Rosenborg 0 – 2 Sporting | “Leão” descongela e ruge em Trondheim

Miguel A. Lopes / Lusa

No gelo da Noruega, o Sporting não congelou, venceu o Rosenborg por 2-0 e deu um passo importante rumo à próxima fase da Liga Europa.

Foi na primeira parte que o conjunto de Alvalade fechou as contas: Coates abriu a contagem e Bruno Fernandes decretou o resultado final.

Ao cabo de quatro jornadas, os homens de Silas lideram o Grupo D com nove pontos, fruto de três triunfos e um desaire, este na estreia contra o PSV. O LASK, que goleou a equipa de Bruma por 4-1, assumiu a vice-liderança.

O jogo explicado em números

  • Relativamente à derrota na última jornada do campeonato diante do Tondela, Silas “riscou” Ristovski (não está inscrito na Liga Europa), Acuña (a recuperar de lesão), Miguel Luís e Luiz Phellype (estes dois por opção), entrando para as suas vagas Rosier, Luís Neto, Borja e Eduardo Henrique, respectivamente.
  • Os “leões” surgiram esquematizados num 3x5x2, com Neto, Ilori e Coates na zona central, Rosier e Borja desdobravam-se pelos corredores direito e esquerdo, respectivamente, no meio-campo estavam Eduardo e Doumbia, e o capitão Bruno Fernandes era a “muleta” dos homens mais adiantados Boladie e Vietto. Iria esta nova dinâmica colher bons frutos no Estádio Lerkendal em Trondheim?
  • Com o termómetro a marcar temperatura negativa (- 6 ºC), o jogo começou num ritmo morno.  Não obstante ter mais posse de bola – 67% contra 33% -, apenas aos 11 minutos os “verdes-e-brancos” ameaçaram a baliza contrária: Borja subiu no terreno e cruzou com perigo, mas a defensiva contrária anulou a jogada. Na sequência desse lance, Neto cabeceou por cima da baliza do Rosenborg, naquele que foi o primeiro remate – desenquadrado – da equipa lusa no encontro.
  • Após o primeiro fogacho, o golo. Tudo começou numa iniciativa de Bolasie, que rematou para intervenção apertada de André Hansen para canto. Segundos depois, o Sporting quebrou o gelo: Coates correspondeu da melhor forma ao cruzamento de Neto e inaugurou o marcador das alturas. Ao segundo remate à direcção da baliza, estava feito o golo.
  • Somente ao minuto 27 houve registo do primeiro “tiro” enquadrado do Rosenborg: Soderlund, de livre, desferiu um remate que foi defendido de forma incompleta por Renan, na recarga Hovland falhou o alvo. Num lance de contra-golpe, o emblema de Alvalade dilatou a vantagem.
  • O “suspeito do costume” Bruno Fernandes ameaçou segundos antes e, pouco depois, concretizou a ameaça, num disparo fortíssimo. Foi o terceiro golo – em quatro jornadas – do capitão nesta edição da competição. Sem forçar, o “leão” dominava a seu bel-prazer o encontro, face a um adversário que bloqueava no momento da finalização, demonstrando porque razão – antes do arranque deste encontro – não vencia há 13 encontros consecutivos na Liga Europa.
  • Dois golos, sete remates – quatro dos quais enquadrados -, dois cantos, 256 passes concretizados e 59% da posse de bola. Ao descanso, eram estes alguns dos dados que sustentavam o triunfo parcial leonino. Longe de ser brilhante, bastou ao Sporting acelerar um pouco para destapar as inúmeras carências do Rosenborg, que apenas rematou uma vez em direcção à baliza contrária e foi perdulário em duas ocasiões em que poderia ter marcado. Neste período, com um GoalPoint Rating de 6.9, Coates brilhava e mostrava-se imperial, com um golo e 36 acções com a bola.
  • Aos 68 minutos não havia registo de nenhuma ocasião clara para qualquer das equipas, apenas pequenas intenções. O tempo passava e o Sporting, não obstante ter apenas 30% da posse de bola face aos 70% dos nórdicos, ia conseguindo neutralizar as tentativas de perigo contrárias e gerindo a vantagem de dois golos.
  • Bolasie foi substituído, entrando para a sua vaga Rafael Camacho, numa fase em que os números de remates – seis contra dois – e de cantos – quatro para um -, favoreciam o Rosenborg. A nove minutos dos 90, Vietto, na pequena área contrária, rematou mas a bola embateu na face do guardião Hansen. Foi o lance de maior perigo, até então, dos comandados de Silas na etapa complementar.
  • A cinco minutos dos 90 surgiram as jogadas mais perigosas gizadas pela equipa da casa. Lundemo atirou ao poste direito e, na sequência, Asen obrigou Renan Ribeiro a mostrar serviço, que respondeu com uma excelente intervenção.

O melhor em campo GoalPoint

Coates foi o pêndulo da defesa leonina, que surgiu com três elementos na zona central, e ditou leis no ataque.

