Quadro de Van Gogh que passou mais de 100 anos “escondido” atinge recorde em leilão em França

Yoan Valat / EPA

O quadro “Scène de Rue à Montmartre”, nunca antes exposto, foi leiloado, esta quinta-feira, em Paris, por 13 milhões de euros, um recorde em França para o pintor neerlandês.

Datado de 1887, o quadro foi pintado durante os dois anos em que Vincent van Gogh viveu em Paris. A tela tinha sido já identificada em catálogos (por fotografias a preto e branco), mas nunca foi exibida, desde sua aquisição por uma família francesa por volta de 1920.

O quadro foi comprado por 13.091.250 euros (despesas incluídas), sendo um recorde para o artista em França, realçou a leiloeira Sotheby’s, que organizou esta venda por vídeo.

Em 2017, a tela “Ploughman in a Field” (1889), também de Van Gogh, correspondendo ao seu período provençal, o mais colorido e também o mais popular, atingiu 81 milhões de dólares norte-americanos na Christie’s, em Nova Iorque.

A Sotheby’s e a casa de leilões Mirabaud-Mercier, que descobriram a tela hoje leiloada, “Scène de Rue à Montmartre” (“Cena de Rua em Montmartre”), apresentaram-na publicamente em fevereiro, pertencendo à rara série de pinturas que representam o mítico Moulin de la Galette.

A obra foi mantida durante um século pela mesma família francesa, cuja identidade não foi divulgada.

“A venda deste magnífico quadro transportado por uma atmosfera elétrica é um daqueles momentos mágicos que nos é dado viver numa casa de leilões”, sublinharam em comunicado Aurélie Vandevoorde, leiloeira da venda, Etienne Hellman, diretor do departamento de arte impressionista e moderna, e Pierre Mothes, vice-presidente da Sotheby’s France.

A tela representa um moinho de pimenta, um dos moinhos Galette, atrás de paliçadas, contra um fundo de um céu de inverno cinza-azulado. Em primeiro plano, um casal caminha e duas crianças brincam.

No itinerário do pintor neerlandês (1853-1890), esta pintura marca um ponto de inflexão, um expressionista a partir de um uso da cor que visa criar uma impressão para além da transcrição da realidade.

“É um testemunho de Montmartre no final do século XIX”, sublinhou Aurélie Vandevoorde. “Os parisienses passeavam e divertiam-se no parque do Moulin de la Galette, mas Van Gogh era mais sensível ao lado bucólico do que à representação dos cabarés”.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Para já só 180 trabalhadores aceitaram acordo com a TAP. Discórdia pode levar a despedimento coletivo

A TAP já chegou a acordo com 180 pessoas na última fase do programa de medidas voluntárias. A expectativa da companhia é que saiam cerca de 500 trabalhadores, que se irão juntar às adesões contabilizadas …

Número de nascimentos em janeiro e fevereiro foi o mais baixo desde que há registos

Janeiro e fevereiro de 2021 tiveram os números mensais de nascimentos mais baixos desde que há registos, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE). Em janeiro nasceram com vida 5912 crianças (menos 19,3% que em janeiro …

China pousa pela primeira vez uma nave em Marte

A China anunciou este sábado que pousou com sucesso a sua primeira nave espacial na superfície de Marte, avançou a agência estatal Xinhua citando a Administração Espacial Nacional da China. Ao pousar na planície Utopia, no …

Garrafas de água, sumo e latas de cerveja podem vir a ter uma taxa até 15 cêntimos

O preço de embalagens de água, sumos ou cerveja vai passar, em 2023, a vir acompanhado de uma taxa de depósito. O valor da tara deve variar entre os 5 e os 15 cêntimos. Como noticia …

Banco Montepio passa de lucros a prejuízos de 15,9 milhões no primeiro trimestre

O Banco Montepio registou prejuízos de 15,9 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano em comparação com lucros de 5,4 milhões no mesmo período do ano passado, foi divulgado esta sexta-feira ao mercado. De acordo …

Aviso da PSP a negar festejos em Alvalade andou “perdido” na CML. Medina sacode responsabilidades

O Sindicato dos Oficiais da PSP garante que município foi “redundantemente alertado” para entendimento de que devia ser recusada colocação de ecrãs gigantes junto a Alvalade. Contudo, a autarquia diz não ter informado os promotores …

Metrópole no Camboja medieval. Estudo mostra quantas pessoas viveram no Império de Angkor

Um novo estudo arqueológico mostra quantas pessoas viveram no antigo Império de Angkor ao longo do tempo. A população era comparável à da Roma antiga. Quão grandes eram as antigas cidades? No seu auge, há cerca …

Prazo para limpar terrenos termina hoje. Proprietários voltam a arriscar coimas

O prazo para a limpeza de terrenos florestais termina hoje, após ter sido prorrogado devido à pandemia e às condições climatéricas, pelo que os proprietários em incumprimento ficam sujeitos a contraordenações, com coimas entre 280 …

Entre indiretas a Rui Moreira e farpas a Costa, Rio acusa PS de ter desistido de ganhar o Porto

O Presidente do PSD participou na apresentação da candidatura de Vladimiro Feliz, que considera "competente" e "trabalhador" à Câmara do Porto. Por outro lado, Rio usou a ocasião para acusar o PS de ir a …

Cientistas descobrem o segredo das pessoas que vivem mais de 105 anos

Uma equipa de investigadores descobriu que os idosos que vivem mais de 105 anos tendem a possuir uma base genética única que torna os seus corpos mais eficazes na reparação de ADN. Esta é a primeira …