É possível conduzir o som (com a ajuda de uma galeria dos sussurros e dois elementos extra)

O resultado deste estudo pode ter um grande impacto na investigação da orientação e direção sonora e ser aplicado à imagiologia médica e industrial. No futuro, o processo poderia também ser realizado com outros materiais, como a luz.

Para direcionar o som para um determinado lugar, os cientistas da Universidade Carlos III de Madrid (UC3M), em Espanha, utilizaram o fenómeno da galeria dos sussurros.

De acordo com este fenómeno, num recinto circular, hemisférico, elíptico ou elipsoidal, normalmente sob uma cúpula ou abóbada, os sussurros podem ser ouvidos em qualquer parte da sala.

Para realizar a investigação, a equipa criou no laboratório uma galeria de sussurros artificial que reproduz o mesmo tipo de efeito. Depois, os cientistas adicionaram dois elementos para romper a simetria das ondas acústicas – que é o que torna possível ouvir o som a partir de qualquer parte da sala.

Segundo o Phys, adicionaram ganho – que permite que as ondas sejam amplificadas seletivamente – e uma topologia – que permite que as ondas circulem na direção desejada.

“Utilizando arranjos geométricos específicos, como topologia, rompemos esta simetria rotacional para que o som pudesse deslizar pela galeria dos sussurros de uma forma totalmente controlada”, explicou Johan Christensen, do Departamento de Física da UC3M.

“Além disso, adicionámos também o ganho, uma propriedade que permite amplificar a onda para romper a simetria quiral (propriedade de um objeto de não ser sobreposto à imagem).”

Quando estes elementos são aplicados, o som resultante é muito semelhante ao de um feixe laser de alta intensidade.

O artigo científico foi publicado recentemente na Nature.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE