Navio naufragado no Danúbio retirado do rio. Número de mortos sobe para 24

(h) Balazs Mohai / EPA

O navio naufragado no Danúbio foi esta terça-feira retirado do fundo do rio e quatro corpos foram encontrados, subindo para 24 o número de mortos neste acidente, ocorrido no dia 29 de maio, na Hungria.

O barco, chamado Hableany, que realizava uma excursão com 33 turistas sul-coreanos e dois tripulantes, foi abalroado por outra embarcação de maior porte no Danúbio, em 29 de maio, e acabou por se afundar junto à ponte Margit, em Budapeste.

Quando o barco naufragado foi trazido à tona, as equipas de resgate retiraram quatro corpos, segundo os jornalistas da AFP e da agência de notícias oficial húngara MTI. Com estes quatros corpos encontrados esta terça-feira, sobe para 24 o número de vítimas mortais encontradas, mas quatro pessoas continuam ainda desaparecidas no rio Danúbio.

Apenas sete pessoas sobreviveram e foram resgatadas logo após o naufrágio. Durante o fim de semana, um corpo foi retirado do rio, perfazendo, então, o total de 20 corpos.

Uma enorme grua flutuante, barcos e equipas de resgate estavam a trabalhar no início da manhã na ponte Margit para levantar a embarcação do fundo do rio para procurar mais vítimas nos destroços. O topo do navio era visível, enquanto coletes salva-vidas flutuavam próximo ao casco do barco.

O resgate do barco está a ser planeado em várias etapas, dependendo, por exemplo, da condição do casco. O plano detalhado era levantar o Hableany com a grua flutuante e colocá-lo numa longa barcaça. O barco seria então entregue à polícia para as investigações do acidente.

O capitão do outro navio envolvido no acidente, o Viking Sigyn, está preso desde 1 de junho, suspeito de colocar em risco o transporte fluvial e de causar um acidente com mortos. O Viking Sigyn, que saiu de Budapeste menos de 48 horas após a colisão com o Hableany, está de volta à Hungria numa viagem programada e atracou na cidade de Visegrado, ao norte de Budapeste.

O atraso para retirar o navio naufragado do fundo do rio aconteceu devido ao grande volume de água no Danúbio, mas a operação foi concluída esta terça-feira com sucesso, com a ajuda de uma grua flutuante gigante, de acordo com relatos dos jornalistas da agência de notícias AFP.

 

Os esforços para procurar as vítimas desaparecidas do acidente e para erguer o Hableany foram prejudicados pelos altos níveis de água do Danúbio na primavera – que deverão cair significativamente nos próximos dias em Budapeste – e o fluxo rápido do rio, bem a pouca visibilidade sob a água.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …

Os terrenos contaminados de Fukushima vão tornar-se num centro de "energia verde"

Fukushima, local que sofreu um dos maiores desastres nuclear do mundo, vai reinventar-se e tornar-se num centro de energia renovável. Depois de ser atingido por um terramoto e um tsunami de 15 metros em 2011, três …

Cientistas identificaram neurónios específicos que mapeiam memórias

Neurocientistas descobriram um aspeto curioso de como a nossa memória funciona: Quando o cérebro precisa de recuperar informação relacionada com um lugar específico, neurónios individuais podem atingir memórias específicas. De acordo com o estudo publicado na …

Grande tempestade de areia pode ter ditado o fim de um império da Mesopotâmia

O Império Acádio da Mesopotâmia entrou em colapso devido a uma enorme tempestade de areia, sugeriu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Hokkaido, no Japão. Em comunicado, os especialistas explicam …

Encontrado templo milenar usado em rituais pagãos de veneração da água

O local tem 3.000 anos, onde investigadores encontraram 21 sepulturas, bem como várias peças de cerâmica e anéis de cobre. O templo era usado em rituais pagãos de veneração da água. Uma equipa de arqueólogos encontrou …

Elon Musk diz que inovações da Neuralink vão conseguir curar o autismo

Musk disse que a sua empresa Neuralink iria "solucionar uma série de doenças neurológicas", entre as quais o autismo. Contudo, o autismo não é uma doença relacionada com o cérebro, mas sim uma perturbação do …

"Indivíduos desconhecidos" terão obrigado Marinha a apagar vídeo do incidente do USS Nimitz com um OVNI

Vários membros da Marinha que testemunharam o famoso Incidente do USS Nimitiz, em 2004, disseram que "indivíduos desconhecidos" apareceram depois do acontecimento e obrigaram-nos a apagar as gravações de vídeo. Em novembro de 2004, um porta-aviões …

Coreia do Norte detonou bomba atómica equivalente a 17 "Hiroshimas"

Dados de um satélite japonês revelam que a explosão de um teste nuclear na Coreia do Norte, em 2017, terá sido 17 vezes mais poderosa do que a bomba de Hiroshima. A Coreia do Norte estimou que …

Invenção financiada por Bill Gates pode invisivelmente resolver a malnutrição

Uma invenção financiada por Bill e Melinda Gates pode ser a solução para resolver o problema da malnutrição a nível mundial. O próximo passo é conseguir o apoio dos Governos locais. A malnutrição é um problema …

Com a ajuda de um radar, cientistas revelaram pegadas de mamutes e humanos pré-históricos

Espalhados pelo Monumento Nacional de White Sands, nos Estados Unidos, encontram-se os "rastos fantasma" de mamutes mortos há milhares de anos. Agora, investigadores conseguiram revelar pegadas de humanos. De acordo com o Science Alert, esta descoberta, …