaijão, Mehemmedeliyev, defendeu a bola para frente, tabelou em Medvedev e só parou dentro da baliza azeri.

Frente ao 108.º classificado no ranking da FIFA, Portugal venceu por 1-0. Triunfo pela margem curta e serviços mínimos. Foi um jogo aborrecido de seguir, com a formação lusa, salva por um autogolo, a fazer uma exibição penosa e conservadora em demasia.

Nuno Mendes foi a grande novidade do onze, o 48.º estreante da era Fernando Santos, destaque ainda para a entrada de João Palhinha, o 49.º jogador lançado pelo atual selecionador.

Tal como se esperava, Portugal teve ascendente sobre o Azerbaijão, mas protagonizou uma exibição apagada e sem inspiraçãop no sentido ofensivo.

Muita posse de bola, mas poucas ideias. Sem qualquer brilhantismo, o mais importante foi conseguido: os primeiros três pontos rumo ao Mundial 2022.

Números da Semana

  • 1000 – O selecionador português, Fernando Santos, completou no passado sábado na Sérvia o jogo 1000 como treinador principal. Tudo começou na temporada 1987/88.
    A estreia foi em 10 de janeiro de 1988, num embate do campeonato com o Barreirense (1-1) como treinador do Estoril Praia. Começou no Estoril, passou pelos três grandes e pela Seleção Grécia. Venceu o Campeonato da Europa e a Lida das Nações… e ainda quer vencer o Mundial.
  • 50 – Fernando Santos chegou à 50.ª vitória pela seleção nacional frente ao Azerbaijão, tornando-se no primeiro a atingir essa marca. O treinador de 66 anos estreou-se como selecionador nacional em 11 de outubro de 2014, com uma derrota por 2-1 com a França, num particular realizado em solo gaulês, onde, menos de dois anos depois, viria a comandar Portugal ao maior feito da história.
  • 49 – Nuno Mendes foi o 48.º internacional a ser lançado na Seleção Nacional por Fernando Santos. Chamado pela primeira vez pelo selecionador, o lateral do Sporting merece o estatuto de titular no jogo com o Azerbaijão, disputado em Turim. Há 18 anos que Portugal não estreava um jogador tão jovem como titular. João Palhinha entrou, ao minuto 88, e aumentou a lista.
  • 171 – Cristiano Ronaldo tornou-se o jogador com a carreira mais longa ao serviço da seleção portuguesa, superando Vítor Damas, ao cumprir a 171.ª internacionalização A, 6426 dias depois da primeira.
  • 44 – A participação no jogo de quarta-feira passada com a Ucrânia permitiu a Antoine Griezmann igualar um recorde com mais de 18 anos na seleção francesa.
    O jogador do Barcelona alinhou nos últimos 44 jogos dos Bleus e repetiu um feito que até hoje havia sido alcançado apenas por Patrick Vieira entre outubro de 1999 e outubro de 2002.
  • 271 – Robert Lewandowski isolou-se no 2.º lugar dos goleadores da Bundesliga (271 golos), superando Klaus Fischer (268 golos). Na liderança está Gerd Muller (365 golos).
  • 135 – Luka Modrić cumpriu a 135.ª internacionalização e tornou-se o jogador com mais internacionalizações da Seleção da Croácia.
  • 117 – O avançado Zlatan Ibrahimovic cantou pela primeira vez o hino nacional antes de um jogo, a vitória com a Geórgia (1-0), após uma promessa feita ao selecionador de futebol da Suécia que o fez regressar. “Prometi a Janne Andersson que cantaria. Aprendi a letra”, revelou, após cumprir a 117.ª internacionalização aos 39 anos, numa partida em que se tornou o mais velho jogador de sempre a alinhar pela Suécia. Com 39 anos e 173 dias, o avançado tornou-se o jogador mais velho a representar a seleção da Suécia, superando o guarda-redes Thomas Ravelli (38 anos e 59 dias).
  • 100 – Leonardo Bonucci cumpriu o jogo 100 pela Seleção de Itália (93 a titular). Participou em 2 Mundiais e em 2 Europeus.
  • 100 – Aos 22 anos, Kylian Mbappé chegou aos 100 golos (142 jogos) na Liga francesa: 16 golos pelo Mónaco e 84 golos pelo PSG.
  • 100 – O belga Dries Mertens marcou o seu golo 100 (254 jogos) na Serie A. Está a um golo do melhor marcador de sempre do Nápoles na competição (Antonio Vojak).
  • 17 – A Seleção da Alemanha estabeleceu um novo recorde de vitórias consecutivas nas fases de qualificação para o Mundial UEFA, bateu um recorde que já lhe pertencia: 17 vitórias (desde 2013), 16 vitórias (entre 1969 e 1985).
  • 13 – Miguel Oliveira (KTM) terminou o Grande Prémio do Catar no 13.º lugar, depois de ter partido da 15.ª posição na grelha de partida, do Circuito de Losail. Maverick Viñales (Yamaha) foi o vencedor da primeira corrida da temporada, com Johann Zarco (Ducati) e Francesco Bagnaia (Ducati) a terminar em segundo e terceiro, respetivamente.
  • 7 – João Almeida venceu a classificação da juventude na Volta à Catalunha e terminou em 7.⁰ lugar na classificação geral, subindo ao 6.⁰ lugar do UCI World Ranking 2021.
  • 20 – Um mês e meio depois, os Houston Rockets voltaram a vencer na liga norte-americana de basquetebol (NBA) e acabaram com uma série de 20 derrotas consecutivas, ao baterem os Toronto Raptors por 117-99, no Toyota Center, em Houston.

Frases da Semana

“O árbitro pediu-me desculpa na cabine e disse-me que estava envergonhado. Estive no balneário com ele e pediu-me desculpa. Ele tinha-me dito dentro de campo que ia ver as imagens e que se fosse o caso que me chamava para pedir desculpa… e assim foi. É a segunda vez numa fase de apuramento que me pedem desculpa depois do jogo… Eu disse-lhe dentro de campo que uma prova destas não haver VAR ou linha de baliza… Aliás, uma das coisas que ele me disse é que era importante a linha de golo… mas eu disse-lhe que a bola estava meio metro dentro da baliza. Não havia nenhum obstáculo entre o fiscal de linha e a linha de golo. Mas isto não resolve o problema porque empatámos. Há que repensar. Os árbitros são humanos e erram, mas por isso é que há o VAR e a tecnologia da linha de golo para evitar isto.” Fernando Santos, selecionador de Portugal.

“Ser capitão da Seleção de Portugal é um dos maiores orgulhos e privilégios da minha vida. Dou e darei sempre tudo pelo meu país, isso não vai mudar nunca. Mas há momentos difíceis de lidar, principalmente quando sentimos que está uma nação inteira a ser prejudicada. Levantar a cabeça e encarar já o próximo desafio! Força, Portugal!” Cristiano Ronaldo no Instagram.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Cristiano Ronaldo (@cristiano)

“As pessoas acham que podem discutir sobre futebol com um dos técnicos mais importantes desse desporto. Mas essa é a beleza do futebol. Habituei-me a isso, até aprecio. Mas, não acho que discutam ciência de foguetes com pessoas da NASA.” José Mourinho, treinador do Tottenham.

“Cada ano é diferente. Atualmente o segredo é que os reforços adaptaram-se da melhor maneira ao grupo e ao facto de jogarem ou não, isso faz a diferença. Já vimos em muitos jogos quem sai do banco ser decisivo.” Sebastián Coates, jogador do Sporting CP, entrevista Jornal Record.

“Acho que só uma hecatombe é que vai fazer com que o Sporting não seja campeão. Tem tido mérito, faz grandes jogos e é uma equipa muito sólida, não perdeu ainda e vê-se que, quando entra em campo para disputar um jogo, vai acabar por ganhar.” Carlos Carvalhal, treinador do SC Braga, entrevista RTP.

“Se é indiferente jogar bem ou mal se ganhar? Bem ou mal não. Quem joga mal, não ganha ou dificilmente ganha. Temos de jogar bem para ganhar. Outra coisa é jogar bonito ou feio, que são conceitos distintos. Obviamente que os treinadores querem que as equipas ganhem e joguem muito bem. Porque jogando muito bem surgem outros aspetos do jogo importantes. Agora, se me derem a escolher: ‘vais fazer um jogo muito bom, muito bonito, grande nota artística e empatas?’ Prefiro um jogo com menos nota artística e ganhar.Fernando Santos, selecionador de Portugal.

“Todos os meus jogadores querem vencer um campeonato do Mundo, querem ter essa oportunidade de lutar para vencer, mas há uma coisa que sabem e que é fundamental: têm que ganhar estes jogos de apuramento. O sonho é importante, mas o fundamental é acreditar que o sonho é possível. Se só sonharmos, depois podemos acordar e ser um pesadelo. O que nós dizemos, desde o princípio, é que Portugal tem qualidade, capacidade, organização para poder lutar por qualquer prova em que participe.” Fernando Santos, selecionador de Portugal.

“Sensações muito boas por poder jogar ao pé de jogadores de elite. Estou muito contente por estar aqui. Todos me deram conselhos. É importante para me sentir à-vontade.” Nuno Mendes, jogador do Sporting CP.

“Otávio, desejo-te as maiores felicidades, que continues a contribuir com o teu esforço e valor para as vitórias do FC Porto, que te prepares que vamos ter muitos jogos ainda para ganhar este ano e muitos jogos para pôr os invejosos ainda com mais inveja. Vais contribuir para que as farmácias continuem a vender muitas Rennies.” Pinto da Costa, presidente do FC Porto.

“Sinto-me muito feliz. Sempre disse que queria continuar no FC Porto. Sinto-me em casa no país e no clube. É um sonho realizado. Fico feliz por termos chegado a acordo. Vou tentar dar o meu máximo dentro de campo para trazer mais títulos para este clube.” Otávio, jogador do FC Porto.

“O que o Sérgio Conceição tem feito no FC Porto, pelo FC Porto e pelo futebol português, nomeadamente em termos internacionais… Nós, portugueses, em termos de tamanho, não somos assim tão grandes, mas na vontade, ambição e talento somos do tamanho dos maiores. O que o Sérgio tem feito no FC Porto é algo de notável, histórico. O que conseguiu agora, frente a uma super equipa, com recursos completamente diferentes, é de enaltecer. Tenho o prazer de ter uma boa relação com o Sérgio, de o ter felicitado por telefone várias vezes. Tem feito um trabalho extraordinário.” Abel Ferreira, treinador do Palmeiras.

“A única diferença entre a Libertadores e a Liga dos Campeões é que existe um hino na Champions, que dá um arrepio e nos põe com pele de galinha, e a Libertadores tem o slogan ‘em busca da glória eterna’. São duas competições com uma dimensão e um impacto muito grande.” Abel Ferreira, treinador do Palmeiras.

“A relação com os meus companheiros é ótima. Toda a equipa destaca que temos um grupo fantástico, com uma mescla entre veterania e juventude, que é muito bom, e os miúdos dão uma alegria ao balneário… Esta semana, Quaresma completa 19 anos, TT igual, Inácio já joga como um veterano, mas tem 18/19 anos… Falo muito com o Antunes e com o Coates, que são os mais velhos. Inclusive, a equipa técnica, que são sempre os mais velhos, neste caso, também são jovens… Tanto o Carlos, como o Adélio, como o próprio mister, 23, 24, 25 anos, são como o meu irmão mais novo. Sempre comentamos, porque temos uma idade, 33 anos, mas o resto é muito jovem. Aqui dá para sentir que és muito mais velho.” Antonio Adán, guarda-redes do Sporting CP.

“Os rumores não me interessam. Admito que não estava no meu melhor no início da época e não escondi a frustração. No entanto, estou bem neste momento. O trabalho duro compensou. Estou em forma, os meus movimentos são naturais e sinto-me confiante. Quando as várias contratações foram anunciadas, questionei-me, mas rapidamente percebi que o treinador queria que ficasse. A partir daí só tinha um pensamento em mente: ganhar o meu lugar na equipa. Sei o que posso acrescentar à equipa e hoje os números falam por mim.” Haris Seferovic, jogador do SL Benfica.

“Não podemos ver Cristiano Ronaldo como um problema. É um dos melhores jogadores do mundo, com Lionel Messi. Agora temos outros jogadores que estão muito bem. Mbappé, Haaland e Neymar, mas Ronaldo é um excelente profissional, um jogador que marca em praticamente todos os jogos. É preciso construir uma equipa voltada para Cristiano Ronaldo, essa é uma das chaves.” Alessandro Del Piero, antigo jogador da Juventus.

“O Cristiano Ronaldo é um jogador descomunal, ganhou tudo e não baixa o nível de ambição. A ausência de um jogador assim nota-se sempre. Mas, como é natural, os grandes clubes têm capacidade para dar a volta a situações negativas.” Theo Hernández, jogador do AC Milan.

“A Juventus mandou embora o Sarri que nos últimos 20 ou 30 anos mostrou o melhor futebol em Itália e grande problema era um: Cristiano Ronaldo. Se escolhes o caminho do bom futebol, Ronaldo não é bom. Ele é alguém a quem tens de passar a bola porque marca golos a pensar nos recordes individuais. Ronaldo já não é o que era há quatro anos. Contrataram-no para ganhar a Liga dos Campeões e falharam.” Antonio Cassano, antigo internacional italiano.

“Eu não preciso de comparações com Messi e Ronaldo, provavelmente os melhores de sempre da história do futebol. Ainda me falta muito para atingir os níveis deles.” Erling Haaland, jogador do Borussia Dortmund.

“A minha relação com Ibrahimovic é muito boa. De vez em quando lá levo um raspanete, mas é normal. Quer sempre que eu dê o melhor de mim. Às vezes aperta-nos, Zlatan é Zlatan. Mas também há gargalhadas, brincadeiras… Aquele lado de deus impõe respeito, é o que faz dele o que é.” Theo Hernández, jogador do AC Milan.

“O Haaland é um enorme jogador. Está num nível espetacular. Tem uma potência física admirável. É um dos melhores números nove do mundo, que vai marcar uma era.” Luis Suárez, jogador do Atlético de Madrid.

“Quando o Inter Miami foi anunciado, houve sempre a intenção de falar sobre a contratação de jogadores como Ronaldo, Messi ou Neymar. Essas discussões iam existir sempre. E, na verdade, acho que não é uma decisão difícil, porque Miami é um lugar incrível.” David Beckham, co-proprietário do Inter Miami.

“O plano original era fazer uma só época no Tottenham e, depois do Europeu, voltar ao Real Madrid. Ainda tenho um ano de contrato e tenciono voltar, é o que tenho em mente, sendo honesto.” Gareth Bale, jogador do Tottenham.

“O enorme volume de racismo, bullying e tortura mental que fazem às pessoas é demasiado tóxico para ignorar. Tem de haver alguma responsabilidade. É demasiado fácil alguém criar uma conta, usá-la para fazer bullying e assediar outras pessoas sem qualquer consequência e mesmo assim continuar anónimo. Até isto mudar, terei as minhas contas desativadas em todas as redes sociais. Espero que isso aconteça em breve.” Thierry Henry, antigo internacional francês.

“Confesso que cometo uma batotazinha no Football Manager. Vou ao editor, aumento o meu potencial para 200 e diminuo a idade para 18 anos. Depois pago a cláusula de rescisão ao Braga: 20M€.” Fábio Martins, jogador Al-Shabab FC.

“Sou melhor que Hamilton, Vettel e Raikkonen.” Fernando Alonso, piloto Fórmula 1 (Alpine).

“Tenho contrato por um ano, mas o meu objetivo é fazer mais dois. Já tenho algumas rugas e cabelos brancos, mas enquanto me sentir bem não desisto. Quero pilotar mais dois anos, mas isso depende do que acontecer em 2021. Se me divertir e lutar pelo pódio ou por vitórias, se andar entre os cinco primeiros, vou continuar.” Valentino Rossi, 42 anos, sete títulos mundiais de MotoGP.

Liga NOS: 30 pontos em jogo e tanto para decidir

Faltam dez jornadas para o final do campeonato. A questão do título está bem encaminhada para o Sporting CP, com os leões em contagem decrescente para os festejos. As posições de acesso à Liga dos Campeões, o segundo lugar dá entrada direta, enquanto que o terceiro garante apenas presença no play-off, apresenta um cenário completamente em aberto. É um outro campeonato.

Ao rubro está igualmente a questão da permanência na principal prova do futebol português. Boavista FC, CD Nacional e CS Marítimo, todos com 21 pontos, ocupam os lugares do fundo da classificação. Promete ser uma discussão acessa nas dez jornadas que restam para fechar a Liga 2020/2021.

Aproveitando a última pausa na prova, ficam os números/curiosidades mais significativos do que foi jogado em 24 jornadas, num total de 216 jogos, onde foram marcados 509 golos, média de 2,36 golos por jogo.

Mais vitórias: Sporting CP – 20
Menos vitórias: Boavista FC – 4
Menos derrotas: Sporting CP – 0
Mais derrotas: CS Marítimo – 15
Mais empates: Belenenses SAD – 11
Menos empates: SC Braga – 2
Mais golos marcados: FC Porto – 51
Menos golos marcados: Belenenses SAD – 14
Mais golos sofridos: CD Tondela – 39
Menos golos sofridos: Sporting CP – 11
Maior goleada: Boavista FC 0 – 5 FC Porto (2.ª jornada)
Equipa com mais cartões amarelos: CS Marítimo – 72
Equipa com mais cartões vermelhos: SC Braga – 4
Melhor marcador: Pedro Gonçalves – 15 golos
Árbitro com mais jogos: Rui Costa – 16

Jogos em destaque nas últimas 10 jornadas:

SC Braga-Sporting CP (29.ª jornada)
SL Benfica-FC Porto (31.ª jornada)
SL Benfica-Sporting CP (33.ª e penúltima jornada)

Momento da Semana: Tiro ao VAR

“Nós merecemos respeito. Merecemos respeito. Sou a cara da equipa e tenho de a defender. Não pode ser! “ José Gomes mostrou-se altamente irritado, após o empate em casa frente ao Leganés aos 90+9′, em jogo da 31.ª jornada do segundo escalão do futebol espanhol.

O treinador português não escondeu a insatisfação, defendendo os seus jogadores e a sua equipa… aos gritos na sala de imprensa, com queixas dirigidas ao árbitro López Toca e a Sagués Oskoz (no VAR).

A equipa treinada por José Gomes esteve em vantagem numérica desde os 16 minutos, marcou já nos descontos, mas acabou por sofrer o golo do empate, de grande penalidade, ao nono minuto de tempo extra, lance contestado com veemência. O Almería está agora no terceiro lugar da II Liga espanhola com 57 pontos, menos quatro do que Mallorca, segundo classificado com menos um jogo, e que o líder Espanyol.

Aqui fica o momento. O melhor é mesmo ver:

  Teófilo Fernando, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Nunca percebi porque o Teófilo é o único, por aqui, em ter direito a ter a cara chapada em todos os artigos. Então e a Maria, a Liliana ou a Ana ?

RESPONDER

Apenas 14% das vacinas prometidas aos países mais pobres foram efetivamente entregues

Apesar das promessas deixadas por muitos dos países mais ricos e desenvolvidos, número de vacinas que chegou aos territórios é ainda muito baixo, o que pode comprometer os avanços já conseguidos. Apenas uma em sete doses …

Presidente da Coreia do Sul anuncia fracasso da colocação de satélite em órbita

O primeiro foguetão espacial fabricado pela Coreia do Sul falhou a colocação em órbita da sua carga, um satélite simulado de 1,5 toneladas, apesar de o lançamento ter tido sucesso, disse o Presidente do país. O …

Juízes recusam suspender julgamento de Ricardo Salgado

O juiz que está a julgar o ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), no âmbito da Operação Marquês, recusou suspender o julgamento, depois de a sua defesa ter alegado o facto de ter sido diagnosticado …

Quadro de Van Gogh, que esteve nas mãos dos nazis, vai a leilão. Deverá render 25 milhões de euros

Uma pintura de Vincent van Gogh vai ser leiloada no próximo mês, depois de mais de um século sem ser vista em público. Estima-se que o preço de venda chegue aos 25 milhões de euros. O …

Coreia do Sul lança com êxito o seu primeiro foguetão espacial

A Coreia do Sul lançou hoje o seu primeiro foguetão de fabrico próprio, segundo as imagens transmitidas pela televisão, tornando-se o décimo país do mundo com capacidade para desenvolver e lançar veículos espaciais. O veículo coreano …

"A melhor coisa que pode acontecer a Portugal era o Governo ser derrubado e desaparecer"

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, defendeu hoje que “a melhor coisa que podia acontecer a Portugal”, neste momento, era o executivo liderado por António Costa “ser derrubado e desaparecer”. Miguel Albuquerque afirmou …

Mulher de João Rendeiro tem mais três dias para entregar as obras em falta

O prazo para a entrega das obras acabou esta quarta-feira, mas a juíza do processo em que João Rendeiro foi condenado a dez anos de prisão efetiva deu mais três dias à mulher do ex-banqueiro. Depois …

Uma estrada com alguns automóveis

Sete cidades do Norte podem ir a jogo pela neutralidade carbónica

Gaia, Porto, Matosinhos, Famalicão, Guimarães, Braga e Viana do Castelo poderão ir a jogo na Missão Climate Neutral & Smart Cities, que quer apoiar a redução de emissões em 100 cidades. Uma coligação de sete cidades …

Teste à covid-19

Subvariante da Delta identificada em Israel. Em Portugal há nove casos

Em Portugal, já foram detetados nove casos da variante AY4.2, subvariante da Delta, de acordo com o mais recente relatório do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge sobre diversidade genética do novo coronavírus SARS-CoV-2. O …

FCSH diz que "não existe matéria que comprometa a integridade" do CV de Raquel Varela

O Conselho Científico da FCSH da Universidade Nova de Lisboa diz que não há "matéria que comprometa a integridade" do CV da investigadora Raquel Varela. A investigadora Raquel Varela viu-se envolvida numa polémica depois de ter …