Rangel e outros 13 eurodeputados do PPE pedem expulsão de partido húngaro

O eurodeputado do PSD Paulo Rangel e outros 13 chefes de delegação do Partido Popular Europeu (PPE) pediram na terça-feira a expulsão do partido húngaro Fidesz, exigindo ao líder parlamentar daquela família política, Manfred Weber, uma “posição clara” sobre esta questão.

Numa carta enviada ao líder da bancada do PPE, à qual a agência Lusa teve acesso, os chefes das delegações portuguesa, luxemburguesa, dinamarquesa, sueca, finlandesa, belga (que tem dois líderes), polaca, maltesa, lituana, checa, eslovaca, holandesa e estoniana vincaram esperar “que o grupo assuma uma posição clara, que deve refletir, pelo menos, as decisões do partido, quando se trata de defender os seus valores fundamentais e convicções políticas”.

Dias depois de o parlamento húngaro ter autorizado o executivo do primeiro-ministro, Viktor Orbán, a governar indefinidamente por decreto para combater o novo coronavírus, os signatários da carta pedem que “se tirem as consequências necessárias deste ataque adicional [de Budapeste] aos valores europeus e aos valores fundadores do PPE”.

O partido de Viktor Orbán, o Fidesz, foi suspenso (sob condição de futura reavaliação) do PPE em março de 2019 por repetidas posições consideradas antieuropeias e contrárias aos princípios e valores do partido, mas mantém-se como membro desta família política.

Entretanto, no final de março passado, o parlamento húngaro aprovou uma reforma legislativa que permite ao executivo governar por decreto, prolongar o estado de emergência indefinidamente e suspender o calendário eleitoral, com a justificação de fazer face à pandemia de Covid-19.

“Embora existam certas medidas extraordinárias que podem ser consideradas necessárias por razões de saúde pública, continua a ser de extrema importância que permaneçam em vigor os escrutínios e os equilíbrios apropriados e que essas medidas possam ser revertidas quando a emergência passar”, vincaram os eurodeputados.

Assumindo estarem “profundamente preocupados com os desenvolvimentos na Hungria”, estes eleitos do PPE salientaram que “usar uma pandemia para reprimir as liberdades civis e promover uma agenda política iliberal, enquanto bode expiatório da União Europeia para fins políticos domésticos, é cínico”.

“O partido do PPE e o grupo do PPE [no Parlamento Europeu] têm a obrigação moral de defender a democracia liberal e o Estado de direito, especialmente em tempos como a profunda crise que estamos a atravessar”, adiantaram.

Em declarações à Lusa na semana passada, o eurodeputado do PSD e também vice-presidente do PPE, Paulo Rangel, admitiu “muita preocupação” com esta situação. “Estou muito preocupado com a questão do estado de emergência indeterminado na Hungria e acho que isso é problemático, não haver uma data limite, além de colocar a liberdade de imprensa fortemente sob pressão e coação”, referiu.

Essas declarações foram feitas um dia depois de o presidente do PPE, Donald Tusk, ter pedido aos membros desta família política – entre aos quais o PSD – que reconsiderassem, à primeira oportunidade, a expulsão do Fidesz.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …