Já há refugiados afegãos a realizarem entrevistas de emprego em Portugal

Aris Messinis / AFP

Já há refugiados afegãos a realizarem entrevistas de emprego em Portugal, disse a secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira.

Em três semanas, chegaram 178 refugiados afegãos a Portugal. A secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira, quer ver resolvido o problema da habitação indigna, que atinge especialmente os imigrantes. Os milhões da “bazuca” devem ajudar neste capítulo.

Esta semana, Portugal acolheu 21 jogadoras de futebol do Afeganistão e as suas famílias. A integração dos refugiados tem sido mais rápida, “porque é um grupo com uma parte significativa qualificada e foi disponibilizada muita ajuda”.



Cerca de metade dos afegãos que chegaram são menores e há uma percentagem significativa de pessoas com ensino superior, salientou Cláudia Pereira, em entrevista ao semanário Expresso.

“Graças à grande generosidade dos portugueses, foram colocadas mais de 4 mil respostas de apoio, incluindo ofertas de trabalho com alojamento. Esta semana já há afegãos a realizar entrevistas de emprego, e vão continuar”, acrescentou a secretária de Estado.

Portugal continua a tentar trazer os afegãos que ficaram em Cabul. Ao Ministério dos Negócios Estrangeiros continuam a chegar casos. A saída deste último grupo, por exemplo, “foi acordada diretamente com as autoridades talibãs”.

Apesar da onda de apoio, Cláudia Pereira reforça que “há muito para melhorar, a começar pela aprendizagem do Português”. A integração dos refugiados continua a ser um problema: só uma minoria consegue autonomizar-se após os 18 meses de apoio.

Alguns refugiados estavam cá há dois anos e ainda sem aulas, salienta o Expresso. Para enfrentar este entrave, Cláudia Pereira diz que as turmas deixaram de ter um mínimo de 25 alunos, passando a fasquia a ser de apenas 15 alunos.

Além do IEFP e das escolas, há também aulas nos centros Qualifica. “Muitos não podiam fazer os cursos porque não tinham autorização de residência e agora basta o número de segurança social ou terem iniciado o processo de regularização da permanência em Portugal”, explica a governante.

Uma parte significativa dos primeiros refugiados que chegaram a Portugal abandonaram o país, mas isso já não está a acontecer, afiança Cláudia Pereira.

“Vários refugiados já tinham redes familiares e de amigos noutros países. O mercado de trabalho, principalmente na Alemanha e na Inglaterra, também era mais aliciante. Mas agora estão a ficar cá. Em Penela há sírios que ficaram e já trouxeram mais sírios para lá. E temos outros casos”, contou, em declarações ao Expresso.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Milionário Robert Durst condenado a prisão perpétua por matar melhor amiga

O tribunal de Los Angeles condenou o excêntrico milionário de 78 anos a pena perpétua, sem possibilidade de liberdade condicional, pelo homicídio em primeiro grau de Susan Berman (o equivalente a homicídio qualificado), segundo a …

Cientistas tentam desvendar por que comemos demais

Em 2019, cientistas descobriram que certas células em ratos obesos impediam os sinais que indicam a sensação de saciedade. Agora, uma nova investigação fez uma abordagem ainda mais profunda sobre o papel destas células. O estudo, …

"Tenho todas as condições para vencer as eleições legislativas de 2023", diz Rangel

Paulo Rangel apresentou esta tarde formalmente a sua candidatura à liderança do PSD e afirma que tem todas as condições para unir o PSD e vencer as eleições legislativas em 2023. Em conferência de imprensa, o …

Putin admite aceitar pagamentos com criptomoedas num futuro próximo

Vladimir Putin admitiu que as criptomoedas têm valor, adiantando que esta forma de pagamento poderá tornar-se viável no país. Contudo, para já "ainda é muito cedo" para fazer previsões devido à sua natureza "incerta". A notícia …

Subida dos combustíveis. Estado arrecada mais 5 cêntimos de IVA por litro

Com a subida do preço dos combustíveis, o Estado está a arrecadar mais imposto por cada litro vendido por via do IVA. A subida dos combustíveis em Portugal tem sido uma realidade que não é de …

Parlamento aprova aumento do prazo de prescrição nos crimes sexuais contra menores

O parlamento aprovou esta sexta-feira o aumento dos prazos de prescrição dos crimes sexuais contra menores e do crime de mutilação genital feminina quando ocorre em crianças, rejeitando o aumento da moldura penal para estes …

Centeno diz que crise nos combustíveis será temporária

O governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, referiu hoje, em Lisboa, que o aumento dos preços, nomeadamente dos combustíveis, deverá ser temporário, apesar de “aparentemente descontrolado”, lembrando que o petróleo negociou a preços negativos …

Assembleia da República chumba comissão de inquérito a MAI sobre acidente na A6

A Assembleia da República chumbou esta sexta-feira a proposta do Chega para a constituição de uma comissão parlamentar de inquérito à atuação do Ministério da Administração Interna no acidente com o carro do ministro e …

"O Governo quer salvar o Natal". Reino Unido alivia regras para atrair camionistas estrangeiros

O Governo britânico anunciou esta sexta-feira a suspensão temporária das regras sobre o número de entregas de mercadorias que os camionistas estrangeiros podem fazer no Reino Unido de forma a atenuar o impacto da escassez …

Parlamento aprova isenção de imposto de selo para moratórias de empresas

Todos votaram a favor do diploma no Parlamento, porém realçam que devem existir apoios idênticos para as famílias e querem acrescentá-los ao diploma durante a discussão na especialidade. Segundo noticia o Público, a proposta de lei …