Radiotelescópio encontrou a sua primeira estrela morta giratória. É um “farol cósmico gigante”

Com a ajuda de um radiotelescópio de baixa frequência na Austrália, uma equipa de astrónomos descobriu um pulsar – uma estrela de neutrões densa que gira rapidamente, enviando ondas de rádio para o cosmos.

Pela primeira, os cientistas detetaram um pulsar com o telescópio Murchison Widefield Array (MWA), na remota região Centro-Oeste da Austrália Ocidental, e acreditam que será o primeiro de muitos.

Nick Swainston, um estudante de doutoramento da Curtin University e investigador no Centro Internacional de Pesquisa em Radioastronomia (ICRAR), fez a descoberta durante o processamento de dados colhidos.

“Pulsares nascem como resultado de supernovas. Quando uma estrela massiva explode e morre, pode deixar para trás um núcleo colapsado conhecido como estrela de neutrões”, disse Swainston, em comunicado. “Têm cerca de uma vez e meia a massa do Sol, mas todos comprimidos em apenas 20 quilómetros e têm campos magnéticos ultrafortes.”

Swainston explicou também que os pulsares giram rapidamente e emitem radiação eletromagnética dos seus polos magnéticos. “Cada vez que essa emissão passa pelas nossa linha de visão, vemos um pulso – é por isso que os chamamos de pulsares. Podemos imaginá-lo como um farol cósmico gigante.”

Ramesh Bhat, astrónomo do ICRAR-Curtin, afirmou que o pulsar recém-descoberto está localizado a mais de três mil anos-luz da Terra e gira uma vez a cada segundo. “Isso é incrivelmente rápido em comparação com estrelas e planetas regulares”, disse. “Mas no mundo dos pulsares, é bastante normal.”

Segundo Bhat, a descoberta foi feita usando cerca de 1% do grande volume de dados colhidos. “Apenas arranhámos a superfície. Quando fizermos este projeto em grande escala, devemos encontrar centenas de pulsares nos próximos anos”, continuou.

Pulsares são usados ​​por astrónomos para várias aplicações, incluindo testes das leis da Física sob condições extremas.

“Uma colher cheia de material de uma estrela de neutrões pesaria milhões de toneladas”, disse Bhat. “Os eus campos magnéticos são alguns dos mais fortes do Universo – cerca de 1.000 biliões de vezes mais fortes do que os que temos na Terra.”

O diretor do MWA, Steven Tingay, disse que a descoberta indica que uma grande população de pulsares aguarda a sua descoberta no hemisfério sul. “Esta descoberta é realmente empolgante porque o processamento de dados é incrivelmente desafiador e os resultados mostram o potencial para descobrirmos muitos mais pulsares”.

O estudo foi publicado esta semana na revista científica The Astrophysical Journal Letters.

  Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Teoria dos primatas pedrados. Podem os cogumelos mágicos ter sido a chave para a nossa evolução?

A teoria já era conhecida desde os anos 90, mas um novo estudo veio trazê-la à baila novamente. O argumento é de que os cogumelos com efeitos psicadélicos podem ter ajudado a tornar os nossos …

Ainda sem fumo branco para o OE, Bloco e PCP reúnem órgãos máximos

O PCP e o Bloco de Esquerda reúnem hoje os respetivos órgãos máximos entre congressos com a proposta orçamental para 2022 no centro do debate. As conclusões da reunião da Mesa Nacional do BE serão apresentadas …

Sismo de 4,9 em La Palma e novo colapso do cone do Cumbre Vieja

A ilha espanhola de La Palma registou hoje um sismo de 4,8 de magnitude, no dia em que o vulcão voltou a sofrer um colapso no cone principal, causando grandes derrames de lava. O sismo foi …

Algas vivas sensíveis à luz (um tipo de cianobactérias chamado Synechocystis) injetadas num girino

Podia ser ficção científica, mas não é. Injetar algas no sangue dos sapos pode ajudá-los a respirar

Os sapos adotam várias técnicas de respiração ao longo da sua vida. Agora, uma equipa de cientistas alemães desenvolveu um novo método que permite que os girinos "respirem" graças à introdução de algas na sua …

As misteriosas auroras de Úrano foram finalmente detalhadas ao pormenor pelos cientistas

Auroras de Úrano foram captadas pela primeira vez em 2011 através do telescópio Hubble Space, mas as suas origens representam ainda mistérios que os cientistas não conseguem esclarecer. Pela primeira vez, os cientistas conseguiram moldar a …

Domingo invulgar: 17 grandes jogos para ver, em poucas horas

A ementa começa em França, ao meio-dia, e acaba no Chile, já depois das oito da noite. Não estamos perto do Carnaval mas vem aí um "domingo gordo" no futebol. Vários jogos grandes, uns mais mediáticos …

Sporting 1-0 Moreirense | Capitão Coates embala leão

O Sporting igualou hoje o FC Porto na liderança provisória da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa o Moreirense, por 1-0, em jogo da nona jornada. O capitão Sebastián Coates marcou, aos …

Relatório médico indica que jovem chinês morreu após beber uma garrafa de Coca-Cola em dez minutos

Um homem chinês morreu depois de beber uma garrafa de 1,5 litros de Coca-Cola em dez minutos, informaram os médicos num relatório. O jovem de 22 anos, que não tinha doenças subjacentes, dirigiu às urgências do …

Universidade no Reino Unido tem arquivo de "casas assombradas"

A Universidade de Sheffield, no Reino Unido, tem um arquivo aberto ao público com quase 80 mil fotografias de "casas assombradas" de várias feiras populares. Para muitos, o medo é parte integrante da experiência de uma …

J&J acusada de usar manobra para impedir processos judiciais relativos à venda de pó de talco com propriedades cancerígenas

A Johnson & Johnson está a ser criticada por usar uma manobra para impedir cerca de 38 mil processos judiciais que alegam que o famoso baby powder da marca causa cancro. De acordo com a NPR, …