“Da terra à mesa”. Contentores com quintas verticais produzem vegetais para restaurantes e supermercados

A agricultura tradicional envolve o uso de muitos recursos, quer durante o processo de cultivo, quer depois, durante o processo de distribuição. O conceito das quintas verticais tem vindo a difundir-se pelo mundo, e agora está cada vez mais próximo dos consumidores.

As quintas verticais têm muito mais vantagens do que a agricultura tradicional, sublinha o New Atlas. Estas baseiam-se num modelo em que as plantas crescem num ambiente cheio de nutrientes, sendo que uma das suas principais vantagens é que podem ser colocadas em qualquer lugar, o que é crucial numa época em que as terras cultiváveis estão em declínio.

“A Vertical Field oferece uma forma revolucionária de comer as verduras e os frutos mais frescos, ao produzir quintas verticais internas à base de solo cultivadas no local onde os alimentos são consumidos”, disse o CEO da empresa, Guy Elitzur.

Os contentores reciclados ​​que hospedam estas quintas podem ser instalados ao alcance dos consumidores, como no estacionamento de um restaurante ou no armazém.

“Os nossos produtos não facilitam apenas uma vida sustentável, têm também um impacto positivo no meio ambiente. As quintas urbanas dão um novo significado ao termo ‘da terra à mesa’, porque podem ser instaladas em supermercados, restaurantes ou outros locais onde se realizam compras”.

De acordo com a Vertical Field, “o contentor é lacrado, automatizado e limitado à entrada humana, uma vez que só têm acesso ao local, pessoas com trabalhos essenciais no seu funcionamento”, explicou Noa Winston, trabalhadora da empresa.

Ao contrário de algumas soluções agrícolas de alta tecnologia, a equipa não precisou de ter formação especial para trabalhar com a quinta vertical, pois o processo de cultivo automatizado monitoriza, irriga e fertiliza as colheitas ao mesmo tempo que estas crescem, graças aos conjuntos de sensores que continuamente alimentam dados sobre o clima, solo ou iluminação LED.

Cada unidade agrícola vertical tem a sua própria tecnologia de comunicação Wi-Fi instalada, para permitir que os operadores tenham acesso ao sistema através de uma aplicação móvel.

A Vertical Field existe desde 2006 e já construiu várias “paredes verdes vivas” em todo o mundo. A iniciativa da agricultura vertical baseada no solo foi iniciada em 2019.

Expansão pelo mundo

A primeira quinta em contentores da Vertical Field foi criada nos Estados Unidos, e localiza-se no restaurante Farmers & Chefs em Poughkeepsie, em Nova Iorque – que começou a ter as suas próprias colheitas em meados de abril de 2020.

No mês passado, após um projeto bem-sucedido, também a maior rede de supermercados de Israel – a Rami Levy – assinou um acordo com a empresa para instalar quintas verticais em dezenas de lojas ao longo dos próximos cinco anos.

“A rede Rami Levy prioriza a responsabilidade social que tem para com os clientes no que diz respeito à segurança alimentar e ao fornecimento de produtos da mais alta qualidade, mantendo os preços baixos”, garantiu Yafit Attias Levy, diretor da cadeia.

No início deste mês, a empresa Moderntrendo SRO – uma das maiores distribuidoras agrícolas da Ucrânia – inscreveu-se para um projeto que irá começar com a rede de supermercados Varus e, potencialmente, se irá expandir para outras redes.

“Estamos extremamente entusiasmados com nossa parceria com a Moderntrendo SRO, que nos levou ao projeto com a Varus e nos irá levar a mais projetos num futuro próximo”, disse Elitzur.

A empresa sublinha que “uma das conclusões que surgiram durante a pandemia de covid-19 foi a necessidade de desenvolver soluções que permitam aos residentes urbanos ter acesso a alimentos saudáveis, sem depender de transporte e envio de locais remotos”.

Além de supermercados e restaurantes, a empresa pretende que as suas quintas verticais sejam instaladas em hotéis, universidades, hospitais e outro tipo de estabelecimentos.

Ana Moura, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia.
    Penso que existe uma empresa Portuguesa que “constrói” esses contentores.
    Alguém conhece qual é? P.f. escreva aqui. Obrigado.

  2. José, esta forma de fazer agricultura foi introduzida, em Portugal, por dois franceses: Gilles Dreyfus e Nicolas Segui que começaram nuns armazéns, em Marvila, a cultivar e a vender ao público. Vi uma reportagem sobre o seu negócio, há já algum tempo. A empresa de contentores para este tipo de agricultura penso ser a Cool farm. Procure o site deles.

RESPONDER

TC recusa impugnação pedida pelo PSD sobre candidato de Castelo Branco. Direção avalia recurso

O Tribunal Constitucional (TC) decidiu que o PSD não tem legitimidade no pedido de anulação de uma deliberação do Conselho de Jurisdição Nacional do partido sobre o candidato autárquico em Castelo Branco, recusando admitir uma …

Orbán vai rejeitar dinheiro do fundo de recuperação se tiver de revogar lei anti-LGBTQI

O primeiro-ministro húngaro assegurou, este sábado, que o país não vai aceitar o dinheiro do fundo de recuperação se tiver de ceder perante Bruxelas e revogar a lei anti-LGBTQI. Segundo a agência Europa Press, Viktor Orbán …

Avaria em rede europeia causou "apagão" parcial em Portugal e falhas no 112

O incêndio que queimou, este sábado, 500 hectares de vegetação no sudoeste de França esteve na origem dos cortes de energia em Espanha e Portugal, segundo a agência francesa Rede de Transmissão de Energia Elétrica …

Um tumor e duas fraturas nas vértebras dificultaram a vida deste dinossauro (mas não o mataram)

Quando foi descoberto na década de 1980, na Argentina, este hadrossauro foi diagnosticado com uma fratura no pé. Porém, uma nova análise agora mostra que este tinha um tumor, bem como duas fraturas nas vértebras …

Morreu Otelo Saraiva de Carvalho, capitão de Abril

O capitão de Abril morreu, este domingo, aos 84 anos, no Hospital Militar, confirmou o presidente da Associação 25 de Abril. A notícia foi confirmada ao jornal online Observador pelo presidente da Associação 25 de Abril, …

Pela primeira vez, cientistas viram chimpanzés a matar gorilas

Investigadores testemunharam, pela primeira vez, chimpanzés e gorilas a lutar entre si, confrontos esses que provocaram a morte de alguns deles. De acordo com o site Science Alert, as duas disputas foram observadas no Parque Nacional …

Vírus com 15 mil anos descobertos no gelo do Planalto do Tibete

Cientistas que estudam glaciares encontraram vírus com quase 15 mil anos em duas amostras de gelo retiradas do Planalto do Tibete, na China. Muitos deles, que sobreviveram porque se mantiveram congelados, são diferentes de todos …

Leite sem lactose em laboratório (e com a ajuda de membranas de óxido de grafeno)

As membranas de óxido de grafeno (uma forma oxidada do material) têm sido muito estudadas para a dessalinização da água e separação de corantes, mas as suas propriedades podem não ficar por aqui. Uma equipa de …

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …