Escravos judeus ou trabalhadores com benefícios? O mistério sobre os construtores das pirâmides egípcias

Existem muitas teorias sobre quem construiu as pirâmides do Egito. Uma delas aponta para equipas de judeus, porém, a suposição não apresenta nenhuma evidência.

Segundo escreve o Live Science, as pirâmides não poderiam ter sido construídas por escravos judeus, já que não existe nenhum vestígio arqueológico diretamente ligado a este povo no Egito, sobretudo na altura em que as pirâmides de Gizé foram construídas.

Por outro lado, a mesma fonte indica que são muitas as evidências que mostram que foram os antigos egípcios quem realmente construiu as pirâmides. Contudo, a forma como os trabalhadores viveram e como foram recompensados pela sua mão de obra ainda levanta algumas questões.



As pirâmides e os seus construtores

Nas últimas décadas, os arqueólogos encontraram novas evidências que fornecem pistas sobre quem foram os construtores das pirâmides e de que forma viviam.

Os registos escritos encontrados, que incluem papiros descobertos em 2013 em Wadi al-Jarf, na costa do Mar Vermelho do Egito, indicam que grandes grupos de trabalhadores ajudaram a trazer material para a construção da Pirâmide de Gizé.

Os papiros encontrados em Wadi al-Jarf mencionam um grupo de 200 homens chefiados por um líder chamado Merer. O grupo de trabalhadores transportou calcário de barco ao longo do Rio Nilo até à Grande Pirâmide, onde, posteriormente, a pedra foi usada para construir o revestimento externo do monumento.

No passado, os egiptólogos teorizaram que os grupos de construtores das pirâmides eram em grande parte compostos por trabalhadores agrícolas sazonais, mas resta saber se a teoria tem fundamento.

Os papiros ainda estão em processo de decifração, mas os resultados indicam que o grupo liderado por Merer fez muito mais do que ajudar na construção da pirâmide.

Ao que tudo indica, esses trabalhadores viajaram por grande parte do Egito, possivelmente até ao deserto do Sinai, onde realizaram vários projetos de construção e tarefas que lhes foram atribuídas.

Mas não se sabe se estes faziam parte de uma força profissional mais permanente, ou se pertenciam a um grupo de trabalhadores agrícolas sazonais que, no fim da época, voltaria para os seus campos.

Análise começa a desvendar mistérios

De acordo com os documentos encontrados, os trabalhadores eram alimentados por uma dieta bastante equilibrada, que incluía tâmaras, vegetais, aves e carne, refere Pierre Tallet, professor de egiptologia da Universidade Paris-Sorbonne.

Além da dieta saudável, o papiro descreve que os membros da equipa de trabalho recebiam regularmente tecidos que “provavelmente eram considerados uma espécie de dinheiro”, explica Tallet ao Live Science.

Já os funcionários de cargos de alto escalão envolvidos na construção de pirâmides “podem ter recebido concessões de terras”, afirma Mark Lehner, diretor da Ancient Egypt Research Associates (AERA), um instituto de pesquisa com sede em Massachusetts.

Os registos históricos também mostram que, na história do Egito, era habitual conceder concessões de terras a funcionários públicos. Porém, não se sabe se as concessões de terras também foram dadas a trabalhadores envolvidos na construção de pirâmides.

Atualmente, a equipa de Lehner está a escavar uma cidade em Gizé que era habitada e frequentada por alguns dos trabalhadores que estavam a construir a pirâmide de Menkaure.

Com base nos ossos de animais encontrados no local, e considerando as necessidades nutricionais dos trabalhadores, os arqueólogos estimam que cerca de 1.800 quilos de animais eram abatidos todos os dias, em média, para alimentar os trabalhadores.

Também os restos mortais de trabalhadores enterrados em sepulturas perto das pirâmides mostram que estes tinham ossos curados que foram colocados corretamente – sugerindo que os trabalhadores tiveram acesso a cuidados médicos.

A rica dieta dos construtores das pirâmides, combinada com a evidência de cuidados médicos e o pagamento em produtos têxteis, levou os egiptólogos a concordar que os trabalhadores não eram escravos.

Ainda assim, as conclusões não provam que todos os trabalhadores tinham acomodações iguais.

Lehner suspeita de que os trabalhadores de escalão inferior dormiam em casas simples ou em “alpendres” nas próprias pirâmides.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Inventou o ZX Spectrum e mudou o mundo. Morreu Clive Sinclair

O empresário britânico e inventor do computador doméstico ZX Spectrum, Clive Sinclair, morreu hoje aos 81 anos na sua casa, em Londres (Reino Unido), devido a doença prolongada, informou a filha ao jornal “The Guardian”. Morreu …

Esta torre construída na Suécia não é gigante em altura, mas em sustentabilidade

Para além de ser feito de um material sustentável — fornecido por florestas locais com gestão consciente e transformado por uma serração nas proximidades, o Centro Cultural dispõe de múltiplas tecnologias que fazem dele mais …

Empresa canadiana debaixo de fogo por publicar anúncios de emprego destinados a não vacinados

Uma empresa de canoagem, sediada no Canadá, está debaixo de fogo depois de ter colocado anúncios de emprego destinados, exclusivamente, a pessoas não vacinadas contra a covid-19. "Por favor, NÃO se candidate se tiver tomado quaisquer …

Disparam ataques a jornalistas. Bruxelas insta países da UE a aumentar proteção

Os países da União Europeia (UE) foram instados por Bruxelas a tomar medidas para proteger os jornalistas, após um aumento no número de ataques a membros da imprensa. A Comissão Europeia exortou os governos a criarem …

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump iniciasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …

Mundial de Futsal. Portugal esmaga as Ilhas Salomão por 7-0 e tem um pé nos oitavos

Portugal lidera o grupo C e pode garantir o apuramento caso Marrocos não perca contra a Tailândia. A seleção portuguesa de futsal, campeã europeia em título, somou hoje o segundo triunfo em dois jogos no grupo …