“PSD quase pareceu um partido regional”. Cavaco Silva arrasa liderança de Rio e elogia Montenegro

15

Nuno Veiga / Lusa

O ex-Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva

Cavaco Silva considera que Rui Rio caiu numa “armadilha” do PS e dos meios de comunicação social ao posicionar-se ao centro e acusa o PSD de ter sido um suporte para os socialistas.

O antigo Presidente da República social-democrata, Aníbal Cavaco Silva, considerou hoje um “absurdo total” a demora na eleição do novo presidente do PSD, considerando que o partido esteve “cinco meses sem líder”, e deixou elogios a Luís Montenegro.

“Muito negativo para o PSD nos últimos tempos foi o arrastar desta situação na escolha do novo líder. Cinco meses sem líder, podemos dizer assim. Eleições em 30 de janeiro e o novo líder só estará em plena efetividade de funções passado cinco meses, isto é um absurdo total”, afirmou Cavaco Silva num excerto já divulgado pela CNN, de uma entrevista que será transmitida hoje à noite, conduzida pela jornalista Maria João Avillez.

O antigo presidente do PSD deixou ainda um elogio ao recém-eleito líder dos sociais-democratas: “Tenho a ideia de que o doutor Luís Montenegro tem muito claro na sua cabeça como é preciso fazer oposição neste momento para dar um futuro melhor ao nosso país”, disse.

Na opinião do antigo primeiro-ministro – que governou o país com maioria absoluta entre 1987 e 1995 – o PSD sob a liderança de Rui Rio “quase que pareceu um partido regional”.

“Penso que muitos eleitores viram ao longo do tempo um PSD que era suporte do PS, quando às vezes era mesmo humilhado em debates na Assembleia da República pelo PS”, afirmou.

Por outro lado, para Cavaco Silva “foi um erro o PSD deixar-se enlear na dicotomia direita-esquerda”.

“Era uma armadilha montada pelo PS e por alguns órgãos de comunicação social para desqualificarem o PSD e impedirem que alguns votantes saíssem do PS para votar no PSD”, sustentou.

Rui Rio confirmou a 3 de Fevereiro que iria deixar a liderança do PSD na sequência da derrota eleitoral das legislativas de 30 de janeiro, mas Luís Montenegro – eleito em diretas no passado sábado com 72,5% dos votos contra Jorge Moreira da Silva – só assumirá funções plenas depois do Congresso do PSD, que se realiza em julho.

A entrevista de Cavaco Silva vem depois de uma semana atribulada para o ex-Presidente da República, que publicou esta semana um artigo de opinião no Observador onde deixou críticas veladas a António Costa e ironicamente o desafiou a ter um Governo melhor do que os seus dois executivos maioritários.

  ZAP // Lusa

15 Comments

  1. O Professor Cavaco Silva falou e fala bem. O PSD pode vir a perder peso no panorama político democrático de Portugal. Mudam-se os tempos e mudam-sem as vontades, exceto a Ordem Natural das Coisas da Natureza da Vida. Eu sou do PSD. Voto no PSD. O atual presidente do PSD vai agregar e unir os militantes e os ex-militantes do PSD, incluindo a juventude do PSD. O PSD é a alternativa de Governo para Portugal.

  2. O que ele diz é verdade. Sejam de que partido forem, onde já se viu colocar a lider uma pessoa que não segue a linhas do partido.
    Basicamente o rui rio sempre foi PS.

    é quase como colocar o ventura a lider do PCP!

    • Se ele não seguisse as linhas do partido não tinha internamente a base de apoio que lhe permitiu SEMPRE ganhar as eleições.

      As linhas do partido são a social democracia, não são o conservadorismo nem o neoliberalismo. Você não sabe o que diz, lá porque gostava que o PSD fosse o Chega.

  3. O homem do leme!!!!
    Bons tempos em que portugal crescia…. hoje depois de 25 anos de PS somos novamente o pais mais pobre dos 27….ultrapassados por todos os paises de leste….

  4. É claro que esta análise bem estruturada do professor Cavaco sobre a situação atual não agrada a muitos esquerdistas, mas terão que se confrontar com a realidade cada vez mais evidente!

    • Pois, disse-o (” “) um colega, mais acima. Os vermelhos estão tramados com o Cavaco. Acho que é bem feito, considerando que só fazem asneiras.

    • Só podes estar a gosar O Homem que vendeu Portugal e os dinheiros que entraram da Europa, foi para encher os bolsos aos amigos(BPN-BES etc) e para os senhores cá do burgo comprarem valentes carros e casas
      Enfim só não vê quem não quer

      • De acordo, o Presidente mais corrupto de Portugal ( casos BES e BPN), até devia ter vergonha de ainda vir para a TV mostrar a cara, para que nos esquecessemos dele! Não tem mesmo vergonha nenhuma.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.