/

Rúben Ribeiro vence disputa. Sporting obrigado a pagar prémios em atraso

Rúben Ribeiro / Facebook

O jogador do Sporting, Rúben Ribeiro

O Sporting CP foi condenado pelo Tribunal Arbitral do Desporto a pagar os 125 mil euros relativos a prémios que constavam no contrato de Rúben Ribeiro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Há sensivelmente um ano atrás, o antigo jogador do Sporting revelou a intenção de levar os ‘leões’ a tribunal devido a uma parte do seu prémio de assinatura e do seu desempenho que não lhe foi paga.

Agora, esta quarta-feira, sabe-se que o Tribunal Arbitral do Desporto deu razão ao jogador português, obrigando o Sporting ao pagamento de aproximadamente 125 mil euros, que estavam previstos no contrato do jogador. O extremo rescindiu com o emblema de Alvalade em junho do ano passado, alegando justa causa, devido aos incidentes na academia do clube, no dia 15 de maio de 2018.

Rúben Ribeiro acusou a direção do Sporting de não querer resolver o assunto após a sua rescisão. Segundo o Record, a segunda tranche de prémios venceu em agosto de 2018, já depois de ter rescindido.

O jogador vai voltar ao Tribunal Arbitral do Desporto para responder no processo de indemnização decorrente da rescisão por justa causa. Além disso, de acordo com o mesmo desportivo, será assistente no julgamento do ataque a Alcochete, numa audição que tem data marcada para 18 de novembro.

Depois disso, o jogador de 32 anos mudou-se para os Emirados Árabes Unidos, para jogar pelo Al-Ain. Neste momento, encontra-se sem clube.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.