Rir faz bem à mente e ao corpo, revelam estudos

Embora pareça algo leviano, o riso, em resposta a eventos engraçados, na verdade dá muito trabalho, porque ativa várias áreas do cérebro: áreas que controlam o processamento motor, emocional, cognitivo e social.

O livro “An Introduction to the Psychology of Humor”, da professora de psicologia cognitiva Janet M. Gibson, revela a importância que os investigadores dão ao poder do riso para melhorar o bem-estar físico e mental.

As pessoas começam a rir na infância, quando isso ajuda a desenvolver os músculos e a força da parte superior do corpo. Rir não é apenas respirar. Baseia-se em combinações complexas de músculos faciais, geralmente envolvendo o movimento dos olhos, cabeça e ombros.



O riso ativa várias regiões do cérebro: o córtex motor, que controla os músculos; o lobo frontal, que ajuda a entender o contexto; e o sistema límbico, que modula emoções positivas. Ligar todos esses circuitos fortalece as conexões neurais e ajuda um cérebro saudável a coordenar a sua atividade.

Ao ativar as vias neurais de emoções como alegria e júbilo, o riso pode melhorar o seu humor e tornar a sua resposta física e emocional ao stresse menos intensa. Por exemplo, rir pode ajudar a controlar os níveis cerebrais do neurotransmissor serotonina, semelhante ao que fazem os antidepressivos.

Ao minimizar as respostas do seu cérebro às ameaças, ele limita a libertação de neurotransmissores e hormonas como o cortisol, que podem desgastar os seus sistemas cardiovascular, metabólico e imunitário ao longo do tempo. O riso é como um antídoto para o stresse, que enfraquece esses sistemas e aumenta a vulnerabilidade a doenças.

Poder cognitivo e social do riso

Um bom senso de humor e as risadas que se seguem dependem de uma ampla medida de inteligência social e recursos de memória de trabalho.

O riso, assim como o humor, normalmente surge ao reconhecer as incongruências ou absurdos de uma situação. Inferir as intenções dos outros e ter a sua perspetiva pode aumentar a intensidade do riso e da diversão que se sente.

Para “entender” uma piada ou uma situação engraçada, é preciso ser-se capaz de ver o lado mais leve das coisas. Deve-se acreditar que existem outras possibilidades além da literal.

Muitas habilidades cognitivas e sociais trabalham juntas para ajudá-lo a monitorizar quando e porque é que o riso ocorre durante as conversas. Nem é preciso ouvir uma gargalhada para ser capaz de rir. Na linguagem gestual, os surdos pontuam com risos, bem como emojis em texto escrito.

O riso cria laços e aumenta a intimidade com os outros. O linguista Don Nilsen destaca que risos e gargalhadas raramente acontecem quando estamos sozinhos, apoiando o seu forte papel social. Começando cedo na vida, o riso dos bebés é um sinal externo de prazer que ajuda a fortalecer os laços com os cuidadores.

Mais tarde, é um sinal externo de compartilhar a apreciação de uma situação. Por exemplo, oradores públicos e comediantes tentam fazer rir para fazer o público sentir-se psicologicamente mais próximo deles, para criar intimidade.

Em estudos, psicólogos descobriram que homens com características de personalidade do Tipo A, incluindo competitividade e urgência de tempo, tendem a rir mais, enquanto mulheres com essas características riem menos. Ambos os sexos riem mais com os outros do que sozinhos.

PARTILHAR

RESPONDER

"Dois terços dos problemas estão na Área Metropolitana de Lisboa", justifica Costa

O primeiro-ministro, António Costa, justificou esta sexta-feira a necessidade de tomar medidas localizadas em Lisboa para evitar que o agravamento da situação epidemiológica se alastre.  Em Bruges, na Bélgica, à margem da sessão de encerramento do …

CDS critica “enorme infelicidade” do Presidente e "comunicação desastrosa" do Governo

O CDS-PP criticou hoje as declarações do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, quando disse que no que depender dele não haverá "volta atrás" no desconfinamento, considerando-as de “uma enorme infelicidade”, lamentando também a …

Astronautas entraram pela primeira vez na nova estação espacial chinesa

Três astronautas chineses começaram, esta sexta-feira, a fazer da nova estação espacial da China o seu lar, um dia depois de ali terem chegado, num lançamento bem-sucedido, que marcou um novo avanço no ambicioso programa …

Homicida de Bruno Candé tinha plena consciência dos seus atos. MP quer 22 anos de prisão

Evaristo Marinho, o homicida de Bruno Candé, tinha plena consciência dos seus atos quando cometeu o crime, lê-se no relatório do Instituto Nacional de Medicina Legal. O Ministério Público quer 22 anos de prisão. O Ministério …

Pandemia deixa dezenas de bebés por registar, o que pode "potenciar o tráfico humano"

O encerramento do balcão "Nascer Cidadão", durante a fase mais crítica da pandemia, impediu o registo de bebés nascidos nessa altura. Citando fontes do Hospital de Faro, a rádio TSF avança que as campainhas de alarme …

Auditoria revela 52 casos de envio de dados na CML. Medina lamenta "prática inadequada" (e faz uma demissão)

A auditoria interna pedida por Fernando Medina conclui que a Câmara Municipal de Lisboa enviou dados pessoais de manifestantes a embaixadas 52 vezes, desde que entrou em vigor o Regime Geral de Proteção de Dados …

Salgado chama seis familiares a depor, incluindo um tio de 102 anos

A defesa do ex-presidente do BES vai chamar 40 testemunhas para depor no julgamento no âmbito da Operação Marquês. A lista inclui seis familiares, incluindo um tio de 102 anos. De acordo com o semanário Expresso, …

"Mais próximos do normal". Espanha levanta obrigação de máscaras no exterior na próxima semana

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciou hoje que as máscaras vão deixar de ser obrigatórias nos espaços exteriores em Espanha a partir de sábado, dia 26 de junho. "Este será o último fim de semana com …

"É o Governo que tem poder de decidir", diz Marcelo sobre Lisboa

O Presidente da República, que se encontra nos Estados Unidos, escusou-se a comentar as medidas sanitárias decretadas pelo Governo em relação à Área Metropolitana de Lisboa. O Chefe de Estado voltou a frisar à RTP que …

Em Portugal, cinco pessoas morreram após terem vacinação completa. Números não são "preocupantes"

Segundo a Direção-Geral de Saúde, 1.231 pessoas ficaram infetadas com covid-19 já depois de ter concluído o processo de vacinação há 14 dias, 26 delas estão internadas. A Direção-Geral da Saúde (DGS) reportou a existência de …