“Queremos uma verdadeira democracia”. Estudantes desafiam o governo e a monarquia na Tailândia

Narong Sangnak / EPA

Protestos pró-democracia em Banguecoque

Milhares de estudantes tailandeses têm vindo a manifestar-se, no último mês, contra o governo e a monarquia tailandeses. Os jovens apelam a mudanças constitucionais, e garantem que apenas querem ter liberdade de expressão, num país que consideram estar em retrocesso político.

Nas escolas tailandesas, quando o hino nacional toca espera-se que os alunos fiquem parados em deferência, enquanto a bandeira do país é hasteada. Contudo, na semana passada, alguns estudantes aproveitaram o momento para enviar uma mensagem simbólica, levantando as mãos com três dedos.

Este gesto é cada vez mais usado pelo movimento pró-democracia que tem vindo a eclodir na Tailândia. Tem havido manifestações lideradas por estudantes quase todos os dias, e no último fim de semana, em Banguecoque, houve um protesto com a participação de mais de 10 mil pessoas.

Kanokrat Lertchoosakul, professora da faculdade de ciências políticas da Universidade Chulalongkorn, garante que nunca viu um fenómeno destes no país. “A sociedade tailandesa está muito surpreendida com o que está a acontecer. Para além de estudantes universitários, há também a participação de crianças nas manifestações”.

Os diferentes grupos usaram os meios de comunicação social para organizar manifestações em todo o país. Os estudantes têm-se mostrado revoltados com o seguimento da política interna nacional, sobretudo porque o governo é controlado por militares. Os jovens acreditam que esta realidade está a atrasar a democracia na Tailândia.

Os manifestantes pedem que o primeiro-ministro, Prayuth Chan-ocha, dissolva o parlamento, ponha fim à perseguição aos ativistas, e reformule a constituição do país, que foi escrita durante o regime militar. Alguns estudantes apelam a uma contenção do poder da monarquia, e do rei Maha Vajiralongkorn.

Prayuth aconselhou os manifestantes a não envolverem a monarquia nas manifestações, mas disse que vai levar em consideração algumas das preocupações apresentadas em relação à constituição.

Ainda assim, o grupo Thai Lawyers for Human Rights documentou 103 casos de estudantes que foram assediados ou impedidos de expressar opiniões políticas. Na semana passada, a UNICEF ​​divulgou um comunicado a apelar que “o direito das crianças, e dos jovens à liberdade de expressão se mantenha intacto”.

Neste sentido, o ministro da educação da Tailândia, Nataphol Teepsuwan, comentou as reações dos jovens, dizendo que têm direito de expressar as suas opiniões.

Ainda assim, Kanokrat alega que a maioria das escolas estava a tentar impedir os protestos. “Numa sociedade conservadora, e moralista como a Tailândia, o poder de controlo dentro da escola está nas mãos dos educadores”, referiu a professora.

Nataphol, um aluno ativista, explica que os jovens só querem liberdade de expressão. “Queremos uma verdadeira democracia“, referiu. O jovem assume que no início teve medo de se manifestar, mas a sensação de querer lutar pelos seus direitos – e pela liberdade de todos – acabou por prevalecer.

Tattep Ruangprapaikitseree, secretário-geral do grupo de protesto Free People Movement, acredita que alguns ativistas estão a ser presos discretamente. “O governo está a tentar ganhar tempo ao prender ativistas um por um. Acham que o protesto vai acabar por se dissolver, mas estão errados.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …

Junta militar de Myanmar está a sequestrar familiares de pessoas que pretende deter, diz especialista da ONU

A junta militar de Myanmar está a sequestrar familiares de pessoas que pretende deter, incluindo crianças com 20 semanas de idade, segundo o relator especial da Organização das Nações Unidas (ONU) destacado para o país, …

Regiões portuguesas entre as que mais colocaram trabalhadores em teletrabalho

  Apesar dos números elevados registados em Portugal, futuro do modelo está ainda em aberto, face à preferência dos patrões em ter os funcionários a trabalhar em ambiente de escritório. De acordo com dados revelados pelo Eurostat, …