Sangue de porco é mais proteico do que qualquer proteína do mercado (e pode ser consumido em smoothies)

Uma equipa de investigadores do departamento de ciência alimentar da Universidade de Copenhaga desenvolveu um método para extrair proteínas do sangue de porco. O resultado é um pó fino, branco, com sabor neutro e com 90% de proteína.

Os smoothies proteicos estão cada vez mais na moda e são consumidos por desportistas e por pessoas que treinam para obter mais massa muscular e reduzir os seus níveis de massa gorda. O que pode parecer estranho é que essa proteína, que geralmente pode ser misturada em alimentos líquidos ou sólidos, pode ser proveniente de sangue de porco.

A proteína do sangue de porco tem um valor nutricional ainda alto do que qualquer outra proteína vegetal ou láctea no disponível no mercado e também pode ser usada como suplemento numa ampla variedade de alimentos.

O investigador Rene Lametsch refere que a equipa está a aumentar “a sustentabilidade da produção aproveitando o sangue de porco como fonte de proteína para consumo humano”. “É provável que um número crescente de pessoas satisfaça as suas necessidades de proteína no futuro através de fontes alternativas de alimentos, por causa das emissões de CO2 e devido à escassez de alimentos ”, explica o também autor do estudo.

Segundo o Futurity, as 60 mil toneladas de sangue de porco que são extraídas anualmente dos matadouros dinamarqueses são sobretudo vendidas no mercado internacional de ração animal. Da mesma forma este sangue pode ser usado como fonte de proteína para humanos, basta que a extração seja feita nesse sentido.

A proteína extraída desse sangue pode ser usada para diversos fins. Para além de ser possível misturar a proteína em pó em sumos, gelados, bebidas lácteas, entre outros, também pode ser útil em hospitais e no cuidado de idosos.

Lametsch explica que durante a pesquisa a equipa testou “o pó em barras de chocolate, tal como em almôndegas servidas a pessoas com 65 anos ou mais, e teve resultados positivos. As pessoas mais velhas podem ter mais dificuldade em obter proteína suficiente, pois começam a comer menos ao mesmo tempo que o seu corpo precisa de proteína adicional”.

A capacidade de usar sangue de porco como fonte de proteína tem o elevado potencial de reduzir a produção de carne e ajudar o meio ambiente, mas agora aguarda um investidor industrial disposto a lançar o produto.

Com resultados promissores, a equipa garante que “o próximo passo está nas mãos da indústria. Precisamos de um parceiro que possa levar este projeto ao mercado”. “Um investidor industrial ousado deve estar disposto a testar este método com os consumidores”, afirma Lametsch. Neste sentido o investigador aponta a China como um mercado potencial de exportação deste produto.

O projeto de pesquisa foi realizado em colaboração com a Danish Crown, Toft Care e Essentia Protein. O estudo foi publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry em setembro deste ano.

ZAP //

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

  1. Que notícia mais aberrante e retrógrada! Smoothies de sangue de porco??????? Mas estamos a viver no mundo encantado de Drácula? PSICOPATAS doentios! Já não basta o maldito Covid-19 ainda querem matar mais gente? Bárbaros sádicos! Sanguessugas nojentos! Deixem os pobres animais em paz! Seres (des) humanos repugnantes! Mentes maquiavélicas! Maldito seja o monstro que teve tamanha ideia brutal, carniceiros psicopatas!
    A Natureza dá-nos tanta proteína natural e saudável! Tanta! Chia e cânhamo, por exemplo.
    Parece que ainda vivem na Idade da pedra!
    Inadmissível e revoltante!

    • A natureza dá-nos tanta proteína natural e saudável, que até nos dá o sangue de porco, por exemplo.
      Tu sabes por acaso o que é sangue de porco? E como se cozinha? Não sabes o que são rojões à moda do Minho, por exemplo?
      Em que aspeto é que comer rojões é matar mais gente? E é isso que me torna um drácula bárbaro sádico?
      E já agora, por falar em deixar os animais em paz, tens aí a lista dos que se podem matar e dos que é sadismo? Ou é nojento inadmissível e revoltante matar TODOS TODOS os animais?
      Portanto, vai chamar mostro nojento, carniceiro psicopata e mente repugnante a outro (a ti, se preferires), e vai-te catar, que o teu mal é pulgas.
      Excepto, claro, se ao te catares as tuas pulgas morrerem, transformando-te num mostro nojento e numa carniceira psicopata com uma mente repugnante.
      Repugnante!

      • @atento Não estás a insultar mas estás a contribuir para a crueldade animal visto que, mesmo não falando porcuês, eu tenho a certeza que o porco não concorda em ser morto com uma faca no pescoço só porque tu não abdicas de sarrabulho. Se puseres a tua lógica em qualquer outra situação onde existem animais a ser explorados, sofrerem e serem mortos com certeza não concordas. O prazer degustativo não é justificação. Se és contra o abuso animal revê as tuas ações pois não estão de acordo com os teus valores.

