PSD vai a jogo nas eleições para “meter golos” e não só para “trocar bolas”

Miguel A. Lopes / Lusa

Rui Rio com Fernando Negrão (e) e David Justino (d)

O PSD vai a jogo nas próximas eleições europeias e legislativas e visa “meter golos” e não só trocar a bola. Quem o diz é David Justino, o vice-presidente do partido, que reconheceu também que o primeiro ano da direção de Rui Rio “não foi fácil” pelas divergências internas.

“É óbvio que estamos a apostar no cenário de vitória, quer nas europeias, quer nas legislativas. Ir a jogo só para trocar bolas não vale a pena, queremos meter golos”, afirmou David Justino à agência Lusa.

Em entrevista a propósito da primeira Convenção Nacional do Conselho Estratégico Nacional do PSD, que se realiza no sábado, David Justino reconheceu que o primeiro ano da direção eleita em Congresso entre 16 e 18 de fevereiro de 2018 “não foi um ano fácil”.

“Não vamos ignorar que tivemos problemas, que houve uma estratégia que tínhamos delineado que não foi plenamente conseguida devido a problemas internos, que projetámos uma imagem para a sociedade portuguesa que não era a que nós queríamos, de conflitualidade interna, que não é motivadora de confiança por parte dos eleitores”.

Neste ponto, Justino salientou que, nas sondagens, são visíveis diferenças entre “o bom ‘score’ pessoal” de Rui Rio e as intenções de voto no PSD. “Quer dizer que os portugueses fazem esta distinção (…) Os eleitores podem ter Rio na melhor das apreciações, mas se veem um partido que ele lidera que não é digno de confiança, não serve de nada”, alertou.

Ainda assim, defendeu que, “agora que estão superados alguns problemas internos”, a direção já tem condições de apresentar neste período pré-eleitoral o PSD como “um partido credível”, com “propostas estudadas, ponderadas e debatidas na sociedade”. “Nestes últimos seis meses, queremos ter – não é um outro PSD, nem vamos pensar que a divergência, pluralidade de opiniões vai desaparecer – um partido mobilizado para os objetivos que a direção nacional tem enunciado”, defendeu.

Questionado se o CEN, órgão de aconselhamento da direção, é a principal marca do primeiro ano do PSD de Rui Rio, Justino preferiu dar uma resposta mais ampla.

“A marca fundamental desta direção e deste presidente é a procura de formas diferentes de fazer política”, defendeu, considerando que “os portugueses estão cansados” do ‘politiquês’ e de se “fazer da política um palco para grandes espetáculos”.

Para Justino, a mudança que Rui Rio quis introduzir foi mostrar que “privilegia mais a substância do que a forma”. “É necessário que os políticos se comportem de forma diferente para que haja reconhecimento dos eleitores de que é possível fazer política de forma diferente, mais séria, mais honesta e com, diria quase, com coluna. É possível”.

David Justino, que é também presidente do CEN, aponta este órgão como “um dos pilares dessa nova forma de fazer política”. “Ao fim de um ano, a imagem que queremos transmitir é de que é possível fazer de forma diferente, é possível que o programa possa ser feito de forma alargada e participada, e que, em vez de ter um gabinete de estudo que ninguém sabe bem onde está, ter secções abertas onde há debate com pessoas que não são necessariamente do PSD”, salientou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Campo magnético da Terra pode mudar 10 vezes mais rápido do que se pensava

As mudanças na direção do campo magnético da Terra podem ocorrer dez vezes mais rápido do que se pensava até então, sugerem novas simulações levadas a cabo por cientistas da Universidade de Leeds (Reino Unido) …

O buraco negro mais faminto do Universo engole por dia uma massa equivalente à do Sol

No centro do quasar mais brilhante já descoberto "mora" um dos maiores buracos negros que é também o mais "faminto" de todo o Universo: por dia, engole o equivalente à massa do nosso Sol. As …

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …