Quase todas as empresas isentas do pagamento por conta

Miguel A. Lopes / Lusa

Cinco dias antes da data-limite do primeiro pagamento por conta, o Ministério das Finanças veio clarificar a aplicação da suspensão da medida que não deixa quase nenhuma empresa de fora.

O Jornal de Negócios adianta esta quarta-feira que praticamente todas as empresas vão beneficiar da medida tomada pelo Governo que lhes permite, devido ao contexto de crise provocada pela pandemia de covid-19, ficarem isentas do pagamento por conta.

O Ministério das Finanças veio clarificar a aplicação da suspensão do pagamento por conta através de um despacho cinco dias antes da data-limite do primeiro pagamento por conta, previsto para 31 de agosto.

Segundo o despacho do Governo, ao qual o Negócios teve acesso, praticamente todas as empresas vão ficar isentas do pagamento por conta se confirmarem que são Pequenas e Médias Empresas (PME) ou que têm como atividade económica principal o alojamento, restauração e similares. Sendo grandes empresas, têm de provar que a faturação caiu mais de 40%.

As empresas têm de certificar as condições que justificam a limitação do primeiro e segundo pagamentos por conta “até à data de vencimento do terceiro pagamento por conta” – até 15 de dezembro.

Esta clarificação surge na sequência de uma confusão quanto à medida, uma vez que acabou por ser legislada duas vezes. Primeiro, o Parlamento aprovou uma lei (29/2020) que determinava a possibilidade de suspensão dos pagamentos por conta do IRC para as (PME) e cooperativas.

Depois, na lei do Orçamento suplementar (Lei 27-A/2020), o Parlamento legislou no mesmo sentido e de forma mais abrangente. Além das PME e cooperativas, ficaram também isentas as empresas do setor da restauração e alojamento, entreabrindo-se ainda a porta às grandes empresas para a suspensão parcial ou total dos pagamentos por conta.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

“Nenhum país está preparado para um evento da magnitude de Pedrógão Grande", diz Comissão Técnica Independente

O engenheiro António Salgueiro, da Comissão Técnica Independente (CTI) que avaliou os incêndios na Região Centro em junho de 2017, afirmou esta terça-feira que nenhum país está preparado para a magnitude do fogo de Pedrógão …

Escócia também adia desconfinamento para julho

A Escócia também decidiu adiar o desconfinamento por várias semanas, tal como Inglaterra, devido ao agravamento da pandemia no Reino Unido, que registou 27 mortes e 11.625 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas. Inicialmente …

Países do Golfo continuarão dependentes do petróleo por mais uma década

Um estudo da agência de notação financeira Moody's revelou que os países exportadores de petróleo do Golfo vão continuar dependentes da produção de hidrocarbonetos pelo menos na próxima década. Segundo o estudo, citado pela agência Reuters, …

PSP do Porto reforça policiamento no São João e apela ao cumprimento das regras

A PSP do Porto garantiu, esta terça-feira, que vai reforçar o policiamento na noite de São João, de quarta para quinta-feira, e apela ao cumprimento das regras atendendo ao contexto atual da pandemia de covid-19. “Solicita-se …

UE garante compra de mais 150 milhões de doses da vacina da Moderna

A Comissão Europeia aprovou esta terça-feira a alteração ao segundo contrato com a farmacêutica Moderna para a ativação, em nome de todos os Estados-membros da União Europeia (UE), de 150 milhões de doses adicionais em …

Lisboa sobe mais de 20 lugares no ranking. É a 83.ª cidade mais cara do mundo

Lisboa é a 83.ª cidade mais cara do mundo em termos de custo de vida, subindo 23 posições no ranking em relação ao ano passado, num estudo da Mercer divulgado esta terça-feira, que é liderado …

Governo espanhol aprova indultos a nove líderes independentistas catalães na prisão

O governo espanhol aprovou esta terça-feira a concessão de indultos a nove líderes independentistas catalães a cumprir penas de prisão pelo seu envolvimento na tentativa de autodeterminação daquela região espanhola em 2017, anunciou o primeiro-ministro …

Direitos humanos. Confronto entre China e Canadá na ONU

O Canadá denunciou esta terça-feira na ONU, em nome de cerca de 40 países, a situação dos direitos humanos na província chinesa de Xinjiang e em Hong Kong, pedindo a Pequim uma investigação às violações …

Ministra da Saúde afasta limitação de visitas. Mas Associação de lares defende regresso da proibição

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou esta terça-feira que não há necessidade de voltar a limitar as visitas a lares de idosos, advogando que as pessoas vacinadas contagiadas com o novo coronavírus desenvolvem “uma …

Tripulantes da TAP queixam-se de "extrema violência psicológica" e escrevem carta ao ministro

Um grupo de tripulantes de cabine da TAP escreveu uma carta a Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, na qual dizem temer que o processo de despedimento coletivo avance em julho e que já saíram …