Quercus na ONU: “A ameaça ao nosso território é real”

(dv) Quercus

foto: divulgação / Quercus

A Quercus defendeu hoje que os países têm de mostrar coragem e avançar com decisões “difíceis mas necessárias” para enfrentar as alterações climáticas, apontando a subida do nível do mar como a maios preocupação para Portugal.

A Quercus vai participar na Conferência das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas, que hoje começa em Varsóvia, com o objetivo de preparar uma nova tentativa de acordo global, a alcançar em 2015.

A ameaça ao nosso território é real, dramática e poderá ter fortes implicações económicas e sociais, pelo que os portugueses deverão estar na primeira linha de defesa de uma política climática ambiciosa a nível mundial”, alerta a Quercus num comunicado sobre a presença na convenção.

Segundo vários estudos, “a subida do nível do mar é uma das maiores preocupações para Portugal“, realça a Quercus, explicando que os impactes ambientais estão a acelerar, nomeadamente nas camadas de gelo, que estão a derreter muito mais rapidamente, ou no aumento do nível do mar, que está a acelerar.

A subida do nível do mar, causada pela expansão dos oceanos devido ao aumento da temperatura e do degelo, poderá vir a destruir 67% das zonas costeiras portuguesas, acrescenta.

A presença da Quercus na conferência pode ser acompanhada através do blog criado pela associação para o evento.

O termómetro do mundo

Para a associação ambientalista, a 19.ª Conferência das Partes (COP19) da Convenção das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, que se prolonga até dia 22, “deve ter como meta trabalhar com vista a um plano climático justo, ambicioso e vinculativo aplicado a todo o mundo” e a prioridade é o aumento da ambição de redução de emissões a curto prazo e de financiamento das medidas.

Os países presentes na conferência em Varsóvia devem assumir os compromissos necessários para garantir um aumento da temperatura global abaixo dos 2,0 a 1,5 graus Celsius (ºC).

Apesar de todas as resoluções internacionais dos últimos anos, falta passar à ação e as emissões globais de gases com efeito de estufa continuam a “empurrar o mundo para um aumento de temperatura de quatro graus Celsius até ao final deste século, em relação aos níveis de temperatura pré-industrial”, considera.

Os efeitos das mudanças do clima já se registam em vários pontos do mundo através de tempestades, cheias, secas e cada vez mais fenómenos climáticos extremos, com custos para os países. Se tem dúvidas sobre o assunto, consulte o site da Conferência das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas para aprender mais.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sondas espaciais com "cunho" português vão passar perto de Vénus

As sondas espaciais europeias Solar Orbiter e BepiColombo, ambas com tecnologia e ciência portuguesas, vão passar perto de Vénus a 9 e 10 de agosto, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). A passagem …

Elvis Presley terá morrido de doenças genéticas (e não por overdose de medicamentos)

Segundo um novo livro de Sally Hoedel, a morte de Elvis Presley estará, afinal, relacionada com o tratamento para doenças congénitas das quais sofria. O cantor norte-americano, que morreu há quase 44 anos, estava fortemente medicado …

A cidade mais populosa de África está a viver em contra-relógio

Os habitantes da Nigéria, o país mais populoso de África, já estão habituados a contornar as inundações anuais que invadem o país. No entanto, este ano a situação saiu fora do controlo, com o principal …

"Pensávamos que a Casa Branca mandava". Biden sob fogo devido ao fim da proibição dos despejos

A inacção de Joe Biden perante o fim das moratórias que proíbem os despejos durante a pandemia está a ser criticada até dentro do próprio Partido Democrata. A moratória federal aos despejos acabou este sábado, para …

Na ausência de Biles, Sunisa Lee coroou-se rainha da ginástica. É a primeira hmong a ganhar ouro

Sunisa Lee chegou a Tóquio com a missão de ajudar os Estados Unidos a garantir o ouro e de garantir a presença em finais individuais de aparelhos. Com o abandono de Biles, tornou-se a estrela …

Presidente afegão culpa retirada “abrupta” dos EUA pelo rápido avanço dos talibãs

O chefe de Estado afegão prometeu vencer o conflito com as milícias talibãs e os Estados Unidos dizem-se prontos a receber mais milhares de refugiados. O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, prometeu esta segunda-feira vencer o …

42% das pessoas em enfermaria no Hospital de são João têm vacinação completa

No Centro Hospitalar de São João (CHSJ), 42% das pessoas internadas em enfermaria e 15% das internadas em unidades de cuidados intensivos tinham a vacinação completa. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), apenas …

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …