Rui Pinto pode ser decisivo para tramar o FC Porto nos negócios suspeitos com o Portimonense

Mário Cruz / EPA/Lusa

Rui Pinto no arranque do julgamento do chamado caso “Football Leaks” que envolve o Fundo de Investimentos Doyen.

Os documentos pirateados pelo hacker Rui Pinto no âmbito do chamado “Futebol Leaks” estão a ser utilizados pelas autoridades judiciais para investigar os negócios entre FC Porto e Portimonense, em torno de suspeitas de fraude fiscal e branqueamento de capitais.

Rui Pinto está a colaborar com a Polícia Judiciária (PJ) em diversos processos judiciais depois de ter sido detido no âmbito do “Football Leaks”, onde foi acusado de um total de 90 crimes, incluindo acesso indevido e violação de correspondência.

Mas o hacker tem estado a colaborar com a Justiça e pode, agora, ser decisivo nas investigações aos negócios entre o FC Porto e o Portimonense.



“Mudou radicalmente”. Diretor da PJ diz que Rui Pinto está a colaborar com a Justiça

O Correio da Manhã (CM) aponta que a PJ apreendeu “vários documentos relevantes” na semana passada, em buscas efectuadas no clube algarvio. Essas buscas terão resultado de investigações que contaram com a colaboração de Rui Pinto que já assumiu ser portista.

O hacker “forneceu inúmera documentação que indicia que muitos negócios entre o Portimonense e o FC Porto mais não foram do que financiamentos encapotados de Theodoro Fonseca à SAD azul-e-branca”, aponta o CM.

Theodoro Fonseca é o actual accionista maioritário do Portimonense e é um dos alvos da justiça nas investigações que também envolvem a SAD portista.

Em causa estão negócios como a venda de Hulk ao Zenit, intermediada pela empresa For Gool através da qual Theodoro Fonseca controla a SAD do Portimonense. O negócio rendeu-lhe 13 milhões de euros e as verbas foram divididas por várias sociedades com sede em paraísos fiscais.

Comissões de Pedro Pinho sob suspeita

Há outros negócios feitos pelo FC Porto que estão também a ser investigados pelas autoridades, nomeadamente envolvendo o empresário Pedro Pinho. Em causa estão comissões que estão a ser vistas como possíveis “luvas”.

Pedro Pinho está a ser investigado no processo Cartão Vermelho, onde o suspeito principal é Luís Filipe Vieira.

Entre os negócios implicados, neste caso, está a venda de Zé Luís ao Spartak de Moscovo, em Junho de 2019, por cerca de 10,7 milhões de euros. Contudo, o FC Porto pagou mais 1,4 milhões de euros em comissões.

O negócio foi intermediado pelo empresário José Fouto, através da agência Socas Investiment, Lda., mas este terá pago uma comissão de 333 mil euros a Pedro Pinho, como refere o CM.

Também a venda de Fábio Silva ao Wolverhampton por 40 milhões de euros estará a ser investigada. O FC Porto só lucrou 25 milhões com o negócio numa transferência mediada por Jorge Mendes, mas onde, mais uma vez, terá sido paga uma comissão a Pedro Pinho.

  ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Oooops…. Agora entendo as manifestações de “apoio” dos SD quando o Rui Pinto esteve preso no Porto… A culpa é do Benfica, dirão o insolvente e o Macaco…

  2. Possivelmente iremos ficar a saber tanto como nos casos em que está envolvido o Benfica, mas uma coisa parece ser certo, o Rui Pinto sabe mais que toda a PJ junta!

RESPONDER

Mais de mil ovelhas e cabras tomaram conta das ruas de Madrid (por um bom motivo)

Mais de mil ovelhas e cabras encheram as ruas de Madrid, este domingo, a propósito do tradicional Festival da Transumância, que foi cancelado no ano passado devido à pandemia da covid-19. De acordo com a agência …

Crise de abastecimento provoca escassez de camisolas de Natal

Na próxima época natalícia, os Estados Unidos podem enfrentar uma escassez de Ugly Sweaters, causada pela crise mundial dos transportes marítimos. As Ugly Sweaters são as típicas camisolas de Natal - por norma, coloridas e com …

Erupção de La Palma. Cães salvos por um grupo misterioso

Um grupo misterioso - que se auto-denomina A-Team - afirma ter resgatado vários animais "presos" devido à erupção do vulcão Cumbre Vieja em La Palma, nas Canárias. De acordo com o jornal britânico The Guardian, as …

Alec Baldwin

Assistente que entregou arma a Alec Baldwin já teria tido práticas inseguras

Uma fabricante de adereços disse que, no passado, já tinha mostrado preocupação com o facto de o assistente de realização ter protagonizado situações inseguras. No fim-de-semana, um documento judicial obtido pela CNN mostrou que a arma …

Metade dos chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se em bloco

Uma dezena de chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se esta segunda-feira, em protesto contra a falta de condições de trabalho e o "desinvestimento" no Serviço Nacional de Saúde. Contactada pela agência Lusa, …

Primeiro-ministro da Polónia acusa UE de ter "arma apontada à cabeça" do país

O primeiro-ministro polaco acusou a União Europeia (UE), esta segunda-feira, de "ter uma arma pontada à cabeça" da Polónia, ao exigir que Varsóvia reveja as reformas judiciais, ameaçando-a com sanções. Numa entrevista publicada pelo Financial Times, …

Carlos César acusa BE e PCP de terem preferido "jogos de poder"

O presidente do PS acusou, esta segunda-feira, os partidos de esquerda de terem preferido "os jogos de poder", no seguimento do anúncio de ambos do voto contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "BE e …

O dirigente do PSD Paulo Mota Pinto

Mota Pinto aponta "irresponsabilidade" de marcar diretas. Rangel reforça importância de ter líder "fortemente legitimado"

O dirigente do PSD defendeu, esta segunda-feira, que o partido "está preparado" para legislativas antecipadas, defendendo que estas devem ocorrer "o mais rapidamente possível". Em declarações à agência Lusa, o presidente da Mesa do Congresso e …

EMA aprova terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) deu luz verde, esta segunda-feira, à administração da terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos. Em comunicado, a agência refere que os dados apontam que uma …

Câmara do Porto aprova sistema de videovigilância no centro histórico

Esta segunda-feira, na reunião do Executivo portuense, foi aprovado, com o voto contra da CDU e do BE, o protocolo a celebrar com a PSP para implementação da videovigilância na Baixa do Porto. O presidente da …