Próximo Governo terá de lidar com promessas de menos austeridade

Walter Branco / Governo de Portugal

O Primeiro Ministro Pedro Passos Coelho

O Primeiro Ministro Pedro Passos Coelho

O diretor executivo do Centro de Política Europeia alertou que o vencedor das eleições legislativas do outono terá de lidar com as consequências de apresentar propostas que “milagrosamente” reduzem a austeridade e consolidar as contas públicas.

“Em ano eleitoral é normal que os partidos apresentem o milagre das propostas de redução da austeridade e da consolidação orçamental”, criticou Fabian Zuleeg num seminário em Bruxelas sobre política económica europeia.

No entanto, o diretor executivo do Centro de Política Europeia (EPC, sigla em inglês), um dos maiores think tanks sediados em Bruxelas, deixou um alerta: “o Governo que sair das eleições legislativas portuguesas terá de lidar com as consequências” de apresentar esse “milagre”.

O economista alemão juntou-se assim às críticas do Fundo Monetário Internacional (FMI), que apontou no início do ano a “tentação de optar por políticas populistas” por parte dos decisores políticos neste ano de eleições, e às orientações também da Comissão Europeia, que defendem que o ajustamento é para continuar nos próximos anos, independentemente do partido no poder.

O Governo PSD/CDS-PP e o PS apresentaram programas para os próximos quatro anos – Programa de Estabilidade e “Uma década para Portugal”, respectivamente – que preveem a reposição salarial e o fim da sobretaxa de IRS, ao mesmo tempo que antecipam uma melhoria das contas públicas, embora a ritmos diferentes.

Questionado sobre se a recuperação económica deixa espaço para Portugal reduzir a austeridade, Fabian Zuleeg reconheceu que a economia portuguesa “está a melhorar”, mas que essa melhoria ainda “é lenta”.

O diretor do EPC afirmou que é necessário impulsionar a economia portuguesa, admitindo que isso aconteça através de investimento público, mas disse que essa é uma questão que deve ser discutida a nível europeu.

O economista disse ainda que Portugal é um dos países que mais pode ser afetado por uma eventual saída da Grécia da zona euro, mas recusou que isso venha a acontecer, devido aos “custos elevados” que traria para a União Europeia. “Seria desastroso para os dois lados”, afirmou.

Fabian Zuleeg disse ainda que “é inevitável” que o Reino Unido avance com um referendo à manutenção do país na União Europeia, admitindo não conseguir antever o resultado dessa consulta popular.

“As consequências são muito difíceis de prever. Mas seriam mais negativas para o Reino Unido do que para o resto da União Europeia”, considerou.

A campanha para as eleições legislativas britânicas de 07 de maio começou no final de março, com o primeiro-ministro David Cameron (partido Conservador) a prometer um referendo sobre a permanência do país na União Europeia.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …

Uma cidade chamada "amianto" está a tentar mudar o nome (e a discussão tornou-se tóxica)

Há uma cidade no Canadá chamada Asbesto - um material de construção altamente tóxico. Os habitantes da cidade não estão felizes com este nome, mas a sua mudança também não está a ser fácil. De acordo …

FC Porto 3-1 Braga | Entrada de “dragão”

O FC Porto iniciou a defesa do título nacional com uma vitória importante sobre o Sporting de Braga por 3-1. Os minhotos marcaram primeiro no Dragão, por um ex-portista, mas os descontos do primeiro tempo foram …

Barco navega em forma de coração para agradecer aos habitantes da Nova Escócia

A escuna Bluenose II navegou de forma bastante original no último dia da temporada de 2020. A rota seguida criou a forma de um coração no porto de Lunenburg, na Nova Escócia. De acordo com o …

França bate recorde com 13.498 novos casos. Espanha não vai confinar

A França registou este sábado um recorde diário de casos de covid-19, com 13.498 novos infetados nas últimas 24 horas, anunciou a Agência Nacional de Saúde, acrescentando que, no mesmo período, morreram mais 26 pessoas. No …

Diogo Jota no Liverpool

O Liverpool oficializou hoje a contratação do futebolista internacional Diogo Jota, de 23 anos, num contrato “de longa duração”, sem especificar a duração. A imprensa inglesa tem adiantado que o jogador vai assinar por cinco épocas, …

Companhia aérea australiana oferece voos de 7 horas (para lugar nenhum)

A companhia aérea australiana Qantas anunciou recentemente planos para um voo panorâmico de sete horas que fará um loop gigante em Queensland e Gold Coast, New South Wales e os remotos centros do interior do …

Barack Obama vai publicar um livro de memórias (mas só depois da eleições de novembro)

O livro de memórias do antigo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, só vai ser publicado depois das eleições presidenciais de novembro. Uma enxurrada de livros políticos chegou às prateleiras nas últimas semanas, no final da …

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou hoje em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando …

Milhares infetados por bactéria após fuga em fábrica farmacêutica chinesa

Milhares de pessoas no noroeste da China contraíram uma doença bacteriana depois de uma fuga que causou um surto numa biofarmacêutica no ano passado. De acordo com a CNN, que cita relatos dos media locais, mais …