“Repito: não renunciarei”, diz Temer (enquanto o Brasil ouve as gravações)

Beto Barata / PR

Presidente Michel Temer

O presidente do Brasil, Michel Temer

“Não renunciarei. Repito, não renunciarei”, disse esta quinta-feira o Presidente do Brasil, Michel Temer, numa curta declaração pública, após a divulgação de gravações com alegados pedidos de suborno envolvendo o seu nome serem reveladas por empresários da JBS.

Citado numa gravação entregue por Joesley Batista, dono da JBS, na qual alegadamente apoiou o pagamento de suborno para o ex-deputado Eduardo Cunha, o chefe de estado brasileiro negou ter qualquer relação com este facto.

“Ouvi, realmente, o relato de um empresário que por ter relações de o ex-deputado Eduardo Cunha auxiliava a família dele, mas não solicitei que isto acontecesse e só tive acesso a este facto nesta conversa”, declarou Michel Temer.

Em nenhum momento autorizei que pagassem a quem quer que seja para ficar calado, não comprei o silêncio de ninguém por uma razão singela que não temo nenhuma delação premiada”, concluiu.

Entretanto, o juiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal brasileiro, autorizou a divulgação dos áudios gravados pelo empresário Joesley Batista, da JBS, referente a uma conversa com o Presidente, Michel Temer, em que os dois falavam sobre o pagamento de uma mesada ao ex-deputado Eduardo Cunha.

“Dentro do possível, fiz o máximo que deu ali, zerei tudo o que tinha de alguma pendência. E o Eduardo Cunha foi firme em cima: cobrou. Acelerei o passo e tirei da fila”, afirmou o empresário, numa referência ao pagamento do suborno.

Joesley Batista recordou as ligações feitas pelo “negócio  das fugas de informação” a Eduardo Cunha, antigo presidente do Congresso, e ao ex-ministro Geddel Vieira Lima. “Volta e meia, essas fugas citavam alguma coisa tangenciando a nós”, acrescentou o empresário.

“Eu estou lá me defendendo, o que eu mais ou menos consegui fazer até agora. Eu estou de bem com o Eduardo”, disse o empresário, altura em que o Presidente o interrompe: “Tem que manter isso, viu“.

É esta frase na conversa que indicia um suborno aos dois políticos, e que gerou a abertura de um processo ao Presidente brasileiro, a a abertura de um inquérito do STF.

Ouça o áudio aqui:

ZAP // Lusa

4 COMENTÁRIOS

  1. “Não renunciarei”. Deveria fazê-lo se tivesse vergonha, mas vergonha é coisa rara nesta gente. Acabará por ser chutado indecorosamente do governo. Infelizmente o problema não acaba aqui. Vai este, e vem outro igual ou pior, porque esta é uma novela sem fim neste Brasil brasileiro…

  2. O que é admirável é, quantos de nós, no nosso dia a dia tivemos acesso a este tipo de relatos e ficamos calados, não consentindo, não fazendo queixa ou o que vá? e isso quer dizer o quê?. nada! na minha terra diz-se quem tem C* tem medo. Nunca me passou (nem passará) informar as autoridades de informação que me passaram empresários amigos e clientes de situações semelhantes. E eles não tem o dinheiro que este mocinho que leva o nome de Joesley tem. Agora que estas escutas são estranhas, quando dá jeito tem ruídos e pausas quando não apetece ouve-se cristalinamente. Na minha terra a isto se chama armadilha, a quem aproveita, é só fazer as contas.

RESPONDER

Angolanos escolhem sucessor de José Eduardo dos Santos

Mais de nove milhões de angolanos foram chamados a votar esta quarta-feira para eleger o próximo presidente do país, que irá pôr fim a 38 anos de Governo ininterrupto do até agora presidente José Eduardo …

Filme turístico dedicado às vítimas de Pedrogão vence prémio nos EUA

O vídeo promocional sobre a região centro do país, que acabou de vencer um prémio nos EUA, é também uma homenagem às vítimas do incêndio em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria. "Escolho o centro de …

"Burlão do amor" deixa mulher com dívida de 214 mil euros à banca

Conheceram-se num prestigiado estabelecimento de ensino de inglês do Porto e envolveram-se num relacionamento que acabaria por custar mais de 450 mil euros à vítima e o emprego. A mulher era diretora financeira de uma escola …

ANA pede aos passageiros para chegarem ao aeroporto 4 horas antes devido a greve

Em causa está a greve convocada pelos funcionários do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização (SCIF) do SEF, marcada para 24 e 25 de agosto. Em comunicado emitido esta terça-feira, a ANA informa os passageiros …

Governo vai começar a descongelar carreiras

O regresso das progressões na Função Pública, que deverá custar 200 milhões de euros no próximo ano, é um dos temas quentes na preparação do Orçamento do Estado para 2018, que chegará ao Parlamento até …

Porto Editora faz manuais para o menino e (mais fáceis) para a menina

A Porto Editora editou dois cadernos de exercícios dedicados a crianças dos 4 aos 6 anos de idade: um deles é para rapazes, em tons de azul, com alusão a piratas e labirintos difíceis. O …

Só quatro médicos aceitaram reforçar hospitais do Algarve no verão

No ano passado, foram sete os profissionais que se voluntariaram para o programa de mobilidade especial lançado pelo Governo para dar resposta ao aumento da população, de junho a setembro. O programa de mobilidade especial que …

Corpo encontrado na baía pertence à jornalista sueca desaparecida

O torso encontrado, esta terça-feira, na baía de Copenhaga, na Dinamarca, corresponde ao corpo da jornalista sueca desaparecida, confirmou esta quarta-feira a polícia dinamarquesa. O ADN do torso encontrado ontem corresponde com as amostras recolhidas pela …

Se não houver dinheiro para o muro, Trump ameaça paralisar o governo

Donald Trump ameaça ir até onde for preciso para conseguir cumprir uma das mais polémicas promessas eleitorais: a construção do muro na fronteira com o México, nem que para isso tenha que paralisar o governo …

Nova bactéria ciborgue gera combustível verde a partir do sol

Cientistas criaram micro-organismos cobertos por semicondutores que, assim como as plantas, podem gerar energia a partir da luz do sol, dióxido de carbono e água, mas de forma muito mais eficiente. As bactérias "ciborgues" produzem ácido …