Rússia dá mais uma semana a Kiev para resolver “questão do gás”

Sebastian Derungs / swiss-image.ch / World Economic Forum

Vladimir Putin, presidente da Rússia

Vladimir Putin, presidente da Rússia

A Rússia adiou para 9 de junho o seu ultimato sobre o gás e a ameaça de uma rutura no abastecimento à Ucrânia, que inquieta a Europa e é alvo de negociações cruciais em Bruxelas.

Pouco antes do início das conversações na capital belga, o presidente da gigante energética russa Gazprom, Alexei Miller, confirmou ter recebido um pagamento de 786 milhões de dólares (576 milhões de euros) de Kiev, apesar de recordar que a totalidade da dívida ucraniana ascende a 2,3 mil milhões de dólares (1,68 mil milhões de euros) pelo gás enviado até 1 de abril.

O grupo russo também suavizou a sua posição sobre o pagamento das entregas após essa data, e quando o preço do gás foi fixado a um preço sem equivalente na Europa e na sequência do agravamento da crise na Ucrânia, ao referir-se a “progressos”.

No domingo, o primeiro-ministro ucraniano Arseni Yatseniouk prometeu que a Ucrânia iria reembolsar a Rússia na sua dívida do gás nos próximos dez dias, caso os dois países chegassem hoje a acordo sobre os termos de um novo contrato.

Para o perito ucraniano Iuri Koroltchouk, a Ucrânia “ganhou tempo” para que o recém-eleito Petro Poroshenko, que será investido no cargo de Presidente da Ucrânia a 7 de junho, possa conduzir as negociações.

Poroshenko deve encontrar-se na quarta-feira com o Presidente norte-americano Barack Obama, cujo apoio é crucial para a Ucrânia.

Assim, o novo chefe de Estado ucraniano poderá cruzar-se com o seu homólogo russo durante as celebrações do desembarque aliado na Normandia em 6 de junho, na sequência do convite do Presidente François Hollande, e mesmo que não esteja previsto qualquer encontro, segundo o Kremlin.

Confirmado está o encontro na Normandia entre o primeiro-ministro britânico e Putin, para analisar a crise ucraniana e “insistir na importância de um diálogo entre o governo russo e o novo governo ucraniano”.

A Rússia e o conflito na Ucrânia vão dominar a deslocação de Obama à Europa nessa semana, da Polónia à Normandia para as celebrações do 6 de junho de 1944, até à cimeira do G7 na quinta-feira, em Bruxelas.

Este encontro substituiu o do G8, que deveria ter a participação da Rússia mas foi anulado devido à crise ucraniana.

Poroshenko poderá evocar com Obama a necessidade de uma ajuda militar norte-americana. Na segunda-feira, e de visita a Kiev, o secretário de Estado adjunto da Defesa dos EUA, Derek Chollet, disse ter discutido com os responsáveis locais uma “assistência de 18 milhões de dólares [13,1 milhões de euros] e a cooperação a longo termo para reforçar as estruturas de defesa ucranianas”.

Kiev e os Estados Unidos denunciam a presença de cidadãos russos, designadamente chechenos, entre as forças rebeldes, incluindo com armas pesadas.

“Há provas que a Rússia continua a permitir a livre circulação de armas, de fundos e de combatentes através da sua fronteira”, disse hoje em Washington o secretário norte-americano das Finanças, Jacob Lew.

No terreno, os combates estão a alastrar e com relatos de crescente violência, em particular na região de Donetsk, com cerca de um milhão de habitantes.

De acordo com jornalistas locais citados pela agência noticiosa AFP, o chefe de redação de um jornal regional foi raptado hoje por homens armados, que entraram na redação do periódico.

A Organização para a segurança e cooperação na Europa (OSCE) permanece ainda sem informações sobre duas equipas deslocadas na região, em Donetsk e Lougansk, e supostamente nas mãos dos separatistas.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A NASA descobriu uma nova forma de aterrar em segurança na Lua

A NASA construiu um sistema totalmente novo que pode tornar a aterragem na Lua e em Marte muito menos arriscada - e já tem planos de testá-lo numa missão futura. De acordo com o TechCrunch, o …

Rio Ave elimina Besiktas e está no play-off da Liga Europa

O Rio Ave venceu os turcos do Besiktas, esta quinta-feira, no desempate por grandes penalidades (4-2), após o 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, seguindo em frente na competição. Em …

Dois dinossauros morreram como as vítimas de Pompeia. Foi há 125 milhões de anos, na China

Um grupo de arqueólogos na China acabou de descobrir dois fósseis de uma nova espécie de dinossauro, que estiveram presos no subsolo por 125 milhões de anos devido a uma erupção vulcânica pré-histórica. Os investigadores …

Batalhas de feiticeiros e círculos de demónios. Revelados textos cristãos que não foram incluídos na Bíblia

Os textos da Bíblia como a conhecemos hoje foram "canonizados" pela primeira vez pela Igreja no final do século IV. No entanto, antes disso, centenas de outros textos religiosos circularam por toda a Cristandade. Há mais …

Autoeuropa confirma que não irá renovar contrato a 120 trabalhadores

A administração da fábrica de automóveis Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, confirmou, esta quinta-feira, que não vai renovar os contratos a termo de 120 trabalhadores ligados à produção dos veículos MPV (Multi-Purpose Vehicle). "A Autoeuropa reafirmou a …

Glaciar na Islândia "escondia" bombardeiro norte-americano da 2ª Guerra Mundial

Os destroços de um bombardeiro norte-americano B-17 Flying Fortress que colidiu com o glaciar Eyjafjallajökull durante a II Guerra Mundial estão gradualmente a aparecer à medida que a geleira recua devido às alterações climáticas. De acordo …

40 anos depois, assassino de John Lennon pede desculpa pelo crime "desprezível"

Mark David Chapman, o homem que assassinou John Lennon, diz que matou o ex-Beatle por "raiva e ciúmes" e pediu desculpa a Yoko Ono, 40 anos depois. Em 1980, Chapman atingiu John Lennon com quatro tiros …

Reportado o primeiro caso de parkinsonismo após infeção de covid-19

Um homem de 45 anos de Israel revelou sintomas da doença de Parkinson (parkinsonismo) logo depois de ter sido infetado com a covid-19. Tal como frisa o portal IFL Science, os vírus foram já muitas …

Pico da segunda vaga em Portugal poderá ser no início de outubro

Um estudo, publicado esta quarta-feira, indica que o pico da segunda vaga em Portugal poderá acontecer no início de outubro, na semana entre 5 e 11 de outubro.  De acordo com a rádio Renascença, previsões da consultora …

Ex-membro dos Panteras Negras vai ser libertado após 49 anos de prisão

Um ex-membro do Partido dos Panteras Negras, que está na prisão há quase meio século, vai finalmente conseguir a sua liberdade, depois de um conselho de liberdade condicional de Nova York ordenar a sua libertação. Jalil …