Quem não votar no partido do presidente da Bolívia é chicoteado

Alain Bachellier / Flickr

Evo Morales, o presidente da Bolívia

Evo Morales, o presidente da Bolívia

Um deputado boliviano do partido presidencial afirmou esta quarta-feira que organizações sociais do departamento de Potosi, no sudoeste do país, decidiram castigar com chicotadas quem não votar no partido do Presidente Evo Morales nas eleições de outubro.

Eleito pelo Movimento para o Socialismo (MAS, na sigla em Castelhano) por Potosi, Luis Gallego afirmou, segundo a agência noticiosa boliviana Fides, que várias organizações sociais, indígenas e sindicais do norte deste departamento decidiram “em assembleia geral” controlar o voto no partido governamental durante o dia do sufrágio e impedir o voto cruzado.

O voto cruzado consiste em apoiar o candidato presidencial de um partido e um candidato a deputado por outra força política, prática que Evo Morales tem criticado, pedindo aos seus apoiantes que a evitem para assegurar a maioria oficial no parlamento.

Gallego afirmou que as organizações do norte de Potosi “vão chicotear os que fizerem voto cruzado“, porque “não podem ser traiçoeiros”.

A 26 de agosto, o principal sindicato de camponeses da Bolívia também anunciou que vai controlar “de alguma maneira” a votação dos seus filiados em Morales e nos candidatos do MAS.

Porém, o Supremo Tribunal Eleitoral advertiu que este tipo de atitudes constitui um delito de coação eleitoral, que deve ser investigado no dia das eleições.

Morales e o vice-presidente Álvaro Garcia Linera aspiram, nas eleições de 12 de outubro próximo, à reeleição para um terceiro mandato até 2020.

O atual Presidente da Bolívia, dado como favorito nas sondagens divulgadas até agora, disputa a Presidência com o empresário Samuel Doria Medina, o ex-Presidente Jorge Quiroga (2001-2002), o ex-presidente da Câmara da capital, La Paz, Juan del Granado, e o líder indígena Fernando Vargas.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Prémios e dados pessoais. Worten alerta clientes para falso SMS em circulação

A Worten alerta os clientes para não partilharem dados pessoais em resposta a mensagens publicitárias falsas que estão a circular por SMS em nome da retalhista, a anunciar um prémio. "Alertamos que não devem ser facultados …

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …