Relâmpagos matam 21 pessoas em 24 horas, no Bangladesh

Mais de quatro milhões de pessoas ficaram retidas por causa das novas inundações. País estava a recuperar de uma inundação e agora surgiram várias.

O Bangladesh está a atravessar uma tragédia nacional devido a chuvas fortes e inundações constantes, acompanhadas por relâmpagos fatais.

No balanço mais recente, neste sábado, a polícia local informou que a tempestade dos últimos dias já provocou a morte de, pelo menos, 25 pessoas.

Só nas últimas 24 horas, os relâmpagos mataram 21 pessoas. Os outros quatro falecimentos decorreram devido a deslizamentos de terra provocados pelo mau tempo.

As cheias também já deixaram cerca de quatro milhões de pessoas retidas; e a situação não tem tendência para melhorar já, com especial atenção para algumas zonas mais atingidas nas regiões Norte e Nordeste do país asiático.

Foram enviados militares para as operações de evacuação, sobretudo nos distritos de Sunamganj e Sylhet, no Nordeste. Há milhares de casas inundadas e a electricidade foi cortada.

A Norte, os distritos mais afectados são Lalmonirhat, Kurigram, Nilphamari e Rangpur.

Já na sexta-feira Centro de Previsão e Alerta de Inundações do Governo local indicou que o nível de água estava a subir em todos os principais rios do país – e o Bangladesh tem cerca de 230 rios.

O aeroporto em Sylhet foi encerrado, pelo menos durante três dias, porque a água está muito perto da pista.

As regiões Norte e Nordeste do Bangladesh ainda estavam a recuperar de outra inundação, no mês passado, e agora são atingidas por novo fenómeno.

O Bangladesh é um dos países com mais habitantes: quase 170 milhões.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.