Acusado de racismo e sexismo, conselheiro político de Boris demite-se

Will Oliver / EPA

Andrew Sabisky, conselheiro direto do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, demitiu-se esta segunda-feira, depois de ser acusado de racismo e sexismo pelo próprio Partido Conservador por causa de declarações suas no passado.

Em causa estão declarações feitas pelo próprio no passado, na Internet, em que defendeu existirem “diferenças raciais muito reais no que diz respeito à inteligência”, a maioria “de origem genética”. Nesse mesmo ano, em 2014, Sabisky comentou ainda que “há uma percentagem muito maior de negros do que brancos com um QI de 75 ou inferior, o nível que é muitas vezes considerado o limiar para o atraso mental ligeiro”.

Para além dos comentários que defendem uma superioridade da raça branca face à negra, o conselheiro de Boris Johnson fez ainda reparos polémicos noutras áreas, como quando afirmou que o desporto feminino “é mais comparável aos paralímpicos do que ao desporto masculino”.

Em termos de políticas, Sabisky usou ainda a sua presença online para sugerir que sejam administrados contracetivos compulsivamente a partir da puberdade, a fim de impedir a gravidez na adolescência, e defendeu que quem beneficia de prestações sociais deve ser encorajado a ter menos filhos do que aqueles com “personalidades mais pró-sociais”, de acordo com a emissora britânica Sky News.

Os principais partidos da oposição, o Partido Trabalhista e o Partido Nacional Escocês (SNP), pediram a demissão de Sabinsky assim que as declarações anteriores do conselheiro foram conhecidas. Downing Street, contudo, permaneceu ao lado do seu conselheiro.

Esta segunda-feira, um porta-voz do governo recusou responder à questão sobre se Boris Johnson partilha das opiniões do seu conselheiro 32 vezes, segundo a contagem da Spectator. De acordo com o jornal britânico The Guardian, limitou-se a responder que “os pontos de vista do primeiro-ministro são bem conhecidos” e nada mais.

No entanto, as críticas foram subindo de tom e vieram de dentro do Partido Conservador. A deputada Caroline Nokes, presidente no comité de Mulheres e Igualdade, criticou a reação do gabinete do primeiro-ministro: “Não acredito que o Número 10 recusou comentar o caso de Andrew Sabisky”, afirmou, acrescentando que “não tem lugar no governo”.

Outro deputado conservador, William Wragg, afirmou que Sabisky “tem de sair”. “Não acredito que eu seja o único que está desconfortável com as tendências mais recentes no Número 10.”

Pouco depois, Andrew Sabinsky anunciava publicamente a sua demissão. Sabisky responsabilizou os meios de comunicação social por irem desenterrar as suas afirmações.

“A histeria que algumas das minhas declarações antigas gerou entre os meios de comunicação social é uma loucura mas eu quero ajudar o Governo, não ser uma distração. Desta forma, decidi demitir-me da minha função. Espero que o número 10 contrate mais pessoas com bom pensamento geopolítico e que os media aprendam a dizer não às quotas seletivas”, escreveu Sabisky no Twitter acrescentando que se inscreveu para “fazer trabalho a sério” e não para ser “alvo de um assassinato de carácter”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Covid-19 já faz estragos na indústria espacial. Concorrente da Space X declara falência

A empresa de satélites OneWeb, que tinha como objetivo ligar os lugares mais remotos do mundo à Internet, declarou esta sexta-feira falência depois de ter perdido um importante investidor por causa da pandemia de covid-19. …

CR7, Bernardo, Mourinho, Lage e mais 22 personalidades do futebol doaram 150 mil máscaras ao Hospital de Santo António

O agente Jorge Mendes juntou 26 personalidade do futebol, que vão desde jogadores, treinador e amigos, com o objetivo de dotar unidades hospitalares com materiais para combater a Covid-19. A iniciativa, que contou com a …

Italiana de 102 anos recuperou da covid-19. "Chamamos-lhe imortal"

Uma italiana, de 102 anos, recuperou da covid-19, depois de ter passado mais de 20 dias no hospital. Os médicos que a acompanharam vão agora estudar o seu caso. "Chamamos-lhe Highlander, a imortal", contou à CNN …

China já lucra com a Covid-19 (mas se a economia não engrenar depressa, pode nascer uma tempestade)

A China já está em fase de recuperação da Covid-19 e a economia do país dá sinais de vida, embora ainda longe dos patamares pré-pandemia. E o facto de o contágio continuar a alastrar por …

Cientistas de todo o mundo trabalham em 20 vacinas e 30 potenciais medicamentos

Cientistas em todo o mundo estão a trabalhar num total de 20 vacinas e 30 possíveis medicamentos contra o Covid-19, alguns dos quais já estão na última fase de testes antes da aprovação definitiva. De acordo …

Há uma vila na Lombardia sem infetados por Covid-19

Em Ferrera Erbognone, uma vila da Lombardia com mil habitantes e uma média de idades de 60 anos, ainda não se registaram casos de Covid-19, embora esteja no epicentro do surto em Itália. De acordo com …

Rei da Tailândia isola-se em hotel de luxo na Alemanha com 20 mulheres e vários servos

O rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, decidiu isolar-se num hotel de luxo na cidade de Garmisch-Partenkirchen, na Alemanha, com a sua comitiva, que inclui um "harém" de 20 mulheres e vários servos. De acordo com o …

Rendas podem ser suspensas durante estado de emergência e mês seguinte

Empresas e famílias vão poder suspender o pagamento da renda nos meses em que vigore o estado de emergência e mês subsequente, de acordo com a proposta que cria um regime excecional de proteção aos …

Mais 11 pessoas detidas por desobediência. Número total sobe para 81

A PSP e a GNR detiveram até esta segunda-feira 81 pessoas pelo crime de desobediência no âmbito do estado de emergência iniciado dia 22 e decretado devido à pandemia de covid-19, anunciou o Ministério da …

Reembolsos de IRS arrancam em abril

No próximo mês, o fisco vai devolver valores retidos em IRS à medida que os contribuintes entreguem as declarações do imposto e é concluída a liquidação, uma iniciativa da Autoridade Tributária (AT) que arranca na …