Rocha desafia teoria da escassez de oxigénio na Terra primitiva

(dr) Kärt Paiste

Shungita, um tipo de rocha sedimentar encontrada no noroeste da Rússia

Uma rocha sedimentar única rica em carbono, depositada há dois mil milhões de anos, deu aos cientistas novas pistas sobre as concentrações de oxigénio na superfície da Terra nessa época.

De acordo com a agência Europa Press, uma equipa internacional de cientistas encontrou concentrações surpreendentemente altas de molibdénio, urânio e rénio, assim como elevadas proporções de isótopos de urânio, em rochas shungita.

Os cientistas descobriram que tais concentrações de vestígios de metais não têm comparação com a história inicial da Terra, o que desafia a teoria da escassez de oxigénio na Terra primitiva, há dois mil milhões de anos.

“O que é intrigante é que os modelos amplamente aceites dos ciclos de carbono e oxigénio da Terra preveem que a shungita deveria ter-se depositado num momento de rápida diminuição dos níveis de oxigénio”, diz Kaarel Mänd, investigador da Universidade de Alberta, no Canadá, e um dos autores do estudo publicado na revista Nature Geoscience.

A maior parte dos cientistas concorda que os níveis de oxigénio atmosférico aumentaram significativamente há cerca de 2400 milhões de anos — Grande evento de oxigenação (GOE) — e alcançaram aproximadamente metade dos níveis modernos há 2100 milhões de anos. O GOE também foi acompanhado por uma mudança nas relações de isótopos de carbono nas rochas sedimentares.

Para os cientistas, isto encaixa-se na história: relações anormais de isótopos de carbono refletem o enterro de grandes quantidades de plâncton como matéria orgânica em sedimentos oceânicos, o que, por sua vez, leva à geração de excesso de oxigénio.

Mas a compreensão predominante é que imediatamente depois desse período de altas concentrações, os níveis de oxigénio caíram novamente e permaneceram baixos por quase mil milhões de anos durante a chamada “idade média” da Terra.

“O que descobrimos contradiz a visão predominante: temos essencialmente evidências claras de que os níveis de oxigénio atmosférico aumentaram ainda mais depois de ter terminado a anomalia do isótopo de carbono. Isto obrigará a comunidade científica a repensar o que impulsionou os ciclos de carbono e oxigénio na Terra primitiva”, acrescenta Mänd.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas capturaram em vídeo explosão de um enorme buraco negro

Uma equipa de astrónomos capturou o momento exato em que um buraco negro lança material quente para o Espaço à velocidade da luz. O telescópio espacial de raios-X Chandra captou a explosão de um buraco negro. …

Vitória SC 2-2 Sporting | Emoção, erros e golos no Castelo

Vitória de Guimarães e Sporting empataram 2-2 no “Castelo”, num bom jogo de futebol, com golos, emoção, bons lances colectivos, erros individuais e recuperações. Andraz Sporar, com dois golos, foi a figura da partida, o …

A seis meses das eleições, taxa de desaprovação de Trump atinge novo recorde

Mais de metade dos norte-americanos (54,2%) está insatisfeita com a liderança de Donald Trump, segundo as recentes pesquisas de opinião. De acordo com o jornal online Independent, que cita o site especializado em análise de pesquisas de …

O Uruguai passou no teste: a quantidade de idosos não parece tê-lo penalizado

O Uruguai tem quase 1.000 quilómetros de fronteira com o Brasil e a população mais envelhecida da América do Sul. Ainda assim, é o país sul-americano que melhor faz frente à pandemia de covid-19 na …

No trânsito, não só perdemos paciência como também saúde

Começar o dia com um engarrafamento é o truque ideal para o nosso dia ficar arruinado. O trânsito, além de alterar o humor, pode também afetar a nossa saúde. Além das consequências negativas diretas do trânsito, …

CO2 na atmosfera no nível mais alto de sempre em maio

A concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera atingiu, em maio, o nível mais alto de sempre, anunciaram cientistas da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos. Em maio, a concentração de dióxido de …

Tem 15 anos e é o "coração de leão". Jyoti pedalou quase 1.200 quilómetros com o pai ferido na bicicleta

Jyoti Kumari, conhecida na Índia como "coração de leão", transportou o pai ferido por mais de 1.200 quilómetros de bicicleta, durante sete dias. Jyoti Kumari, uma adolescente de 15 anos, vivia com o pai em Gurugram, …

Açores considerados "um dos destinos mais seguros na Europa" em 2020

Os Açores são um dos destinos mais seguros da Europa em 2020. A distinção tem por base as medidas de segurança sanitárias, o baixo número de casos e a segurança no serviço de saúde. Os Açores …

Benfica 0 - 0 Tondela | Muro amarelo trava liderança da "águia"

Uma espécie de empate com sabor a derrota. Menos de 24 horas após o desaire do FC Porto ante o Famalicão por 2-1, o Benfica não foi além de um nulo na recepção desta quinta-feira …

Premier League aprova cinco substituições

A Premier League aprovou, esta quinta-feira, as cinco substituições por jogo até final da presente temporada, assim como o aumento do número de jogadores no banco de suplentes, de sete para nove. Os clubes da Liga …