Com um cabeceamento fortíssimo abriu a contagem, no único remate que fez no encontro, teve uma eficácia de passe de 81% – em 43 tentativas, falhou oito -, realizou três recuperações de posse e 56 acções com a bola. O uruguaio teve um  GoalPoint Rating de 7.2.

Jogadores em foco

  • Bruno Fernandes 6.7 – Voltou a destacar-se e, da ficha individual do capitão, extraímos um golo em três remates – dois dos quais enquadrados -, três recuperações de posse, 26 passes certos em 37 tentativas – eficácia de 70% – e 55 acções com a bola.
  • Tiago Ilori 6.2 – Titular pelo segundo jogo consecutivo, o defesa exibiu-se em bom plano. Falhou apenas três dos 49 passes tentados – 94% de eficácia -, teve quatro recuperações de posse, três desarmes, duas intercepções e cinco alívios.
  • Lundemo 6.1 – Irrequieto, lutou até à exaustão e, aos 85 minutos, ficou a centímetros de marcar, mas a bola embateu no poste direito da baliza do Sporting. Assinou ainda um passe para finalização e levou a melhor em sete dos dez duelos em que participou.
  • Rosier 6.1 – Bem no capítulo do passe – falhou seis em 34 tentados e teve uma eficácia de 82% -, teve ainda quatro recuperações de posse e três desarmes. Uma das exibições mais seguras do francês desde que ingressou nos “leões” no Verão.
  • Doumbia 5.6 – Esteve 83 minutos na partida. E acabou por brilhar com a assistência que fez para o segundo golo leonino, apontado por Bruno Fernandes. No passe esta quinta-feira apresentou números quase perfeitos 96%: em 48 tentativas, falhou apenas duas. Ainda arriscou, mas o remate saiu desenquadrado. Realce, ainda, para oito recuperações de posse.
  • Eduardo 4.5 – Foi o elemento com a pior pontuação na partida. Teve duas recuperações de posse, mas perdeu a mesma noutras oito situações, e não foi brilhante com a bola nos pés – três maus controlos.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Testes alargados a todas as escolas e passam a contemplar amostras de saliva

Os testes ao novo coronavírus vão abranger todas as escolas de Portugal continental e contemplar a amostra de saliva para a realização dos rastreios laboratoriais, segundo a atualização da norma da Direção-Geral da Saúde (DGS) …

Poeira de asteróide encontrada na cratera Chicxulub encerra caso da extinção dos dinossauros

Uma equipa de investigadores acredita ter encerrado o caso da extinção dos dinossauros após ter encontrado poeira de asteróide na cratera que Chicxulub terá criado há 66 milhões de anos. Desde os anos 1980 que a …

CDS recebeu com "alegria e entusiasmo" candidatura de Moedas a Lisboa

O presidente do CDS-PP afirmou, esta sexta-feira, que o partido recebeu com "grande alegria e entusiasmo" a candidatura de Carlos Moedas à Câmara de Lisboa, considerando que é "um nome forte" e uma "ótima notícia" …

Nem Pote, nem Porro. As estatísticas mostram que Manafá tem sido o melhor em Portugal

O índice de desempenho de uma ferramenta de scouting usada por grandes clubes europeus aponta Wilson Manafá como o jogador em melhor forma da Liga NOS. Não é tecnicamente dotado, nem um favorito dos adeptos. O …

TAP avança com lay-off de um ano a partir de segunda-feira

A TAP vai avançar com um processo de lay-off clássico, que passará por uma redução dos períodos normais de trabalho ou suspensão de contratos, a partir da próxima segunda-feira e durante 12 meses. De acordo com …

Os tigres estão em risco e podem precisar de um "resgate genético"

Os tigres estão sob ameaça e um novo estudo sugere que estes felinos podem precisar de um "resgate genético". O acasalamento entre diferentes subespécies é uma opção. Fragmentação do habitat, conflito entre humanos e vida selvagem, …

Há estranhas nuvens que brilham à noite (e já sabe o que são)

Uma equipa de cientistas usou um pequeno foguete lançado pela NASA para estudar a natureza de um tipo indescritível de nuvens que brilham no escuro, criando uma artificialmente. Desde o final dos anos 1800 que …

Eis o primeiro enxame de (pequenos) buracos negros num aglomerado globular

Uma equipa de cientistas, que esperava encontrar um buraco negro de massa intermédia no coração do aglomerado globular NGC 6397, encontrou, em vez disso, evidências de uma concentração de buracos negros mais pequenos. Por vezes, na ciência, …

Ruth, a "humana digital" da Nestlé ensina como fazer as bolachas perfeitas

Graças à Inteligência Artificial, nasceu Ruth, um "humano digital" da Nestlé que interage connosco e nos ajuda a fazer as melhores bolachas com pepitas de chocolate. A internet é o maior livro de receitas a que …

“Ditador egoísta e despótico”. Margaret Tatcher comparou Saddam Hussein a Hitler após ataque ao Kuwait

Documentos do início da Guerra do Golfo revelam que a antiga primeira-ministra britânica Margaret Thatcher comparou Saddam Hussein a Adolf Hitler após a invasão do Kuwait pelo ditador iraquiano. De acordo com os documentos anteriormente confidenciais …