        • Caro Luis. Somos seres Humanos omnívoros. No entanto, entre matar para nos alimentar-nos, e matar para satisfazer o puro e sádico prazer visual ou como perversa distracção, há uma diferença. Não critico quem escolha a opção de habito alimentar vegan, vegetariano ou outro que seja. Compreende ????

      • ahhh, sarrabulhos, cabidelas, sarrapatel, morcelas…..
        essas jóias da gastronomia portuguesa que vão desaparecendo. para não falar em mioleiras, moelas, túbaros, pezinhos de coentrada, tantas excelentes fontes de proteína.

        mas enfim, para quem goste de torradas de tofú OGM ou burguers beyond meat, não vale a pena gastar latim com opniões. só eles é que sabem 😉

      • Arroz de sarrabulho, papas de sarrabulho, sarrabulho à moda de Monção com batatas, sangue de porco cozido… e chouriça de sangue ou de cebola cozida com grelos…huuuum

          • Cara leitora,
            Agrademos que mantenha a boa educação nos seus comentários.
            Abstenha-se de comentar aos gritos, e de insultar os outros utilizadores. Tem o direito a ter a sua opinião, mas NÃO TEM (elevando a voz, como tem estado a fazer) o direito de insultar os que têm opinião diferente da sua.
            Os seus comentários impróprios foram removidos.

  2. Que loucura exasperada a de certas pessoas…! Que pretendem numa so geracao alterar os habitos de consumo humano que perduram ha milhoes de anos…
    Esquecem-se que os animais nos comem a nós quando morremos (a menos que sejamos cremados).
    E os vegetarianos e vegans nao comem seres vivos (plantas por exemplo)?
    Entao assim sendo os humanos só deveriam alimentar-se de folhas, frutos e pouco mais porque ao que parece nem derivados como leite consomem.
    E nao se revoltam contra a caça ludica? Entao podemos mata-los e come-los se formos caçadores e se precisar-mos de sobreviver para tambem garantir a sua propria exestencia ja nao se pode?!…
    Tenham juizo e nao adulterem a Natureza ou mudem-se para um país arabe se nao querem comer suinoss ou para a India se nao querem comer bovinos!

    • O seu comentário é ofensivo. Cada um é livre de comer o que quiser, onde quiser. Lá porque escolho não comer carne, não tenho de ir viver para um país árabe ou para a India. Sabe lá o que diz quando fala em adulterar a Natureza. Acha natural sermos o único mamífero que bebe leite depois de adulto? Natural é beber o leite materno humano, não o leite das vacas. Esse é para os bezerros. Acha natural a forma como temos vindo a explorar e a maltratar os animais? A adulterar a Natureza é o que temos vindo a fazer ao longo dos tempos, tendo chegado a um ponto que até achamos que os nossos hábitos nada saudáveis, são normais. Comemos o que queremos, não interessa se está certo ou errado. Não é preciso insultar ninguém.

  3. Existem comentador(a)s que mesmo sem sangue de porco nem qualquer outra proteína animal conseguem ter a energia para um envolvimento emocional como se a paz no mundo dependia da vegetais. Infelizmente, a população mundial no seu todo ainda depende em grande parte de alimentos com base em animais. A pouco e pouco podemos nos permitir o luxo de excluir este componente cada vez mais. Entretanto e se um subproduto pode ser utilizado em vez de destruído ou deitado fora e enquanto nem todos sejam convertidos ao veganismo, seria um desperdício com tanta fome no mundo. Extremismos baralham a clara visão e nem permitem reconhecer piadas. É muito importante rir, de vez em quando, mesmo de coisas sérias. É bom para a paz espiritual.

RESPONDER

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" a incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …

O maior elevador panorâmico do mundo tem vista para os cenários de Avatar

Com o recente lançamento de fotografias subaquáticas dos bastidores do Avatar 2 e a notícia de que Avatar 3 está quase a terminar as filmagens, não há melhor momento para revisitar o parque nacional que …

Pandemia tirou comida da mesa, mas deu asas a startup que transforma plástico do mar em máscaras

A startup portuguesa Skizo transformou a pandemia numa oportunidade de crescimento. Quando faltava comida nalgumas mesas, a empresa de produção de sapatilhas e bolsas passou a fazer máscaras a partir de plástico retirado dos oceanos …

Na Irlanda, o Pai Natal é considerado um "trabalhador essencial"

A Irlanda fez esta semana um anúncio especialmente dedicado às crianças, afirmando que o Pai Natal é considerado um trabalhador essencial no país e, por isso, não terá as suas deslocações restringidas no período natalício. …

Mais 2400 novos casos. Portugal ultrapassa os 300 mil desde o início da pandemia

Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou mais 2.401 novos casos, tendo passado a contabilizar …

Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”. “O Governo …