Descobertos restos humanos que podem desvendar mistério dos ritos de morte Neandertais

Graeme Barker

A comunidade científica pode ficar perto de desvendar o segredo dos ritos de enterro dos Neandertais com esta nova descoberta. Foram encontrados restos mortais de um Neandertal.

Investigadores descobriram ossadas do corpo de um Neandertal adulto num famoso sítio arqueológico situado no Curdistão iraquiano. Os especialistas descrevem esta como uma descoberta “incrivelmente emocionante”, já que pode ajudar a desvendar o mistério dos ritos de morte dos Neandertais.

Este foi o primeiro esqueleto em mais de 25 anos a ser encontrado com os ossos colocados numa posição anatomicamente correta. A descoberta foi documentada num estudo publicado esta terça-feira na revista científica Antiquity.

Os restos foram encontrados na Caverna de Shanidar, onde em 1950, o arqueólogo Ralph Solecki já tinha encontrado restos mortais de dez homens, mulheres e crianças Neandertais. Solecki sugeriu que estes humanos tinham sido enterrados e teriam sido feitos ritos de morte com flores, já que encontrou grão de pólen ao lado deles.

Desde então, o debate na comunidade científica tem sido intenso para tentar perceber se realmente os Neandertais, que eram considerados humanos pouco avançados, faziam ritos de morte.

“As descobertas que Ralph Solecki fez entre 1951 e 1960 na Caverna de Shanidar desempenharam um papel central no aprimoramento da nossa compreensão das características e comportamento físicos dos Neandertais, desde cuidados com os doentes e feridos até o enterro dos mortos, argumentou Solecki, com flores colocadas no túmulo”, disse a coautora, Emma Pomeroy, à Newsweek.

“Não havia escavações no local desde 1960, e desenvolvimentos em métodos arqueológicos e abordagens científicas significavam que havia um potencial significativo para obter informações mais detalhadas sobre há quanto tempo o local foi usado pelos Neandertais e humanos modernos, quantos anos têm os restos, como era o clima e o ambiente quando os neandertais e os humanos modernos usaram o local no passado, e as semelhanças e diferenças entre as ferramentas e o comportamento humano moderno e dos Neandertais “, acrescentou Pomeroy.

A descoberta foi batizada de ‘Shanidar Z’ pelos investigadores das universidades de Cambridge, Birkbeck e Liverpool John Moores. Sem que o sexo dos Neandertais seja claro, os investigadores estimam que os restos mortais tenham cerca de 70 mil anos.

“É uma oportunidade extremamente valiosa para entender e investigar o esqueleto em si e o seu contexto com toda a gama de técnicas arqueológicas e científicas modernas”, salientou a investigadora.

Os arqueólogos encontraram ainda uma rocha notável ao lado da cabeça do Neandertal, que dizem poder ter sido usada como algum tipo de indicador do enterro.

“O enterro dos mortos há muito é considerado uma marca do comportamento humano moderno, sugerindo compaixão pelos membros do grupo, cuidado e luto pelos mortos, e até talvez espiritualidade e ideias sobre o que acontece após a morte, embora seja claro que é muito difícil saber a natureza exata de tais ideias que estes humanos poderiam ter”, disse Pomeroy.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …