Rússia afastada dos Jogos Olímpicos de Inverno

Jean-Christophe Bott / EPA

Thomas Bach, presidente do Comité Olímpico Internacional, anunciou a decisão de banir a Rússia dos Jogos Olímpicos de Inverno na Coreia do Sul

A equipa olímpica russa está impedida de participar nos Jogos Olímpicos de Inverno, que se realizam entre 9 e 25 de fevereiro em Pyeongchang, na Coreia do Sul.

O Observador avança que a decisão de afastar a Rússia dos Jogos Olímpicos de Inverno surge depois de a equipa russa ter sido desclassificada de competições em que participou em 2014 devido ao uso de doping.

O relatório da comissão Schmid está na base da decisão do Comité Olímpico Internacional (COI), uma vez que concluiu que existe “manipulação sistemática de regras antidoping na Rússia e inclusivamente durante os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014″, em Sochi (Rússia). Para o presidente do COI, Thomas Bach, este foi “um ataque sem precedentes à integridade dos Jogos Olímpicos e do desporto” em geral.

O COI divulgou um comunicado no qual valida as conclusões do relatório.

A bandeira russa fica assim banida, mas os atletas russos que queiram participar, e apenas caso venham a ser convidados, terão que passar pelo filtro de um painel, tendo que respeitar as regras apertadas para poder entrar na competição.

Os convites são decididos por um painel chefiado por Valerie Fourneyron, que lidera a Autoridade Independente de Testes (criada este ano), mas também incluirá membros da Agência Mundial Antidoping, da Unidade Antidoping Desportivo e do Comité Olímpico Internacional.

Os critérios para que os atletas possam competir são: “Não devem ter sido desqualificados ou considerado inelegíveis por violação das regras antidoping”, “devem ter sido submetidos a todos os exames recomendados” durante a fase de preparação para os Jogos e “os atletas estão sujeitos a outros testes que sejam pedidos pelo painel para garantir igualdade competitiva”.

Assim, a entrarem na competição, estes atletas vão exibir a bandeira dos Jogos Olímpicos, e não a do seu país de origem e será ouvido o hino oficial dos Jogos.

Além disso, fica também definido que “nenhum membro da equipa olímpica russa dos Jogos de Sochi 2014 pode ser incluída na lista de convidados” para os Jogos, bem como “nenhum médico ou treinador de atletas que tenham violado as regras antidoping”.

O Observador refere ainda as implicações políticas desta decisão, uma vez que não serão concedidas acreditações a membros oficiais do Ministério do Desporto russo, para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018.

Excluindo também de qualquer participação aquele que era o ministro do Desporto quando o uso de doping aconteceu (nos Jogos de 2014), Vitaly Mutko, bem como o seu adjunto, Yuri Nagornykh.

Será ainda retirado da Comissão Coordenadora dos próximos Jogos Olímpicos (Beijing 2022) Dimitry Chernyshenko, que foi o responsável máximo do Comité Organizador dos Jogos de 2014.

Russos medalhados e desclassificados em Sochi2014 apresentam recurso no TAS

Vinte e dois atletas russos medalhados nos Jogos Olímpicos de Inverno Sochi2014 e posteriormente desclassificados por doping, pelo Comité Olímpico Internacional (COI), vão apresentar recurso no Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

Fonte do TAS, citada pela agência AFP, deu conta deste apelo dos atletas russos, entre os quais Alexander Legkov, campeão nos 50 quilómetros de esqui de fundo, e Aleksandr Zubkov, que conquistou duas medalhas de ouro em bobsleigh.

O COI desqualificou 25 atletas russos de Sochi2014, retirando um terço das medalhas conquistadas pela Rússia – sobram 11 de um total de 33.

Na sequência do sistema de dopagem institucionalizado, entre 2011 e 2015, revelado pelo designado relatório McLaren, o COI decidiu, na terça-feira, impedir a participação da Rússia como nação nos próximos Jogos Olímpicos de Inverno Pyeongchang2018.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas descobrem nova espécie de crustáceo no lugar mais quente da Terra

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova espécie de crustáceo de água doce durante uma expedição ao deserto de Lute, no Irão, também conhecido como o lugar mais quente do planeta. Hossein Rajaei, do Museu Estadual …

Furacão Sally fragmentou parte de uma ilha da Florida em três

A passagem do furacão Sally fragmentou parte de uma ilha na costa da Florida, no Estados Unidos, criando assim três pequenas porções de terra. Na prática, tal como explica o portal USA Today, o furação abriu …

Benfica 2-0 Moreirense | “Águia” vence e convence cónegos

Após ter perdido e empatado nas duas últimas recepções ao Moreirense, o Benfica voltou a vencer o emblema de Moreira de Cónegos na Luz. Este sábado, em duelo relativo à segunda jornada do campeonato, as “águias” …

"Surpreendente e fascinante". Descoberta pela primeira vez uma aurora sobre um cometa

A nave Rosetta da Agência Espacial Europeia (ESA) detetou uma aurora boreal sobre o cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko (67P / C-G). Em comunicado, os cientistas envolvidos na deteção frisam que esta é a primeira vez quem …

Austrália não quer que turistas caminhem na famosa rocha sagrada Uluru (nem no Google Maps)

A Austrália pediu ao Google que remova do seu serviço Maps fotografias tiradas do topo de Uluru, o monólito aborígine sagrado que os visitantes estão proibidos de escalar desde o ano passado. De acordo com a …

NASA vai procurar aquíferos nos desertos com tecnologia já usada em Marte

Uma parceria entre a NASA e a Fundação Qatar tem como objetivo procurar as cada vez mais escassas águas que estão enterradas nos desertos do Saara e da Península Arábica. Este processo deverá ser desenvolvido …

Os aeroportos mudam o nome das pistas (e a culpa é dos pólos magnéticos da Terra)

O pólo norte magnético pode mover-se até 64 quilómetros por ano. Isto pode ser um problema para os pilotos de aviões. A pista 17L/35R, no Aeroporto Internacional de Austin-Bergstrom, no estado norte-americano do Texas, não terá …

Rússia quer ultrapassar Tom Cruise e ser a primeira a gravar um filme no Espaço

O ator Tom Cruise quer rodar um filme no Espaço, mas a Rússia quer ser a primeira, de acordo com um comunicado da agência espacial Roscosmos. Os Estados Unidos e a Rússia são, novamente, os protagonistas …

Os animais perdem o medo dos predadores depois de contactarem com o Homem

Uma nova investigação concluiu que os animais selvagens perdem rapidamente o medo dos seus predadores depois de entrarem em contacto com o Homem. A maioria dos animais selvagens, como é o caso dos leões, exibe …

Há mais 884 casos confirmados e oito óbitos por covid-19 em Portugal

De acordo com o último boletim divulgado epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal regista, este sábado, mais oito óbitos e 884 novos casos de infeção pelo novo coronavírus. Assim, Portugal contabiliza, desde o início da …